06/10/2009 / Em: Clipping

 


Unicamp encerra inscrições para o vestibular 2010 nesta terça  (UOL – Vestibular – 06/10/09)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) encerra, nesta terça-feira (6), o prazo de inscrições para o vestibular 2010. O formulário e o kit do vestibulando, com manual e revista, estarão disponíveis no site da Unicamp. A taxa é de R$ 115. São oferecidas 3.444 vagas em 66 cursos da Unicamp e dois da Famerp (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto). No processo seletivo de 2010, os candidatos terão que levar no dia da primeira fase duas fotos 3×4, coloridas, datadas de 2009. Quem não levar as fotos não poderá fazer a prova, que será aplicada em 15 de novembro. O formato dos exames desse ano será o mesmo do ano anterior. Candidatos que quiserem aproveitar a nota do Enem só poderão utilizar o desempenho da prova de 2009.



Prazo para se inscrever no vestibular da Unicamp termina nesta terça-feira  (Globo.com – G1 Vestibular – 06/10/09)

O prazo para se inscrever no vestibular 2010 da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) termina nesta terça-feira (6). Os candidatos devem preencher o formulário de inscrição, que está disponível em www.comvest.unicamp.br. Para que a inscrição seja efetivada, a taxa de R$ 115 precisa ser paga também só até esta terça (6). Caso haja dificuldade para pagar a taxa em agências bancárias, os candidatos podem fazer o pagamento em casas lotéricas, nas agências dos Correios, nos terminais de autoatendimento ou pelo internet banking. São oferecidas 3.444 vagas em 66 cursos da Unicamp e dois cursos da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp). O Kit do Vestibulando (Manual do Candidato e Revista do Vestibulando) está disponível no site da Comvest e é gratuito. Após o pagamento da taxa de inscrição, os candidatos deverão obrigatoriamente consultar sua situação na página da Comvest, para assegurar que não houve nenhum problema. A confirmação da inscrição estará disponível para consulta a partir de três dias úteis após o pagamento da taxa. Após o pagamento da taxa de inscrição, os candidatos somente poderão fazer alterações nos dados fornecidos até 3 dias após o término do período de inscrições. No caso dos candidatos isentos, qualquer alteração poderá ser feita por meio do preenchimento de novo formulário de inscrição e o prazo para alteração equivale ao último dia de inscrição no Vestibular.



Inscrição para Vestibular 2010 termina na terça  (Cosmo On Line – Educação – 05/10/09)

Os interessados em disputar uma vaga na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) têm até amanhã (6/10) para fazer a inscrição no vestibular. O formulário está disponível no site www.comvest.unicamp.br e a taxa de R$ 115,00 pode ser paga, além da rede bancária, nas casas lotéricas e agências dos Correios. A univerdidade oferece 3.444 vagas, em 66 cursos da Unicamp e dois da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp). A prova da primeira fase ocorre no 15 de novembro. De 10 a 13 de janeiro, serão realizadas as provas da segunda etapa.



Enem pode ficar só para dezembro  (O Estado de S.Paulo – Vida& – 06/10/09)

