11/08/2009 / Em: Clipping

 


Vagas remanescentes da Unicamp abrem inscrições nesta 2ª  (UOL – Vestibular – 10/08/09)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) recebe a partir de hoje, 10 de agosto, as inscrições do processo seletivo para o preenchimento das vagas remanescentes para 2010. As inscrições devem ser feitas até 25 de agosto, exclusivamente pela internet. A taxa é de R$ 90; estudantes da Unicamp são isentos de pagamento. No total, são oferecidas 1.088 vagas, distribuídas entre 62 opções de cursos. Podem se inscrever no processo alunos matriculados em cursos de graduação da Unicamp e de outras instituições do ensino superior, além de portadores do diploma de curso superior. Os estudantes da Unicamp devem fazer a inscrição normalmente, imprimir o boleto bancário, anexar o atestado de matrícula (impresso em papel timbrado e com a chancela em relevo) e entregar ambos na Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp), no período de 10 a 25 de agosto, de segunda à sexta-feira, das 9hs às 17hs.



Unicamp abre inscrições para preencher vagas remanescentes  (Terra – Vestibular – 10/08/09)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) começa a realizar as inscrições do processo seletivo para o preenchimento das Vagas Remanescentes 2010 na universidade. As inscrições serão feitas até o dia 25 de agosto exclusivamente na página da Comvest na internet: www.comvest.unicamp.br. A taxa de inscrição é de 90 reais. Estudantes da Unicamp são isentos da taxa.  No total, são oferecidas 1.088 vagas, distribuídas entre 62 opções de cursos. Podem se inscrever no processo, alunos matriculados em cursos de graduação da Unicamp e de outras instituições do ensino superior, além de portadores do diploma de curso superior. Os estudantes da Unicamp devem fazer a inscrição normalmente, imprimir o boleto bancário, anexar o atestado de matrícula (impresso em papel timbrado e com a chancela em relevo) e entregar ambos na Comvest, no período de 10 a 25 de agosto, de segunda à sexta-feira, das 9hs às 17hs. O processo se realizará em três fases: Exame Classificatório Geral, Análise de Compatibilidade de Currículo e Prova Específica de Conhecimento.



Inscrições para vestibular da Unicamp começam nesta quinta  (EPTV – Virando Bixo – 10/08/09)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) abre nesta quinta (13) as inscrições para o Vestibular Nacional 2010. Os candidatos terão até o dia 6 de outubro para se inscrever. O formulário de inscrição estará disponível em www.comvest.unicamp.br. A taxa de inscrição será de R$ 115. O vestibular vai oferecer 3.444 vagas em 66 cursos da Unicamp e dois da Famerp (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto). No ano passado, foram registrados 49.322 inscritos. O Kit do Vestibulando (Manual do Candidato e Revista do Vestibulando) estará disponível na página eletrônica da Comvest e é gratuito.  Os candidatos interessados em aproveitar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio poderão usar apenas o Enem 2009. Não será aceito o Enem 2008. Não haverá a restrição de que apenas os candidatos com nota diferente de zero na redação do Enem 2009 possam aproveitar o resultado do exame na primeira fase do vestibular. Os candidatos precisarão levar duas fotos recentes (ano de 2009), datadas e coloridas, no dia da prova da primeira fase.



Educação – Unicamp abre inscrição do vestibular 2010 na 5ª  (Correio Popular – Cidades – 11/08/09)

Começa nesta quinta-feira o período de inscrições para o vestibular 2010 da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Os candidatos terão até o dia 6 de outubro para se inscrever, através do site www.comvest.unicamp.br. A taxa de inscrição é de R$115,00. Já o Kit do Vestibulando (manual e revista) é gratuito e estará disponível na página da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest). Serão oferecidas 3.444 vagas em 66 cursos da universidade e dois cursos da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp). No ano passado, a Unicamp registrou 49.322 inscritos no vestibular. Quem solicitou a isenção na taxa de inscrição deverá aguardar até o dia 17, quando será divulgada a lista dos contemplados. A aprovação do benefício não significa automaticamente a inscrição no vestibular. O candidato precisa entrar no site da Comvest, usando o código de isenção e fazer a inscrição. A partir desta data até o próximo dia 21 (até as 18h), a Unicamp começará a aceitar declarações de interesse de redução parcial da taxa de inscrição (50%). A lista dos contemplados sairá no dia 28. A primeira fase do vestibular acontece no dia 15 de novembro com uma prova que inclui a redação e 12 questões gerais dissertativas (matemática, física, química, biologia, história e geografia). Os aprovados para a segunda fase serão conhecidos no dia 16 de dezembro. Essa etapa será realizada de 10 a 13 de janeiro de 2010, com oito provas dissertativas (duas por dia): língua portuguesa e literaturas de língua portuguesa, ciências biológicas, química, história, física, geografia, matemática e inglês. As provas de aptidão, para os cursos de arquitetura e urbanismo, artes cênicas, artes Visuais, Dança e Música acontecem em Campinas entre os dias 18 a 21 de janeiro. A primeira chamada será divulgada dia 4 de fevereiro e a matrícula dos convocados em primeira chamada deve ser feita dia 9 do mesmo mês.

Mudanças

De acordo com a Comvest, haverá algumas novidades para o vestibular deste ano. Entre elas, estão o aumento no número de vagas para o curso de física, oferecido no período noturno, que passa de 30 para 40 vagas, e o a utilização da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para compor a nota da primeira fase do processo seletivo. Neste ano, serão aceitas apenas as notas do Enem 2009 e também não haverá restrição aos candidatos que zerarem na redação do exame, como ocorria até o ano passado. Outras novidades são a obrigatoriedade da entrega de duas fotos recentes (ano 2009), datadas e coloridas no dia da prova da primeira fase e a inclusão de mais dois grupos considerados como opções associadas na hora da classificação dos candidatos.



