19/05/2015 / Em: Clipping

 


Prazo de pedido de isenção da taxa do vestibular da Unicamp termina dia 22   (Globo.Com – G1 Vestibular – 19/05/15)

Termina nesta sexta-feira (22) o prazo de solicitação de isenção da taxa de inscrição do vestibular da Unicamp 2016. Os pedidos são feitos exclusivamente pela internet na página da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest). Para finalizar o processo, segundo a organização, é necessário ainda enviar a documentação necessária [descrita no edital], pelos Correios, para a Comvest até o dia 25 de maio. O candidato será excluído do processo caso não faça o envio ou falte algum documento solicitado. Segundo a Unicamp, o valor da taxa de inscrição não foi definido ainda. A Comissão Permanente Para os Vestibulares da Unicamp (Comvest), responsável pela prova, anunciou duas mudanças nas determinações para a isenção este ano. A primeira diz que os ingressantes em cursos de licenciatura em período noturno que estudaram em escolas particulares também têm direito ao benefício.

54% dos universitários não confiam no ensino superior, diz pesquisa   (Globo.Com – G1 Vestibular – 19/05/15)

Mais da metade dos universitários brasileiros (54%) não confia no sistema de ensino superior atual, segundo pesquisa da Laureate International Universities. A análise é uma das conclusões de um levantamento da empresa com quase sete mil alunos brasileiros. A pesquisa também aponta que dois terços dos estudantes não estão satisfeitos com o investimento de tempo e dinheiro no ensino superior. Apesar disso, mais de 85% dos universitários acreditam que seu curso é imprescindível para lhes proporcionar habilidades profissionais específicas. Os jovens também esperam que o ensino superior lhes dê um futuro melhor, de acordo com o levantamento. Os estudantes afirmam que inovações no ensino superior são necessárias para que eles alcancem seus objetivos profissionais, de acordo com a pesquisa.

Aluno que ainda não faz o 3º ano não poderá usar Enem como vestibular    (Globo.Com – G1 Vestibular – 18/05/15)

Candidatos da 2015 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) menores de idade, e que ainda não fizeram nem fazem o terceiro ano do ensino médio, estão proibidos de usar a nota do Enem para acessar o ensino superior sem passar pelo terceiro ano regular. Uma nova regra no edital divulgado nesta segunda-feira (18) explica que “o participante menor de 18 anos no primeiro dia de realização do Exame e que concluirá o ensino médio após 2015 não poderá utilizar os seus resultados individuais no Enem” em dois casos previstos no edital para maiores de idade: usar o Enem para pegar a certificação de conclusão do ensino médio e usar o Enem como mecanismo de acesso à educação superior em processos de seleção. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) também incluiu, no edital, a possibilidade de “convidar” os participantes menores de 18 anos e que ainda não chegaram ao último ano do ensino médio “para aplicação do Enem Digital”, ideia já defendida no início do ano pelo ex-ministro da Educação, Cid Gomes, e que o atual ministro, Renato Janine Ribeiro, já afirmou que continua em fase de estudos. A regra cita dois artigos da Lei de Diretrizes e Bases da educação (LDB), publicada em 1996. O primeiro artigo (38º) diz que os exames supletivos “no nível de conclusão do ensino médio” é destinado “para os maiores de 18 anos”.



Unicamp recebe até sexta pedidos de isenção da taxa do próximo vestibular   (Folha Online – Educação – 18/05/15)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) recebe até a próxima sexta-feira (22) os pedidos de isenção da taxa de inscrição do vestibular 2016. O valor da taxa ainda não foi definido –nos dois últimos anos ele foi de R$ 140.  Após a inscrição, que deve ser feita pelo site da comissão de vestibular, o candidato ainda tem que enviar a documentação necessária (descrita no edital), pelo correio, até o dia 25 de maio para finalizar a inscrição. A falta de qualquer documento ou o envio fora prazo excluirão o candidato. Pela primeira vez, a Unicamp vai permitir que alunos vindos de escolas particulares solicitem a isenção de taxa caso tenham escolhido carreiras de licenciatura no período noturno. Já aos candidatos das outras modalidades não será mais exigido o ensino fundamental 2 na rede pública, mas somente o ensino médio, integralmente.