17/09/2014 / Em: Clipping

 


Mesmo subindo em rankings, universidades latinas atraem poucos estrangeiros (Carta Capital – Educação – 17/09/2014)

Instituições têm melhorado em rankings internacionais, mas continuam sendo pouco procuradas por europeus e americanos. Barreiras como língua atrapalham internacionalização

por Deutsche Welle 

Universidades da América Latina passaram a figurar em rankings internacionais das melhores do mundo nos últimos anos, mas a presença delas no cenário internacional continua sendo pequena e, mesmo com o recente destaque, os estudantes estrangeiros continuam longe de suas salas de aula.

Em 2003, na primeira publicação do Ranking Acadêmico Mundial de Universidades, elaborado pela Universidade de Xangai, sete instituições latino-americanas entraram na lista das 500 melhores do mundo: quatro do Brasil, uma do México, uma da Argentina e uma do Chile.