Página Inicial


Foto: Antoninho Perri
 

Padronização das Notas e Classificação dos Candidatos - Vestibular 2013

Para efeito de classificação e convocação, os candidatos terão uma nota padronizada final para cada uma das opções. Essa nota é utilizada para classificá-los nos respectivos cursos

Padronização de Notas

curva gaussiana

Notas Brutas na Correção e Notas Padronizadas na Classificação

Quando as provas são corrigidas, elas recebem uma nota bruta. Essas notas variam entre 0 e 96 pontos na 1ª fase e em cada dia de provas da 2ª fase. Porém, para calcular a classificação da 1ª para a 2ª fase e a classificação final dos candidatos não são utilizadas as notas brutas, mas sim as notas padronizadas. A padronização consiste em uma mudança de escala baseada na média e no desvio padrão de cada prova. A padronização evita que uma prova muito difícil num determinado ano faça diferença no desempenho dos candidatos daquele ano.

Padronização de Notas

O processo de padronização ocorre tanto na 1ª quanto na 2ª fase e atribui 500 pontos à média de cada prova e 100 pontos para cada desvio padrão.

Nota padronizada da 1ª fase

A Nota Padronizada da 1ª fase (NPF1) é calculada a partir da fórmula:

Onde N é a nota bruta obtida pelo candidato na 1ª fase (soma das notas da parte de Redação e da parte de Conhecimentos Gerais); M é média de N dos candidatos presentes na 1ª fase, sendo que M será arredondada para um número múltiplo inteiro de 0,5 mais próximo; DP é o desvio padrão de N dos candidatos presentes na 1ª fase, sendo que DP será arredondado para um número múltiplo inteiro de 0,5 mais próximo. A nota padronizada da 1ª fase (NPF1) será arredondada para um número múltiplo inteiro de 0,1 mais próximo.

Nota padronizada da 2ª fase

Na 2ª fase os candidatos recebem uma nota padronizada (NP) em cada prova, que são calculadas a partir da fórmula:

formula

onde N é a nota bruta obtida pelo candidato na prova; M é a média da prova entre todos os candidatos que a fizeram e obtiveram nota maior que zero, sendo que M será arredondada para o número múltiplo inteiro de 0,5 mais próximo; DP é o desvio padrão da distribuição de notas da prova entre todos os candidatos que a fizeram e obtiveram nota maior que zero, sendo que o DP será arredondado para o número múltiplo inteiro de 0,5 mais próximo. O valor da NP será arredondado para o número múltiplo inteiro de 0,1 mais próximo.

As notas padronizadas são utilizadas para compor a Nota Padronizada de Opção (NPO), para cada opção escolhida, que definirá a classificação do candidato em cada opção. Leia mais sobre a NPO na próxima página.

Nota de corte e disciplinas prioritárias

Nota Mínima de Opção (NMO)

Cada curso tem até duas provas consideradas prioritárias. Para cada prova prioritária de cada curso são atribuídos o peso a ser utilizado no cálculo da NPO e a Nota Mínima de Opção (NMO), que são utilizados entre os critérios de classificação e convocação dos candidatos em cada opção. As provas prioritárias, seus pesos e as NMO(s) consideradas no Vestibular Unicamp 2013 para cada curso estão descritos na tabela das páginas 12 e 13.

Nota Padronizada de Opção

A classificação dos candidatos, em cada curso escolhido, é definida a partir da Nota Padronizada de Opção. A NPO é calculada pela média ponderada das NP(s) dos candidatos nas provas. Os pesos utilizados para as provas consideradas prioritárias, estabelecidos pelo Art. 17 da GR 36/2012, estão descritos na tabela das páginas 12 e 13. Os pesos para as demais provas são os seguintes:

• Peso 0,5 (meio) para a prova de:
- Língua Inglesa;

• Peso 1 (um) para cada uma das seguintes provas:
- Língua Portuguesa e Literaturas da Língua Portuguesa;
- Matemática;

• Peso 2 (dois) para cada uma das seguintes provas:
- Prova da 1ª fase;
- Ciências Humanas e Artes;
- Ciências da Natureza;
- Prova de Habilidades Específicas (ver Art. 15 da GR 36/2012).

