20/09/2011 / Em: Clipping

 


“O peso da redação”   (Folha de S.Paulo – Painel do Leitor – 20/09/11)

A respeito da reportagem “O peso da redação” (Saber, ontem), é importante destacar que a correção de uma prova de redação não é necessariamente subjetiva ou não confiável. O modelo do vestibular da Unicamp, em que a prova de redação (avaliada de maneira integrada com a leitura) está na primeira fase e vale metade da nota, vem sendo aplicado com grande êxito na seleção de candidatos com o perfil universitário desejado pela Unicamp há mais de 20 anos. A capacidade de ler e de escrever é imprescindível para o aluno universitário, e muitas de nossas escolas não têm investido devidamente no desenvolvimento dessa capacidade. Considerando a influência que o Enem e os exames vestibulares têm no ensino médio, é necessário que a redação seja valorizada nesses exames para mostrar para o ensino médio e para a sociedade em geral a importância da escrita na escola e permitir a seleção de candidatos com uma formação geral mais ampla. MATILDE V. R. SCARAMUCCI, professora do Departamento de Linguística Aplicada e diretora do Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp e MAURÍCIO U. KLEINKE, professor do Instituto de Física Gleb Wataghin e coordenador-executivo do Vestibular Unicamp (Campinas, SP).