12/08/2009 / Em: Clipping

 


Cota racial na Estadual de Ponta Grossa tem “demanda zero”  (EPTV – Virando Bixo – 11/08/09)

Desde 2006, a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) criou um sistema de cotas para facilitar o acesso ao ensino superior para negros e estudantes de escolas públicas. A oferta, no entanto, tem sido pouco (ou nada) aproveitada no que se refere às cotas raciais.  Dentre as 43 opções de cursos da instituição, 19 não tiveram sequer um candidato negro inscrito no último vestibular da instituição. Outras 18 graduações, incluindo en­­genharia civil e economia, tiveram concorrência de apenas um candidato por vaga. Disputa para valer, com número de vestibulandos negros maior que a oferta de vagas, só ocorreu em seis cursos, e ainda assim a maior procura foi de três candidatos por vaga em ciências biológicas – bem abaixo da concorrência geral do curso (12 por vaga).  A pró-reitora de graduação da UEPG, Graciete Tozetto Góes, conta que uma mudança no sistema de seleção das cotas raciais derrubou ainda mais a concorrência. Historicamente, a procura é pequena desde o início da oferta das cotas, mas no último vestibular a instituição decidiu checar se os inscritos são mesmo negros antes da realização das provas, e só quem cumpria as exigências raciais concorreu às vagas.



Haddad: Construímos um sistema muito excludente  (Globo On Line – Educação – 11/08/09)

No dia do estudante, o ministro da Educação, Fernando Haddad, disse que hoje um dos grandes problemas do ensino está no nível médio. Para ele, o antigo segundo grau foi relegado, devido ao preconceito de quem achava que passar para o ensino superior era um direito reservado à elite. Nessa visão, aos alunos mais pobres, bastava a alfabetização. Para o ministro, a desigualdade será reduzida quando os estudantes tiverem escolha entre a faculdade e o ensino profissionalizante, “sob pena de relegarmos um contingente expressivo da população a tarefas menores, caso de parcela significativa da juventude hoje”.



Inscrições para a Unicamp serão abertas amanhã  (Jornal Agora – Dicas – 12/08/09)

Estarão abertas a partir de amanhã as inscrições para o vestibular da Unicamp 2010. Os candidatos terão até o dia 6 de outubro para se inscrever pelo site www.comvest.unicamp.br. O valor da taxa de inscrição é de R$ 115. Estão sendo oferecidas 3.444 vagas em 66 cursos da Unicamp e em dois cursos da Famerp (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto). A primeira fase será realizada no dia 15 de novembro. A segunda fase acontecerá no período de 10 a 13 de janeiro de 2010.