11/02/2009 / Em: Clipping

 


Unicamp divulga lista de aprovados na 2ª chamada  (UOL – Vestibular – 10/02/09)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) divulgou nesta terça-feira (10) a lista de aprovados na segunda chamada do vestibular. Ao todo, 1.521 candidatos foram aprovados na segunda chamada. Todos os convocados devem fazer matrícula no dia 13 de fevereiro, das 9h às 12h, no campus de origem do curso para o qual foi aprovado: Piracicaba, Limeira, Campinas ou S.J. do Rio Preto. O candidato que tenha concluído estudos equivalentes ao ensino médio no exterior deve apresentar parecer de equivalência de estudos da Secretaria da Educação. Os documentos em língua estrangeira deverão estar visados pela autoridade consular brasileira no país de origem e acompanhados da respectiva tradução oficial. Os candidatos que optaram pelo PAAIS precisam comprovar, mediante apresentação do histórico escolar, ter cursado integralmente o ensino médio em escolas da rede pública.

Matrícula em opção não preferencial

O candidato convocado para a sua 2ª opção, em qualquer chamada do vestibular 2009 da Unicamp, deverá optar exclusivamente por uma das situações a seguir:

·  Comparecer para fazer a matrícula a que foi convocado, em data, hora e local conforme divulgado, mantendo interesse por futuro remanejamento para o curso em primeira opção, que poderá ocorrer durante as chamadas para matrícula do vestibular 2009, interesse tal indicado no ato da matrícula;

·  Comparecer para fazer a matrícula a que foi convocado, em data, hora e local conforme divulgado, desistindo irrevogavelmente de possível remanejamento para o curso de sua primeira opção que poderia ocorrer durante as chamadas para matrícula, desistência tal indicada no ato da matrícula;

·  Não comparecer para fazer a matrícula a que foi convocado, perdendo irrevogavelmente o direitoà vaga no curso de segunda opção. O candidato continuará, conforme as disposições e normas deste edital, a concorrer por uma vaga ao curso de primeira opção.

Dupla convocação

O candidato que estiver simultaneamente na lista de convocados para matrícula e na lista de espera deverá obrigatoriamente comparecer para efetuar a matrícula decorrente da lista de convocados. Neste caso, no ato da matrícula, em formulário apropriado, o candidato deverá confirmar interesse por remanejamento para o curso preferencialmente pretendido.

Aproveitamento de disciplinas

O candidato deve solicitar aproveitamento de todas as disciplinas cursadas em outra instituição de ensino superior no ato da matrícula, possibilitando assim, a definição de sua situação acadêmica nos primeiros dias de aula.

Confirmação de matrícula

Todos os aprovados em 1ª, 2ª e 3ª chamadas, inclusive os que aguardam remanejamento, devem realizar a confirmação de matrícula no dia 26 de fevereiro das 9h às 16h (para os cursos oferecidos em período integral e diurno) e das 18h às 21h (para cursos noturnos). A confirmação deve ser feita no campus de Piracicaba para o curso de odontologia, no Ceset – Limeira para os cursos superiores de tecnologia, na Faculdade de Ciências Aplicadas – Limeira para os cursos novos e no campus de Campinas (nas unidades de ensino) para os demais cursos. Os ingressantes aos cursos da Famerp deverão confirmar a matrícula no Setor de Vida Escolar, Pavilhão da Secretaria Geral, na sede da Famerp em São José do Rio Preto. A não confirmação da matrícula leva à automática e definitiva perda da vaga.



Unicamp divulga relação de aprovados em segunda chamada  (Globo.Com – G1 Vestibular – 10/02/09)

A Unicamp divulgou nesta terça-feira (10) a relação dos aprovados em segunda chamada no vestibular 2009. A matrícula deverá ser feita na sexta-feira (13), das 9h às 12h.

Confira o local para fazer a matrícula

– Piracicaba: ingressantes no curso de odontologia

– Limeira: no Ceset para os ingressantes nos cursos superiores de tecnologia e na Faculdade de Ciências Aplicadas para os ingressantes nos cursos de ciências do esporte, engenharia de manufatura, engenharia de produção, gestão de comércio internacional, gestão de empresas, gestão de políticas públicas, gestão do agronegócio  e nutrição

– Campinas: nas respectivas unidades – ingressantes nos demais cursos

Os ingressantes nos cursos da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp) poderão optar pela matrícula em Campinas ou em São José do Rio Preto. 

