16/10/2009 / Em: Clipping

 


Nova prova do Enem vai custar R$ 31,9 mi  (Diário do Nordeste – Nacional – 16/10/09)

A nova prova do Enem, adiada para os dias 5 e 6 de dezembro, após denúncia de fraude, vai custar R$ 31,9 milhões ao MEC (Ministério da Educação). As informações sobre o contrato fechado com a gráfica RR Donnelly Moore foram publicadas no “Diário Oficial da União´´ ontem. De acordo com a publicação, a empresa contratada ficará responsável pela impressão, manuseio, embalagem, rotulagem e entrega das provas para os Correios. A contratação da empresa aconteceu sem licitação. O texto afirma que o Inep “pesquisou o mercado em busca de gráficas com a certificação, necessária que pudesse executar integralmente o objeto´´. O texto publicado no “Diário Oficial´´ não traz detalhes sobre a distribuição da prova. O governo já tinha informado que vai usar “toda a estrutura” da inteligência da PF (Polícia Federal) para acompanhar a aplicação das provas. Já a Força Nacional de Segurança será usada para “dar segurança na distribuição´´ das provas. Reformulado neste ano, o Enem será a única forma de seleção em parte das 55 universidades federais.