A nova prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deve ser realizada no último fim de semana de novembro (28 e 29) ou no primeiro de dezembro (5 e 6). Segundo o Estado apurou, essas datas estão sendo cogitadas pelo Ministério da Educação (MEC) porque são as que menos prejudicariam a participação de candidatos em vestibulares de universidades públicas, principalmente paulistas. Nos fins de semana anteriores, serão as provas da Fuvest (dia 22), Unicamp (15) e Unesp (8). Representantes de 55 universidades federais, de 31 instituições federais de ensino e de todas as secretarias estaduais da Educação admitiram ontem adiar o início das aulas do primeiro semestre de 2010 para poder utilizar a nota do Enem. As aulas começariam em março. Algumas universidades terão de adiar a data do vestibular para evitar a coincidência de datas com a nova prova.  “A partir de agora, teremos vestibular praticamente todos os fins de semana até dezembro e essa decisão de adiamento terá de ser adotada individualmente, respeitada a autonomia de cada universidade”, explicou o presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições de Ensino Superior (Andifes), Alan Barbiero, reitor da Universidade Federal do Tocantins. “Há um sentimento coletivo de confiança no MEC e certamente faremos todo esforço para usar o novo exame como forma de acesso, de modo que nenhum estudante seja prejudicado.”  O ministério anunciou também que rompeu o contrato com o consórcio Connasel, como o Estado publicou ontem. Farão agora a nova prova a Fundação Cesgranrio, que realizava o Enem desde 1998, e a Cespe, instituição da Universidade de Brasília. A União deve processar o Connasel, formado por empresas de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia, pelo prejuízo de R$ 35 milhões. O governo tinha pago até agora apenas um terço do valor do exame, de mais de R$ 100 milhões. O Enem foi cancelado na última quinta-feira depois que o Estado notificou o MEC sobre o vazamento da prova. Dois homens procuraram a reportagem para tentar vender a prova por R$ 500 mil. Embora a deliberação de mudança no vestibular não seja coletiva, nenhuma universidade, segundo Barbiero, demonstrou intenção de deixar de usar o Enem como forma de seleção. “A intenção de todos é continuar usando o Enem como forma qualificada de acesso e não há recuos quanto a isso”.



Em ano de mudanças no vestibular, tensão aumenta entre alunos  (Folha Online – Educação – 06/10/09)

A USP mudou as regras do vestibular, a Unesp também, a gripe suína adiou o início das aulas e o Enem –que mudou para valer vaga nas universidades federais– vazou e foi cancelado a dois dias da primeira prova. É fato: 2009 tem deixado os vestibulandos atordoados. “Este ano está muito difícil porque é um ano todo de mudanças”, diz Mariana Vergueiro, 19, que vai prestar economia e faria o Enem para ajudar na nota da USP e da Unicamp. “A gente se prepara psicologicamente para fazer uma prova e agora não tem mais. Isso vai abalando.” Luísa Lisboa, 18, é outra a lamentar o cancelamento do Enem em meio ao ano turbulento. “Justo neste ano, quando tudo mudou, quando o Enem estava sendo mais importante que nos outros anos, que seria mais difícil, acontece isso.” Ela quer medicina na Unifesp. Quem lida com os alunos concorda: mudanças e ano de vestibular compõem uma combinação tensa. “Estamos dizendo que os alunos deste ano serão lembrados futuramente, porque neste ano aconteceu de tudo. Será a turma que viveu o ano das mudanças”, diz Florinda Manuchaguian, coordenadora do ensino médio do colégio Albert Sabin. Na escola, o esquema para o Enem já estava preparado: na véspera da prova, o colégio faria sessões de relaxamento e atividades para reforçar a autoconfiança dos alunos. Até que, quinta-feira passada, veio a notícia: Enem cancelado. “Ninguém comemorou. Estávamos com espírito preparado para fazer o Enem”, diz Florinda. Depois, o plano era focar nos vestibulares de Fuvest e Unicamp. “Foi uma frustração. Muitos alunos queriam tirar isso do caminho, se livrar dessa etapa.” Para Miguel Augusto de Toledo Arruda, coordenador de ensino médio do colégio Santo Américo, tantas novidades aumentam a ansiedade do vestibulando. “Qual o antídoto? Levar a ele informações, na medida do possível.” No caso da Fuvest, o colégio esclareceu aos alunos as mudanças nas disciplinas cobradas na segunda fase; para o Enem, aplicou simulados. “De repente, essa bomba [a prova que vazou]. Agora estamos à espera de informação para mostrar aos alunos se ainda dá tempo de usar o Enem.”

Unicamp recebe inscrições para o vestibular 2010 até esta terça-feira (Folha Online – Educação – 06/10/09)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) recebe até esta terça-feira as inscrições para o vestibular 2010 da instituição. Os interessados deverão preencher a ficha de inscrição pela internet. Além do preenchimento da ficha de inscrição, os interessados em um dos 66 cursos oferecidos pela universidade também têm até hoje para pagar a quantia de R$ 115. No ano passado, 49.322 candidatos se inscreveram para concorrer a uma das 3.444 vagas oferecidas. A primeira fase do vestibular 2010 da Unicamp acontece no dia 15 de novembro, com uma prova dissertativa e redação. No dia 16 de dezembro, o resultado da primeira fase é divulgado. A segunda fase acontece dos dias 10 a 13 de janeiro de 2010, com oito provas dissertativas. A primeira chamada será divulgada dia 4 de fevereiro e a matrícula dos convocados em primeira chamada deve ser feita no dia 9 do mesmo mês.

