17/08/2012 / Em: Clipping

 


Unicamp cancela exigência de vídeo para candidatos do curso de música   (Globo.Com – G1 Vestibular – 17/08/12)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) cancelou a exigência de gravação em vídeo para os candidatos aos cursos de música da universidade no vestibular 2013. Este seria o primeiro ano que a avaliação contaria com o material audiovisual, mas, segundo a universidade, o tempo apertado para elaboração do vídeo causou o cancelamento. No material, os vestibulandos deveriam aparecer tocando o instrumento que pretendem estudar. A avaliação, chamada de prova de habilidades instrumentais, comporia metade da nota da primeira fase do vestibular, somando pontos para a segunda etapa. Segundo a Comvest, o pouco tempo disponível para a preparação e gravação dos vídeos levou a comissão a cancelar a prova.

Unicamp abre inscrições para o vestibular 2013 na segunda-feira   (Globo.Com – G1 Vestibular – 17/08/12)

As inscrições para o vestibular 2013 da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) serão abertas na segunda-feira (20) e poderão ser feitas até o dia 14 de setembro. São oferecidas 3.444 vagas em 68 cursos da Unicamp e dois cursos da Faculdade Pública de Medicina e Enfermagem de São José do Rio Preto (Famerp). De acordo com a Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest), as inscrições serão recebidas exclusivamente pela internet, em formulário disponível na página eletrônica da Comvest. A primeira fase do vestibular está marcada para o dia 11 de novembro e a segunda fase nos dias 13, 14 e 15 de janeiro de 2013. O Manual do Candidato e Revista do Vestibulando, chamado de ‘Kit do Vestibulando’, é gratuito e estará disponível a partir do início das inscrições para consulta e impressão, também no site da Comvest. O Vestibular Unicamp 2013 mantém o mesmo formato de provas da edição 2012.

Unicamp divulga lista de candidatos com isenção em taxa de vestibular  (Globo.Com – G1 Vestibular – 17/08/12)

A Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest) divulga na manhã desta sexta-feira (17) a lista dos estudantes contemplados com a isenção da taxa de inscrição do Vestibular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) 2013 na internet. Os contemplados vão receber por e-mail um comunicado, mas também podem fazer a consulta no site da Comvest. A comissão alerta que os isentos não serão automaticamente inscritos. Será necessário, posteriormente, inscrever-se usando o código de isento e preencher formulário específico. As inscrições para o Vestibular Unicamp 2013 serão realizadas entre 20 de agosto e 14 de setembro, exclusivamente pela internet. O calendário com as datas de inscrição e provas está disponível na página eletrônica da Comvest.



Unicamp divulga lista de isentos da taxa do vestibular 2013   (UOL – Vestibular – 17/08/12)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), em São Paulo, divulgou nesta sexta-feira (17) a lista com quase 5.000 candidatos isentos do pagamento da taxa de inscrição do vestibular 2013, exclusivamente na internet. A instituição ofereceu 6.640 isenções na modalidade 1; 100 na modalidade 2 e um número ilimitado de isenções na modalidade 3. Os beneficiados não são automaticamente inscritos no processo seletivo, por isso devem efetuar a inscrição, utilizando o código de isento fornecido pela Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares).



A demagogia das cotas  (O Estado de S.Paulo – Notas e Informações – 17/08/12)

