17/03/2016 / Em: Clipping

 


Total de novos alunos em faculdades privadas de SP cai 15%, diz sindicato    (Globo.Com – G1 Vestibular – 16/03/16)

Um levantamento realizado pelo Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp) aponta que o número de ingressantes no ensino superior do Estado de São Paulo caiu 15,23% no primeiro semestre de 2016. De acordo com o Semesp, a queda foi verificada em relação ao mesmo período do ano passado, o que representa cerca de 74 mil novos alunos a menos entrando no ensino superior neste ano. A queda em 2015 em relação a 2014 foi de 8,8%.



Só 10% no ensino médio público atingem nível satisfatório no Brasil   (UOL – Educação – 16/03/16)

Entre os alunos matriculados no último ano do ensino médio em escolas estaduais brasileiras, somente 10% atingem níveis satisfatórios ao concluir a etapa. Trata-se de uma das principais conclusões de um estudo elaborado pelo Instituto Alfa e Beto, organização não governamental da área educacional, com sede em Brasília. Os números, segundo a pesquisa, indicam um baixo índice de estudantes com habilidades mínimas e provoca uma reflexão sobre a qualidade da formação dos jovens na rede pública. Para elaborar o documento, foram analisados dados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014, com base no relatório “Enem por Escola”, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep).



Unicamp propõe ações contra o racismo na universidade   (CBN – Notícias – 17/03/16)

A Universidade Estadual de Campinas, anunciou que vai tomar as medidas cabíveis para conter a onda de ataques racistas dentro dos campi. A medida está sendo tomada, após a série de pichações racistas feitas em paredes do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp o IFCH. A reitoria, que ainda não havia se posicionado, reconheceu o problema nove dias após os incidentes. Em reunião com o Núcleo de Consciência Negra, a universidade propôs também organizar palestras de conscientização.



Resultado do Enem passa a ser aceito em mais duas instituições de Portugal   (Veja – Educação – 16/03/16)

As universidades da Madeira (UMa) e do Porto, de Portugal, firmaram acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e, agora, aceitam as notas dos estudantes que participarem do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Agora são treze faculdades do país que utilizam o desempenho dos candidatos no exame como critério de seleção de novos alunos.