Nova data ameaça uso do Enem por USP e Unicamp  (Folha de S.Paulo – Cotidiano – 06/10/09)

Como a nova prova do Enem deve ser realizada na última semana de novembro ou na primeira de dezembro, a utilização do exame nas notas dos vestibulares da USP e da Unicamp fica cada vez mais ameaçada. As duas instituições ainda esperam posicionamento oficial do Inep para decidir. Tanto na USP quanto na Unicamp o Enem pode valer 20% da primeira fase, se melhorar o desempenho do candidato. De acordo com a assessoria de imprensa da USP, há uma reunião amanhã para que a universidade determine a data-limite até a qual será possível esperar pelo resultado do Enem. Pelo calendário do vestibular, a convocação dos aprovados para a segunda fase ocorre em 14 de dezembro, então o resultado do Enem para compor a nota precisa chegar em tempo hábil para que seja feito o cálculo dos classificados para a segunda etapa. Na Unicamp, embora a universidade também aguarde para fazer um pronunciamento oficial, um artigo do edital já previa a não utilização do Enem caso o Inep não divulgasse as notas até 30 de novembro. Com isso, a realização do Enem no período cogitado pelo MEC inviabilizaria o aproveitamento do exame na instituição. Já na Unesp, o prazo é mais dilatado. Segundo a assessoria, é possível esperar pelo resultado do Enem até 15 de janeiro. Isso porque o cálculo do resultado final do candidato é um somatório segundo o qual o Enem representa 10% da nota final. Assim, a Unesp não precisa esperar o resultado do exame para convocar os aprovados para a segunda fase.

USP, Unicamp e Unesp podem não usar resultado do Enem (Folha de S.Paulo – Fovest – 06/10/09)

Mesmo depois do vazamento do Enem, a maior parte das universidades federais que adotariam a nota do exame nacional em seu processo seletivo decidiu continuar usando o exame. Há uma ressalva, porém, no caso das estaduais paulistas. USP, Unesp e Unicamp só usarão o resultado do Enem em suas notas se ele for liberado pelo MEC (Ministério da Educação) a tempo de integrar o cálculo da nota dos alunos e, assim, não atrapalhar o andamento dos seus vestibulares.
Até a conclusão desta edição, o MEC confirmava a informação de que a nova data do Enem seria divulgada amanhã. O ministro da Educação, Fernando Haddad, reconsiderou seu primeiro prognóstico segundo o qual o novo Enem seria realizado na primeira quinzena de novembro. No final de semana, ele falou em agendar a prova para a segunda quinzena. Qualquer que seja a data escolhida, ela pode coincidir com grandes vestibulares, caso o exame seja realizado em um final de semana. Em novembro, os domingos 8, 15, 22 e 29 abrigarão, respectivamente, provas de Unesp, Unicamp, USP e UFMG. Por isso, já se cogita, no ministério, a hipótese de se criar um feriado escolar de dois dias durante a semana para que o Enem não coincida com outros vestibulares.

Inscrições para prova da Unicamp terminam hoje (Folha de S.Paulo – Fovest – 06/10/09)

Os interessados em uma vaga na Unicamp devem correr: as inscrições e o pagamento do boleto só podem ser feitos até hoje. A inscrição custa R$ 115 e deve ser feita exclusivamente via internet, pelo endereço www.comvest.unicamp.br. A Comvest, organizadora do vestibular da universidade, aconselha os candidatos a efetuar o pagamento em casas lotéricas, nos Correios, em terminais de autoatendimento ou pela internet caso encontrem dificuldades de pagar a taxa em bancos.
Após a polêmica do Enem, Renato Pedrosa, coordenador-executivo da Comvest, faz um pedido aos alunos: “Continuem se inscrevendo como se nada tivesse acontecido”.