03/03/2016 / Em: Clipping

 


Unicamp divulga quarta chamada do vestibular 2016; confira os nomes   (Globo.Com – G1 Vestibular – 02/03/16)

A Unicamp divulgou nesta quarta-feira (2) a quarta chamada do vestibular 2016. A lista dos convocados pode ser acessada na página da Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest).

Universidades recebem calouros com trote ecológico em Campinas    (Globo.Com – G1 Vestibular – 02/03/16)

Os alunos que vão iniciar cursos nas universidades Unicamp e PUC, em Campinas (SP), vão participar do “Trote Ecológico”. Ao todo serão plantadas 120 árvores e também haverá palestra sobre preservação ambiental. O evento acontece nesta quarta-feira (2), para os calouros da Unicamp das 14h às 16h, e também no dia 8 de março, para os recém-chegados da PUC das 8h30 às 11h30. As mudas serão plantadas na Mata Altlântica de Santa Genebra, localizada na Rua Mata Atlântica, no distrito de Barão Geraldo.



Unicamp 2016: Confira a quarta lista de aprovados   (UOL – Vestibular – 02/03/16)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) divulgou nesta quarta-feira (2) a quarta chamada de aprovados no vestibular 2016. Os convocados devem realizar a matrícula no dia 7 de março, das 9h às 12h, na unidade onde o curso é oferecido.



Unicamp libera a lista dos aprovados em 4ª chamada no Vestibular 2016   (EPTV – Virando Bixo – 02/03/16)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) divulgou nesta quarta (2) a lista de aprovados em 4ª chamada no Vestibular 2016. A matrícula presencial para os convocados nessa lista deverá ser realizada na segunda-feira (7), das 9h às 12h, na Faculdade de Odontologia (FOP), em Piracicaba; na Faculdade de Tecnologia ou na Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA), ambas em Limeira; ou no campus de Barão Geraldo, em Campinas, dependendo do curso para o qual foram aprovados.



Trote solidário refloresta a Mata de Santa Genebra    (Correio Popular – Cidades – 03/03/16)

Calouros da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) participaram deum trote diferente ontem. Eles ajudaram a reflorestar uma área da Mata de Santa Genebra, em Barão Geraldo, destruída em um incêndio causado pela queda de balão. Cada aluno plantou uma muda de árvore nativa no local e poderá acompanhar o seu desenvolvimento. O Trote da Sustentabilidade nasceu de iniciativa dos estudantes e conta com o apoio da Administração e da Fundação José Pedro de Oliveira. A próxima atividade será com os calouros da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), no dia 8 de março. Cerca de 60 calouros participaram do Trote Ecológico. Eles tiveram uma palestra sobre a importância da preservação da natureza e da arborização urbana. A diretora da Mata, Cynira Any da Silva, apresentou a história da mata para os estudantes, a importância e os trabalhos desenvolvidos na área. O diretor do Departamento do Verde e do Desenvolvimento Sustentável, Marcos Roberto Boni, destacou a importância da iniciativa. Após a palestra, os alunos seguiram para a área indicada pela Fundação para fazer o plantio. Mediante autorização prévia, cada aluno foi fotografado no momento do plantio e a respectiva foto imediatamente inserida no QR Code afixado em cada muda. Segundo Boni, foram plantadas 110 mudas de árvores de diferentes espécies nativas, como angico, jatobá, jequitibá entre outras. As mudas destinadas pelo Banco de Áreas Verdes são provenientes de Termos de Compromisso Ambientais (TCAs) e de Termos de Ajustamento de Conduta (TACs) assinados por particulares com a Prefeitura de Campinas. Os calouros aprovaram a iniciativa. “Gostei. Nunca tinha feito isso”, afirmou Evelin Correa, de 18 anos, caloura de física. Hugo Valadão, aluno de matemática considerou a atividade “conscientizadora e pretende voltar para acompanhar a árvore que plantou. Larissa Rachel Alves, de 17 anos, aluna de física médica, gostou da atividade pelo “contato coma natureza”. “Elogiamos iniciativa desse tipo de trote. Vemos tantos alunos no sinal pedindo dinheiro para tomar uma cerveja, mas oque esses estudantes fizeram ali hoje foi muito importante. Preservar o meio ambiente é um ato de cidadania”, afirmou Boni. A ação marca o início da restauração dos cerca de 23hectares da Mata de Santa Genebra que foram consumidos por incêndios no passado. Serão replantadas cerca de 40 mil mudas ao longo dos meses de março e abril. Ao menos 50 calouros da PUC devem participar da iniciativa na semana que vem e, segundo Boni, o trote está aberto a outros alunos e instituições que queiram participar. Os interessados devem entrarem contato com o Departamento do Verde, no telefone 2116-0877.



Ensino a distância é solução pra quem já trabalha  (MSN – Notícias – 03/03/16)

A flexibilidade de tempo que o ensino a distância proporciona está virando o grande atrativo para quem trabalha e quer fazer um curso superior. Quem opta por um curso tradicional precisa adaptar toda a sua rotina aos estudos: negociar o horário de sair do trabalho, fazer as tarefas entre uma coisa e outra, gastar tempo com deslocamento diário até a faculdade, comer na rua, etc.



Acesso a escola de tempo integral no ensino médio é desigual, diz pesquisa   (Folha Online – Educação – 02/03/16)

Apontado com uma das principais políticas educacionais para a melhora do ensino, a educação em tempo integral no ensino médio não tem sido oferecida de maneira igualitária entre as camadas sociais da população.  Estudo realizado em quatro estados brasileiros –São Paulo, Pernambuco, Ceará e Goiás– mostra que, em geral, as escolas com maior carga horária atendem aos alunos com melhor situação socioeconômica. A relação é inversa no noturno, modalidade com piores condições de aprendizado: as turmas são frequentadas por alunos mais pobres.



Universidade portuguesa abre inscrições para os brasileiros   (Ministério da Educação – Educação – 02/03/16)

Começa nesta terça-feira, 1º de março, a segunda fase de candidaturas da Universidade do Algarve (UAlg), em Portugal, para os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As inscrições vão até 15 de abril e podem ser feitas no portal da universidade. A exigência é de que os brasileiros obtenham um mínimo de 500 pontos na redação e pelo menos 475 pontos em cada uma das provas objetivas do exame. A universidade aceita as notas dos participantes do Enem desde a sua primeira edição, em 1998.