19/11/2010 / Em: Clipping

 

Unicamp aplica 1ª fase, cheia de novidades, neste domingo  (EPTV – Virando Bixo – 19/11/10)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) aplica neste domingo (21) a 1ª fase do Vestibular 2011, que está cheia de novidades. Entre elas, estão um novo formato e alterações no tempo de duração da prova. O Virando Bixo trará a resolução da 1ª fase, realizada pelos professores do curso pré-vestibular Oficina do Estudante, após as 18h do domingo. As provas acontecerão em 24 cidades: Bauru, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Jundiaí, Limeira, Mogi Guaçu, Piracicaba, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Carlos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo, Sorocaba, Sumaré e Valinhos. Para saber onde irá realizar o exame, o candidato deve acessar o site www.comvest.unicamp.br e digitar o nome ou o número de inscrição no vestibular.

Concorrência

Neste ano, a Unicamp registrou um número recorde de candidatos, totalizando 57.201 inscritos. Eles disputarão 3.444 vagas, oferecidas em 66 cursos da Unicamp e dois cursos da Famerp (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto). Medicina é o curso mais concorrido, como ocorre desde que a Unicamp desenvolveu seu vestibular próprio. Nesta edição, são quase 104 candidatos por vaga. Em seguida, na lista das carreiras mais disputadas, vêm Arquitetura e Urbanismo (71,5 candidatos por vaga), Medicina na Famerp (63), Comunicação Social e Midialogia (38,7), Engenharia Civil (36,4), Ciências Biológicas – Integral (36,1), Engenharia Química – Integral (34,8), Engenharia de Produção (29), Farmácia (26,5) e Ciências Econômicas – Integral (23,4). 


 

Vestibular da Unicamp é tema de oficinão  (Correio Popular – Cidades – 19/11/10)

Com o objetivo de relembrar os temas que poderão cair no vestibular 2011 da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que será realizado domingo, a Oficina do Estudante faz amanhã o Oficinão Unicamp. Os professores abordarão os pontos mais importantes de cada disciplina e temas com possibilidade de abordagem nas redações. Os alunos receberão dicas específicas para um bom desempenho no novo formato da prova, que conta com 48 questões de múltipla escolha, além de três redações. Inscrições devem ser feitas hoje, pelo telefone (19) 3241-6688.

 


Atraso nos estudos deixa 75% dos jovens de 18 a 24 anos fora do ensino superior  (Globo On Line – Educação – 18/11/10)

Em 2009, apenas 14,4% da população de 18 a 24 anos – faixa etária esperada para o ingresso na educação superior – estava matriculada nessa etapa de ensino. É o que aponta a análise do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) a partir dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad/IBGE).  De acordo com o estudo, esse fato se deve “aos entraves observados no fluxo escolar do ensino fundamental e médio, que têm elevada taxa de evasão e baixa taxa média esperada de conclusão”. Isso significa que o estudante termina o ensino médio após a idade esperada – 17 anos – e ingressa na universidade com atraso. Considerando a taxa de frequência bruta, 30,3% dos jovens de 18 a 24 anos estavam estudando em 2009.  O acesso é diferente em cada região. Enquanto no Sul, 19,2% dos jovens na faixa etária analisada frequentavam o ensino superior em 2009, no Nordeste o índice era inferior a 10%. Entre os jovens de 18 a 24 anos da zona rural, apenas 4,3% tinham acesso a cursos superiores, contra 18,2% da população que vive na cidade. Também há desigualdade no acesso entre negros (8,3%) e brancos (21,3%).