Matrícula em opção não preferencial

Os candidatos que fizeram mais de uma opção de curso no vestibular e estiverem sendo convocados para a segunda opção devem fazer a matrícula e, no ato, em formulário apropriado, confirmar interesse por remanejamento para o curso preferencialmente pretendido, que ocorrerá desde que surjam vagas decorrentes de desistências. O não comparecimento do candidato à qualquer matrícula para a qual for convocado levará à sua automática e definitiva exclusão do vestibular.  O candidato matriculado em opção não preferencial deverá informar claramente ao funcionário responsável pela matrícula seu interesse por remanejamento. Se não o fizer, perderá a chance de remanejamento.  Os ingressantes nos cursos da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp) poderão optar pela matrícula em Campinas ou em São José do Rio Preto. 

Desempenho

A consulta individual às notas da segunda fase do vestibular 2009 está disponível no site da Comvest.  Há também uma tabela que mostra a classificação dos últimos candidatos convocados na primeira chamada. A tabela será atualizada após cada lista de chamada. Os candidatos podem comparar essas informações com os dados referentes ao vestibular passado, que também estão disponibilizados no site.



Vestibular – Mudança de casa e cidade é o próximo desafio de estudantes  (Correio Popular – Cidades – 10/02/09)

Aprovados se preparam para deixar o “colo” e a mordomia de morar com os pais

Até o ano passado, o período mais longo que a estudante Bianca Barbis, de 18 anos, ficou fora de casa foi, no máximo, de uma semana. Mas, a partir do próximo mês, ela terá de deixar o aconchego da casa, se despedir dos pais e amigos e se mudar de vez para Bauru, onde irá cursar a faculdade de jornalismo. Assim como ela, outros inúmeros estudantes sairão debaixo das “asas” dos pais e irão estudar em outras cidades. E, se já não bastassem as muitas responsabilidades de se ingressar num curso superior, os jovens estudantes terão de driblar a falta de mordomia e começar a adquirir novas responsabilidades.  A estudante Melina Luvizotto Gonçalves, de 18 anos, sabe bem disso, mas já está preparada para se virar. Ela se mudará, após o Carnaval, para Pirassununga, onde passou no curso de engenharia de alimentos da Universidade de São Paulo (USP). Só que as atividades de casa serão divididas. “Vou me mudar com uma amiga que também passou no mesmo curso. Assim dá para dividir melhor as tarefas”, afirmou a estudante, que pretende alugar um apartamento pequeno próximo ao campus. “Já fui ver o apartamento e só falta fechar com a imobiliária. Acho que o mais bacana, será o amadurecimento.” A futura universitária também nunca morou fora, mas afirmou que a família está dando o maior apoio. “Meu pai já passou por essa experiência de morar em república, por isso, está me dando apoio. Minha mãe está mais apreensiva”, contou. Entretanto, a jovem garantiu que irá voltar todos os finais de semana para ver os pais e amigos. Os pais do estudante Jonas Henrique Costa, de 18 anos, que passou no curso de química na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), também não precisarão sentir tanta saudade do filho. É que, se depender dele, todo final de semana será reservado para a família. “Meus pais não estão tão preocupados porque sabem que não é tão longe e que dá para viajar sempre”, contou. O único problema para ele, por enquanto, é perder as mordomias que tem em casa. “Mas vai valer a pena porque sei que é uma faculdade muito boa”, disse Costa. Mesmo sabendo que os custos para morar em uma outra cidade são muitos, ele acredita que valerá mais a pena do que pagar uma universidade particular. “Para mim, o diploma vale mais”, considerou. Já Bianca não teve opção. A única universidade pública de Campinas não oferece curso de jornalismo. “Os meus pais não poderiam questionar porque sabiam que eu queria jornalismo e aqui na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) não tem”, disse a jovem, que afirmou estar ansiosa com a receptividade dos veteranos. “Acho que vai ser bem legal e, com certeza, vou conseguir fazer amizades e conseguir alguma república para morar. Não penso em morar sozinha porque deve ser muito solitário.”

