13/05/2015 / Em: Clipping

 


Quase 120 mil candidatos já viram o espelho da redação do Enem, diz Inep   (Globo.Com – G1 Vestibular – 13/05/15)

Quase 120 mil candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 já consultaram o espelho da correção da redação. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), até as 17h45 desta terça-feira (12), o  site de resultados do Enem havia recebido 118.825 acessos únicos ao espelho. O acesso foi liberado na noite de sexta-feira (8) e, para fazer a consulta, o candidato precisa inserir o CPF e a senha de login no site. O Inep afirma que foram corrigidas 6.193.565 redações, e que 250 estudantes alcançaram nota máxima. Eles representam um índice de apenas 0,004% do total de pessoas que fizeram o exame de 2014. A consulta, segundo o governo, tem apenas caráter pedagógico. Os alunos não podem mais recorrer para alterar a nota da prova. O espelho serve para que o estudante verifique seu desempenho em cada uma das cinco competências e compare sua nota com a dos demais candidatos.



USP e Unicamp lançam cursos a distância gratuitos   (Jornal A Tarde/Salvador – Brasil – 12/05/15)

O Coursera, uma das principais plataformas de ensino online  o mundo, lançou neste mês seus primeiros cursos em língua portuguesa. As formações, gratuitas, são ministradas por instituições renomadas, como a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Fundação Lemann, organização sem fins lucrativos. Os cursos da plataforma – com vídeos, simulações e exercícios – não têm data para começar ou terminar, o que facilita a participação dos alunos. O conteúdo é gratuito e cobra-se apenas uma taxa de 85 dólares (cerca de R$ 300) para emissão de certificado. O Coursera tem 12 milhões de usuários no mundo, sendo 500 mil no Brasil.  A USP oferece dois cursos: um sobre história da contabilidade e outro sobre linguagem de negócios nessa área. O primeiro estará disponível na próxima semana e o segundo, em agosto. Outras formações da USP já devem ser abertas nos próximos meses.  A Unicamp oferece, a partir deste mês, um curso de processamento digital de sinais, voltado para engenheiros.



Brasil fica em 60º em ranking mundial da educação   (Globo On Line – Educação – 13/05/15)

O maior ranking mundial de educação foi divulgado nesta quarta-feira pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e trouxe países asiáticos no topo da lista. O primeiro lugar foi ocupado por Cingapura, seguido por Hong Kong— região administrativa especial da China— e pela Coreia do Sul. Entre os 76 países avaliados, o Brasil ficou na parte baixa da tabela, ocupando a 60ª posição, próximo de nações africanas. A última colocação do ranking ficou com Gana, na África. Outros três países sul-americanos ficaram entre os 15 últimos colocados: Argentina (62ª), Colombia (67ª) e Peru (71ª). O ranking foi estabelecido com base em resultados de testes de matemática e ciências aplicados nesses países. Além dos resultados Pisa, foram analisados o TIMSS— dos EUA— e o TERCE, aplicado em países da América Latina.