Ao aprovar o projeto de lei que obriga as universidades e as escolas técnicas federais a reservar 50% de suas vagas para alunos da rede pública, na semana passada, o Senado não se limitou a fazer demagogia com as chamadas políticas de ação afirmativa. Sua decisão, além de mascarar o problema da má qualidade do ensino médio, é quase inócua,em seu alcance, uma vez que 45% dos 900 mil alunos matriculados nas 59 instituições federais de ensino superior cursaram o ensino básico em escolas municipais ou estaduais. A constatação é do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis (Fonaprace), que acaba de divulgar o Perfil Sócio econômico e Cultural dos Estudantes de Graduação das Universidades Federais Brasileiras. O trabalho foi realizado a partir de um levantamento iniciado em novembro de 2010 e concluído em julho de 2011. A base de dados foi fornecida pelo Ministério da Educação (MEC) e cada instituição pesquisada forneceu, online,  informações quantitativas e qualitativas que foram avaliadas pelos técnicos do Fonaprace. A pesquisa é por amostragem, tem um índice de confiabilidade de 95% e levou em conta somente os alunos das universidades federais matriculados em cursos presenciais. Em outras palavras, o levantamento não cobre os cursos a distância, oferecidos por meio de sistemas de televisão e internet. Esse é o terceiro levantamento do gênero já feito pelo órgão – o primeiro foi realizado entre 1996 e 1997. A terceira edição da pesquisa mostra que os maiores contingentes de estudantes das universidades federais egressos da rede pública estão nas Regiões Norte e Sul, com 71,5% e 50,5%, respectivamente. Nas instituições federais de ensino superior situadas no Centro-Oeste e Nordeste, o contingente de universitários vindos da rede pública de ensino básico é de 40,5% e 41,5%, respectivamente. O Sudeste é a região que registrou o menor índice: 37%. O levantamento do Fonaprace fez outras constatações importantes. Ele mostra, por exemplo, que o número de alunos negros, pardos e índios e pobres vem crescendo significativamente, ano a ano, nas universidades federais. Entre 2004e 2011, o aumento desse segmento de estudantes nas instituições mantidas pela União foi de quase 50% e os maiores crescimentos foram registrados nas universidades federais do Norte e do Nordeste. Em termos socioeconômicos, a pesquisa revela que 69% dos estudantes das instituições federais de ensino superior situadas na Região Norte são das classes C, D e E  e 63% pertencem a famílias que recebem até três salários mínimos mensais.No Nordeste, 52% dos alunos das federais pertencem às classes C, D e E e 50% são membros de famílias com renda de até três salários mínimos. Os menores contingentes estão nas instituições federais de ensino superior situadas nas Regiões Sul e Sudeste, onde 34% dos alunos pertencem às classes C, D e E.No plano nacional, os estudantes da classe A representam 15% do corpo discente das universidades federais, com maior concentração nas instituições da Região Centro-Oeste. O levantamento mostra ainda que somente 28% de pais e33% de mães dos alunos das universidades federais possuem nível superior completo. Também revela que 57% dos alunos utilizam transporte público para irem às aulas e 11%têm bolsa de permanência. Segundo o Fonaprace, esses números desmoralizam dois mitos que ainda sobrevivem na sociedade brasileira – de que os alunos das universidades federais são, em sua maioria, ricos e que se dirigem a essas instituições com automóvel próprio. Além de relegar para segundo plano a questão de fundo, que éa reforma do ensino médio, o projeto aprovado pelo Senado impõe enormes encargos burocráticos às universidades federais–  a ponto de o MEC alegar que elas não têm a menor condição de cumpri-los dentro do período previsto de quatro anos. Mais grave ainda, se for sancionado pela presidente da República, o projeto comprometerá a autonomia pedagógica dessas universidades, que ficarão impedidas de adotar os critérios que julgarem necessários para avaliar o mérito acadêmico, em seus processos seletivos.



Unicamp divulga lista de isentos da taxa de inscrição do Vestibular 2013  (EPTV – Virando Bixo – 17/08/12)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) divulgou nesta sexta (17) a lista de candidatos contemplados com a isenção da taxa de inscrição do Vestibular 2013.  Os candidatos constantes da lista receberão e-mails informando que foram beneficiados com a isenção da taxa. Eles deverão, utilizando o código de isento fornecido pela Unicamp, realizar a inscrição no mesmo período dos demais candidatos, entre segunda-feira (20) e 14 de setembro, pelo site www.comvest.unicamp.br. Para efetuar sua inscrição no vestibular, os candidatos isentos deverão utilizar um formulário específico.



Unicamp divulga lista de isentos da taxa do vestibular 2013  (Folha Online – Educação 0 17/08/12)

A Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp) divulgou nesta sexta-feira a lista com o nome dos candidatos beneficiados com a isenção da taxa de inscrição do vestibular 2013. Ao todo, 4.613 pessoas vão receber o benefício. Os estudantes selecionados podem consultar no site da comissão o código de isento necessário para se inscrever no vestibular sem pagar a taxa de R$ 135. Todos receberão ainda, a partir de hoje, uma mensagem via correio eletrônico, contendo o código. A isenção não garante automaticamente a inscrição no vestibular, que deve ser feita entre os dias 20 de agosto e 17 de setembro, pela internet, usando um código específico. A primeira fase do vestibular acontecerá em 11 de novembro.

Leitor critica ‘política da não reprovação’ em escolas públicas  (Folha Online – Educação – 17/08/12)

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse que vai reduzir as disciplinas no ensino médio para um melhor aprendizado dos alunos e, consequentemente, uma melhor posição do Brasil no ranking da educação. Eu digo ao senhor ministro que a falta de desempenho dos alunos nas escolas públicas está na política da não reprovação. Como querem melhorar esse desempenho se não se exige o mínimo esforço do aluno? Não muito tempo atrás, para ingressar no antigo curso ginasial, era preciso se submeter a um exame, e só era admitido o aluno que conseguisse nota de no mínimo 5,1 pontos (na escala de 1 a 10).