Orientação

Apartamento, casa ou república. Não importa. Para a coordenadora e psicóloga do Objetivo Campinas, Francisca Melo, os calouros devem começar a procurar um lugar para morar no ato da matrícula, aproveitando a oportunidade de estar com os pais. “É bom que o aluno escolha colegas do mesmo ano e preferencialmente do mesmo curso, isso facilita na hora dos estudos. Se os pais das pessoas que demonstrarem interesse em dividir uma moradia já estiverem junto, melhor ainda”, disse. Outra orientação que ela dá aos calouros é sobre a adaptação. “Não adianta achar que imediatamente já vai encontrar um ambiente como o de casa. Os primeiros seis meses são de adaptação, quando o aluno vai ver o que é melhor para ele. Posteriormente, ele vai se fixando onde achar melhor, seja com novos colegas de classe ou mesmo continuar onde estava inicialmente

PONTO DE VISTA

Ana Paula de Mello de Camargo
Psicóloga da Faculdade de Jaguariúna (FAJ)

Terapia em forma de arte

A especialização em arteterapia é destinada a psicólogos, educadores, médicos, enfermeiros, psicopedagogos, arte-educadores e profissionais com formação universitária e que atuem na área da saúde. O profissional de arteterapia é capacitado para atuar em diversos campos, como empresas, organizações, ONGs, hospitais e em equipes multidisciplinares de saúde. Ela surgiu como profissão nos Estados Unidos, logo após a Segunda Guerra Mundial, quando a utilização de recursos plásticos e expressivos passaram a ser utilizados em trabalhos terapêuticos. Vale ressaltar que a arteterapia não é simplesmente a fusão de conhecimentos da arte e da psicologia, pois não basta ser psicólogo e gostar de arte ou ser artista ou arte-educador e gostar de trabalhar com pessoas com dificuldades específicas. Para ser arteterapeuta, além de estudar disciplinas de arte e psicologia, é necessário que se adquira conhecimento teórico e metodológico próprio, como a história da arteterapia e seus fundamentos epistemológicos.

Unicamp oferece moradia entre outros benefícios

Após triagem, aluno poderá também ter auxílio transporte e alimentação

Muitas universidades oferecem opções mais baratas para quem está mudando de cidade e não tem condições de arcar com as despesas. É o caso da Unicamp, que mantém um projeto de apoio aos estudantes. Para conseguir uma vaga na moradia da universidade — que fica a seis quilômetros do campus e é totalmente gratuita — ou os auxílios oferecidos, como transporte, alimentação e bolsa trabalho, é preciso que o aluno demonstre interesse pela internet. “É um processo único para todos os benefícios. Os aluno se inscrevem e, depois, de acordo com o perfil socioeconômico, nós destinamos os benefícios”, explicou Maria Teresa Moreira Rodrigues, coordenadora do Serviço de Apoio ao Estudante da Unicamp (SAE). Segundo ela, a universidade disponibiliza moradia para alunos ingressantes que vêm de fora da cidade e não têm condições de se manter em Campinas. “Existem cerca de 200 vagas na moradia para quem está chegando neste ano. E isso é definido depois de uma análise das inscrições. Às vezes, o que acontece também é o aluno morar em outro lugar e ter os outros benefícios, como a bolsa trabalho”, disse. As inscrições para este ano começam amanhã, no dia da confirmação da matrícula dos convocados em primeira chamada. Quem tiver interesse em conhecer o local e saber um pouco mais sobre os benefícios que a universidade oferece basta acessar o site www.prg.unicamp.br/moradia.

Calouros levam colorido às ruas  (Correio Popular – Cidades – 10/02/09)

Os cruzamentos dos bairros Cambuí, Botafogo e da região central de Campinas foram disputados palmo a palmo pelos calouros de cursos universitários na manhã de ontem. No primeiro dia do ano letivo de instituições como a Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), a tradição foi mantida pelos veteranos que conduziram “bixos” pelos semáforos em busca de contribuições financeiras para festas de boas-vindas. Pintados com tintas guache, os alunos novatos encararam a tarefa como uma grande farra e demonstraram entusiasmo nas abordagens aos motoristas parados nos semáforos. Mas nem todo trote foi pura algazarra. A solidariedade também teve espaço.

Alunos da Faculdade de Odontologia São Leopoldo Mandic começaram a arrecadar os alimentos, materias escolares e até fraldas geriátricas para doar a entidades assistenciais. A ação acontece desde 2006 e faz parte da grade curricular dos alunos.

“A ideia de ajudar outras instituições assistenciais surgiu a partir de duas disciplinas (ciências sociais e odontologia social) da grade horária do curso. Arrecadamos mantimentos até maio e depois distribuímos para quatro entidades”, contou a presidente da Atlética e organizadora do trote solidário da faculdade, Roberta Santos Souza Dias. Para ela, os trotes tradicionais não estão mais na moda. “Os trotes solidários, com certeza, são melhores, principalmente para despertar cidadania para os alunos. É fazendo trabalhos como esse que iremos nos formar profissionais com uma consciência que vai bem além do consultório. “