Romance realista elimina heróis  (Folha de S.Paulo – Fovest – 11/08/09)

Na lista de leituras obrigatórias dos vestibulares da USP e da Unicamp, aparecem três romances do chamado realismo-naturalismo, movimento literário da segunda metade do século 19. Bem diferentes entre si, “Dom Casmurro” (1889), de Machado de Assis, “O Cortiço” (1890), de Aluísio Azevedo, e “A Cidade e as Serras” (1901), do português Eça de Queirós, são obras representativas desse fértil período da literatura de língua portuguesa. “O Cortiço” e “Dom Casmurro”, publicados com apenas um ano de diferença, mostram tendências absolutamente diversas. Enquanto Aluísio Azevedo cria um romance típico do momento, marcado pela influência das teorias científicas então em voga (particularmente do determinismo, que vê o homem como produto do meio), Machado de Assis volta-se para o escrutínio da alma humana. Os personagens de Aluísio Azevedo são tipos da sociedade da época: Bertoleza é a ex-escrava que trabalha de graça para João Romão, o dono do cortiço, um tipo ganancioso que enriquece à custa da exploração de pessoas humildes; Rita Baiana é o estereótipo da mulata faceira e sedutora; o português Jerônimo, antes trabalhador, sob o efeito do calor e das paixões, torna-se, aos poucos, um sujeito preguiçoso e malandro. E assim desfila uma grande quantidade de tipos sociais, personalidades filtradas por um narrador disposto a desnudar os vícios de cada um. Era preciso opor-se aos romances românticos de heróis e heroínas que viviam e morriam de amor, cujos enredos se construíam em torno dos obstáculos à realização dos sonhos para terminarem em tragédia ou em final feliz. Para os realistas, a literatura não deveria esconder a verdade: “Sobre a nudez forte da Verdade, o manto diáfano da fantasia”, na frase de Eça de Queirós. Se Aluísio Azevedo representa a vertente naturalista, Machado instaura o que se chamou de realismo psicológico.”Dom Casmurro”, obra-prima do escritor, parte do tema do adultério (aliás, muito comum numa época de revelação das verdades ocultas), mas o que alimenta a história de Bentinho e Capitu é a dúvida, sensação que domina o narrador, não por acaso o próprio Bentinho já envelhecido e casmurro. Em Machado, as personagens tornam-se muito mais complexas (e reais) do que os antigos heróis e vilões românticos, delineados com um traço só. O recorte da realidade que propõe, ao lado de um estilo simples, sem rebuscamentos, faz dele um autor capaz de ultrapassar as fronteiras de seu tempo. Já “O Cortiço” é uma obra importante, mas datada, representativa de uma época.
“A Cidade e as Serras” é o último romance de Eça de Queirós, em que o tom cáustico dos primeiros livros cede à ironia brejeira. Os excessos da civilização tornam-se divertidas caricaturas no 202, a mansão parisiense de Jacinto de Tormes, por onde desfilam burgueses esnobes e afetados. Jacinto, o personagem central, abatido pelo artificialismo da civilização, acaba por resgatar os valores tradicionais, como o amor à natureza e à vida simples -num percurso da cidade para as serras. O conflito entre o campo e a cidade, o contraste entre a opulência e a simplicidade ou mesmo a assimetria entre as terras estrangeiras e Portugal são algumas das leituras possíveis desse romance estruturado sobre oposições.
Os três livros compõem um bom panorama do período histórico-literário da segunda metade do século 19. Boa leitura!

THAÍS NICOLETI DE CAMARGO é consultora de língua portuguesa do grupo Folha-UOL



Unicamp abre inscrições para vagas remanescentes  (A Tarde/Salvador – Vestibular – 10/08/09)

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) abriu hoje, 10, as inscrições para preencher as vagas remanescents 2010. O prazo termina no dia 25 de agosto.  Os candidatos devem acessar o site da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest): www.comvest.unicamp.br. A taxa de inscrição é de R$ 90. Estudantes da Unicamp são isentos. No total, são oferecidas 1.088 vagas, distribuídas entre 62 opções de cursos. Podem se inscrever alunos matriculados em cursos de graduação da Unicamp e de outras instituições do ensino superior, além de portadores do diploma de curso superior. O processo terá três fases: exame classificatório geral, análise de compatibilidade de currículo e prova específica de conhecimento. O primeiro exame é obrigatório a todos os candidatos e acontece no dia 13 de setembro e tem 24 questões discursivas.



Unicamp abre vagas de transferência  (Jornal Agora – Dicas – 11/08/09)

Os estudantes interessados em pedir transferência ou concorrer a uma vaga em outro curso da Unicamp podem se inscrever até o próximo dia 25 no processo seletivo de vagas remanescentes. As inscrições devem ser feitas pelo site www.comvest.unicamp.br, e o valor da taxa é de R$ 90. Estão sendo oferecidas 1.088 vagas, distribuídas em 62 cursos.  Podem participar do processo alunos matriculados em cursos superiores da Unicamp, de outras instituições de ensino superior e aqueles que já concluíram a graduação.  O processo seletivo será dividido em três fases: no dia 13 de setembro, todos os candidatos farão o exame classificatório geral, com 24 questões discursivas. Em 30 de setembro, sai a lista dos convocados para a fase de análise de compatibilidade de currículo. A prova específica de conhecimento será entre 9 e 15 de dezembro. A lista de convocados para a matrícula em cursos sem prova de aptidão será divulgada em 19 de janeiro. A dos cursos com prova de aptidão sai em 3 de fevereiro. Mais informações no endereço eletrônico www.comvest.unicamp.br.