03/01/2012 / Em: Clipping

 


Para superar a reprovação, apoio da família é fundamental  (Terra – Vestibular – 03/01/11)

A reprovação, uma das maiores frustrações da trajetória escolar, põe à prova a estrutura do aluno e da família, além da habilidade da instituição para lidar com a decepção e as necessidades de quem vai ter que repetir o ano. Nessa hora, não vale castigo: é preciso fazer com que a criança ou o jovem entenda o que o levou a esse resultado – além de planejar ações que evitem a mesma situação no ano seguinte. A reprovação é resultado de um desempenho abaixo do esperado durante todo o ano. Por esse motivo, segundo a coordenadora associada do curso de Pedagogia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Maria Marcia Malavasi, não dá para esperar que os exames finais salvem o aluno da repetição do ano. “Ele não vai aprender em um mês ou 20 dias o conteúdo de um ano todo que, por várias razões, não aprendeu”, diz. “O importante é fazer um acompanhamento durante todo o ano letivo.” Nessa hora, a tranquilidade e organização dos pais são fundamentais. Entre as medidas a serem tomadas, está a elaboração de uma rotina de estudos. “Não adianta colocar de castigo. É preciso que já no início do ano os pais acompanhem as lições em casa, estejam presentes na escola e reflitam sobre o projeto pedagógico da escola, que deve combinar com os hábitos familiares”, aponta. Propor atividades diferentes também pode ajudar. “Ler com a criança em casa e frequentar cinema, teatro e apresentações musicais compõem um universo de aprendizado indireto, que também é importante”, sublinha.