Os calouros e veteranos de 37 dos 39 cursos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) também só vão suar a camisa para ajudar o próximo. O intuito é promover uma semana inteira de gincanas, brincadeiras, salas de leituras e outras atividades com a comunidade externa. “Não fazemos uma recepção com tinta. Preferimos promover atividades com a comunidade e algumas instituições. Neste ano, por exemplo, uma das atividades será voltada a palestras sobre o lixo eletrônico”, explicou a estudante do curso de engenharia química da Unicamp e coordenadora do trote solidário, Aline Cristina Antoniazi Ordine. Atividades como essa já colocaram a universidade no pódio do Prêmio Trote da Cidadania, promovido pela Fundação Educar DPaschoal, duas vezes. “Ganhamos em 2007 e no ano passado ficamos em terceiro lugar. Estamos trabalhando desde o final do ano passado para ganharmos o prêmio este ano também”, ressaltou Aline.

O prêmio da Fundação Educar DPaschoal foi criado como alternativa a trotes violentos em 1999, quando o calouro da Universidade de São Paulo (USP) Edison Tsung Chi Hsueh morreu afogado em uma piscina durante o trote. “O objetivo é incentivar a prática de ações sociais entre os universitários”, disse a coordenadora do Trote da Cidadania, Cibele Helena Salvaterra. Nesses últimos dez anos de projeto, ela disse que as inscrições chegaram a aumentar até 43%. “São estudantes do Brasil inteiro participando. É muito gratificante para nós, principalmente, pela qualidade dos projetos, que estão visando ações sustentáveis e não só assistencialistas”, reforçou Cibele.

Ela explicou que os interessados em participar neste ano têm até o dia 1º de abril para enviar os projetos. “Os três primeiros lugares são premiados e um integrante dos 25 melhores colocados poderão participar de um workshop de empreendedorismo social”, salientou a coordenadora.



Unicamp divulga aprovados na segunda chamada do vestibular 2009  (Folha Online – Educação – 10/02/09)

A Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares) da Unicamp divulgou nesta terça-feira os nomes dos aprovados na segunda chamada do vestibular 2009. A lista com os 1.521 nomes está disponível na universidade e na página www.comvest.unicamp.br. A matrícula dos aprovados deve ser feita até esta sexta-feira (13), das 9h às 12h no campus de Piracicaba (SP), para os futuros alunos do curso de odontologia, em Limeira (SP), no Ceset para os ingressantes nos cursos de esporte, engenharia de manufatura, engenharia de produção, gestão de comércio internacional, gestão de empresas, de políticas públicas, do agronegócio e nutrição. Nas unidades em Campinas (SP), os aprovados devem procurar as unidades dos respectivos cursos.  Os ingressantes nos cursos da Famerp (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto) poderão optar pela matrícula em Campinas ou na cidade sede do curso mesmo. Neste ano, a lista de espera será divulgada juntamente com a nona chamada. Por isso, a Comvest orienta os candidatos a ficarem atentos à divulgação das próximas chamadas. Estão previstas 11 no total. Nesta sexta-feira, a Unicam também divulga a terceira chamada, até as 24h; a quarta será divulgada no dia 3 de março; a quinta no dia 6 de março; a sexta no dia 10; a sétima chamada no dia 13; a oitava no dia 17; a nona no dia 24 (juntamente com uma lista de espera); a décima chamada no dia 26 e a última no mesmo dia 26 de março. Os documentos necessários para a matrícula são certificado de conclusão do ensino médio ou equivalente; histórico escolar completo do curso de ensino médio ou equivalente (somente para Famerp e para candidatos que optaram pelo PAAIS); certidão de nascimento ou casamento; cédula de identidade; título de eleitor para os brasileiros maiores de 18 anos; certificado de reservista ou atestado de alistamento militar ou atestado de matrícula em CPOR ou NPOR para os brasileiros maiores de 18 anos, do sexo masculino; uma foto 3 x 4 recente e colorida (duas fotos para Famerp).  Os candidatos que optaram pelo PAAIS precisam comprovar, mediante apresentação do Histórico Escolar, ter cursado integralmente o ensino médio em escolas da rede pública. Caso contrário, estarão eliminados do vestibular e terão a matrícula na Unicamp ou na Famerp negada.

Interesse por vaga

Do dia 20 ao dia 27 de fevereiro (até as 17h), haverá a declaração eletrônica de interesse por vaga. Os candidatos que fizeram a segunda fase, não foram eliminados por nota zero e não tiverem sido convocados até e inclusive a terceira chamada deverão declarar interesse em continuar concorrendo a eventuais vagas nas próximas listas. Os que não declararem ficarão eliminados do processo de convocação para matrícula.