09/12/2015 / Em: Clipping

 

cid:image001.gif@01D13264.FB473000
Proporção dos mais ricos no ensino superior público caiu 33% desde 2004   (Globo.Com – G1 Vestibular – 04/12/15)

Entre 2004 e 2014, a proporção dos alunos de universidades públicas que pertencem aos 20% da população com a mais alta renda mensal familiar per capita do país caiu 33%. Há 11 anos, eles representavam 54,5% do total de estudantes no ensino superior da rede pública. Agora são 36,4%, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) apresentados na Síntese de Indicadores Sociais (SIS), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta sexta-feira (4). A Síntese de Indicadores Sociais é uma publicação anual que reúne pesquisas sobre as condições de vida da população. Há dados sobre demografia, renda, trabalho, família, educação e saúde.


cid:image002.gif@01D13265.A1307C10
Ensino a distância no setor privado cresce 20,36% em 2014, diz Inep   (UOL – Educação – 07/12/15)

As matrículas nas instituições de ensino superior privado em 2014 superaram expectativas, em especial na modalidade de ensino a distância (EAD), conforme apontam os dados do Censo da Educação Superior 2014, divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). No ensino presencial, os números também ficaram mais elevados do que o estimado pelo setor, mas, nesse caso, as perspectivas pela frente são menos positivas após as mudanças do programa de financiamento do governo, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).


cid:image003.gif@01D13266.207470D0
Cresce presença de estudantes pretos e pardos no ensino superior no Brasil  (Folha Online – Educação – 04/12/15)

Mesmo com as política de cotas raciais, a desigualdade entre brancos e pretos ou pardos permanece grande no ensino superior brasileiro.  Em uma década (2004-2014), cresceu de 16,7% para 45,5% a proporção de estudantes pretos ou pardos de 18 a 24 anos que frequentavam o ensino superior (incluindo mestrado e doutorado). Nesse mesmo período, cresceu de 47,2% para 71,4% a proporção de estudantes brancos nessa faixa etária que cursavam o ensino superior.