09/03/2009 / Em: Clipping

 


Unicamp convoca 187 na quinta chamada; consulte a lista (UOL – Vestibular – 06/03/09)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) publicou nesta sexta-feira (6) a quinta chamada do vestibular 2009, com 187 aprovados. A matrícula dos convocados ocorre em 10 de março, das 9h às 12h no campus de Campinas (para os ingressantes na Unicamp). Ingressantes na Famerp (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto) devem se matricular no Setor de Vida Escolar, Pavilhão da Secretaria Geral, em São José do Rio Preto.

Veja a documentação necessária para a matrícula.

Segunda opção

Candidatos convocados para em segunda opção devem optar exclusivamente por uma das situações a seguir:

I – Comparecer para fazer a matrícula em data, hora e local conforme divulgado, mantendo interesse por futuro remanejamento para o curso em primeira opção, que poderá ocorrer durante as próximas chamadas (tal interesse deve ser indicado no ato da matrícula;

II – Comparecer para fazer a matrícula em data, hora e local conforme divulgado, desistindo irrevogavelmente de possível remanejamento para o curso de sua primeira opção que poderia ocorrer durante as próximas chamadas (desistência tal indicada no ato da matrícula);

III – Não comparecer para fazer a matrícula a que foi convocado, perdendo o direito à vaga no curso de segunda opção. O candidato continuará, conforme as disposições e normas do edital, a concorrer por uma vaga ao curso de primeira opção. Os candidatos que optaram pelo PAAIS precisam comprovar, mediante apresentação do histórico escolar, ter cursado integralmente o ensino médio em escolas da rede pública. Caso contrário, estarão eliminados do vestibular e terão a matrícula na Unicamp ou na Famerp negada.

A Unicamp terá mais seis chamadas, conforme o calendário ao lado. Outras informações podem ser obtidas no site do vestibular da Unicamp.



Vestibular da Unesp terá duas fases, com 90 testes na primeira  (Folha Online – Educação – 07/03/09)

A Unesp aprovou anteontem uma proposta para que o vestibular da instituição seja realizado em duas fases –uma com testes e outra com questões abertas. Hoje, só há uma fase, que dura três dias.  Aprovado em primeira votação na Câmara Central de Graduação, o projeto só deve valer para o vestibular do final do ano. As duas fases serão realizadas em novembro e dezembro e cada uma das duas provas terá quatro horas e meia –meia hora a mais do que hoje.  A proposta ainda precisa passar pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Unesp, que deve se reunir dia 19. “Após isso, já vale para o vestibular”, diz a pró-reitora de graduação, Sheila Zambello de Pinho.  “A primeira fase terá 90 testes, e a segunda terá 18 questões abertas, interdisciplinares, em um formato de divisão especial, para abarcar todas as áreas”, afirma Tânia Cristina de Azevedo, diretora acadêmica da Vunesp (que realiza o vestibular). A segunda fase também cobrará uma redação.  O novo modelo de divisão das questões inclui três grandes eixos temáticos. “A ideia não é excluir da prova as disciplinas comuns, como biologia e matemática. Elas estarão incluídas em eixos maiores para que o exame seja mais generalista”, afirma a diretora acadêmica.  Chamado de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, o primeiro eixo vai abarcar português, educação física, língua inglesa e artes. Já o segundo eixo incluirá biologia, física, química e matemática, sob o nome de Ciências da Natureza, Matemática e Suas Tecnologias.  O terceiro e último eixo, chamado de Ciências Humanas e Suas Tecnologias, vai incluir história, geografia, filosofia, sociologia e antropologia. “Hoje, o aluno se prepara apenas para matérias de sua área. Quem quer engenharia só estuda matemática e física, por exemplo. Queremos que ele também seja cobrado em geografia e história”, diz Azevedo.  Nicolau Marmo, coordenador do Anglo, desaprova as mudanças. “A avaliação não vai selecionar bem os alunos, porque antes era realizada em três dias e agora passa a ter apenas dois.”  Segundo a Folha apurou, a Unicamp também está discutindo mudanças, mas só para o vestibular 2011. As propostas devem ser apresentadas em abril na câmara deliberativa da Comvest (órgão que realiza o vestibular). Uma proposta prevê que a primeira fase, hoje com questões abertas, traga só testes –da mesma forma que o vestibular da USP e da Unesp.  No início da semana, a USP informou que também estuda mudar seu vestibular. A segunda fase da Fuvest pode passar a cobrar todas as disciplinas.