Convocação dos candidatos

O candidato que faltar ou obtiver nota zero em qualquer uma das provas da 2ª fase estará desclassificado do Vestibular Unicamp 2013, não sendo considerado para convocação.

Em todas as chamadas, os candidatos serão classificados e convocados segundo os seguintes critérios (ver Art. 20 da Resolução GR 36/2012, na pág. 43):

Em cada curso serão convocados por ordem decrescente de NPO os candidatos que optaram pelo curso em 1ª opção e que obtiveram notas padronizadas nas provas prioritárias maiores ou iguais às NMO estabelecidas (ver tabela).

Havendo vagas não preenchidas pelo critério citado acima, serão convocados por ordem decrescente de NPO todos os candidatos que optaram pelo curso, independentemente da ordem da opção e das notas obtidas nas provas prioritárias do curso.

Havendo vagas para um curso não preenchidas pelos dois critérios acima, serão convocados candidatos que optaram por cursos afins que não foram convocados para os cursos de suas opções, em ordem decrescente de NPO para o curso onde a vaga estiver disponível, independentemente das opções originais do candidato. Os cursos afins são definidos por Portaria Interna da Pró-Reitoria de Graduação da Unicamp.

Opções Associadas

Os seguintes grupos de cursos são considerados como opções associadas para efeito de classificação e convocação:

a) Educação Física (Integral), Educação Física (Noturno) e Ciências do Esporte (Integral);
b) Enfermagem - Unicamp (Integral) e Enfermagem - Farmep (Integral);
c) Engenharia Elétrica (Integral) e Engenharia Elétrica (Noturno);
d) Engenharia de Manufatura (Integral) e Engenharia de Produção (Integral);
e) Engenharia Química (Integral) e Engenharia Química (Noturno);
f) Geografia (Integral) e Geografia (Noturno);
g) Gestão de Comércio Internacional (Noturno), Gestão de Empresas (Noturno), Gestão de Políticas Públicas (Noturno) e Gestão do Agronegócio (Noturno);
h) Medicina - Unicamp (Integral) e Medicina - Farmep (Integral);
i) Tecnologia em Controle Ambiental (Integral), Tecnologia em Controle Ambiental (Noturno) e Tecnologia em Construção de Edifícios (Noturno).
j) Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (Noturno) e Sistemas de Informação (Integral);

O candidato em 1ª opção aos cursos destes grupos que solicitar outro curso do mesmo grupo como 2ª opção será classificado para o conjunto das suas opções de acordo com o critério I do Art. 20 da Resolução GR 36/2012 (ver pág. 43). Nesses casos, o desempenho do candidato tem precedência sobre a ordem das opções. Ou seja, o candidato que tiver opções associadas será tratado como candidato de 1ª opção também em 2ª opção, sendo posicionado na lista de 1ª opção.

Convocação em 2ª opção

O candidato convocado em 1ª opção não pode pedir remanejamento para matricular-se na 2ª opção.

O candidato interessado em fazer mais de uma opção deve procurar ordenar as suas opções em ordem decrescente de relação candidatos/vaga e de pontuação do último matriculado, para aumentar suas chances de ingresso (ver tabela). Vale lembrar que quanto mais alta for a Nota Mínima de Opção de um curso, maior a possibilidade de serem convocados candidatos de 2ª opção.

O candidato convocado em 1ª opção não pode pedir remanejamento para matricular-se na 2ª opção.

Candidatos matriculados em 2ª opção e que solicitaram remanejamento devem ler atentamente as situações descritas abaixo.

• O candidato que não confirmar a matricula na 2ª opção, perde essa vaga, porém se ainda quiser continuar concorrendo à vaga de 1ª opção, precisa obrigatoriamente declarar interesse por vagas, entre os dias 28/02 e 02/03/2013. Nesse caso, precisará, se convocado futuramente, efetuar nova matrícula.

•O candidato que confirmar a matrícula, não precisa fazer a declaração eletrônica de interesse por vagas, pois continuará automaticamente concorrendo à vaga na 1ª opção.

•O candidato que não confirmar a matrícula e não declarar interesse por vagas fica excluído do Vestibular Nacional Unicamp 2013.

 

   Você está em: Página inicial: Vestibular 2013: Manual do Candidato
Dúvidas & Fale conosco