21/07/2015 / Em: Clipping

 

Matemático premiado pede cuidado nos cortes de recursos para pesquisa  (UOL – Educação – 21/07/15)

Artur Ávila, o primeiro brasileiro a receber a cobiçada medalha Fields, considerada no meio acadêmico o Prêmio Nobel de Matemática, entende o momento de dificuldade econômica do Brasil, mas defende que haja cuidado nos cortes de recursos destinados à pesquisa no país, em especial na área de matemática.  O matemático diz que, por desconhecimento, muitas pessoas sentem repulsa pela matéria e isso pode prejudicar o entendimento. Ele ressalta que existem dificuldades educacionais no Brasil que impedem o aproveitamento de talentos, mas fica satisfeito em ver tantos jovens incentivados para o estudo da matemática. Ávila, que também é pesquisador do Impa (Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada), serve de inspiração para os alunos que se destacaram na OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas). Para ele, esses jovens estão aproveitando as oportunidades que têm à disposição, sem deixarem de se divertir: “A Olimpíada ajuda muito na motivação porque o aluno está em um ambiente que estimula mais a criatividade e a imaginação. Isso deixa a coisa mais divertida e saudável”, disse Ávila durante cerimônia de entrega de medalhas da competição nesta segunda-feira (20) no Theatro Municipal, no centro do Rio. “Todos esses garotos que estão aqui entusiasmados certamente vão continuar aprendendo é vendo que o objetivo está sendo alcançado aos poucos. Ainda tem muito a ser feito, mas isso aqui é uma parte importante”, avalia o pesquisador.


Alunos da rede pública de SP podem se preparar para vestibular com plataforma gratuita  (EPTV – Virando Bixo – 20/07/15)

Alunos da rede pública de São Paulo podem se preparar para o vestibular de forma gratuita. A Secretaria da Educação colocou à disposição dos estudantes do último ano do Ensino Médio a plataforma virtual Geekie +. A ferramenta reúne exercícios de linguagens e códigos, matemática, ciências da natureza e humanidades voltados inclusive para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). O conteúdo pode ser acessado pelo computador ou celular. A Secretaria também disponibilizou para alunos de outras séries plataformas inclusive com jogos interativos e cursos de idiomas. Os recursos são gratuitos e ficam disponíveis 24 horas por dia. 


Seriados também podem ajudar no aprendizado   (Gazeta do Povo – Educação – 20/07/15)

Sentar no sofá e assistir à maratona de um seriado é uma boa forma de relaxar, mas não se resume a isso: também pode ser um jeito de complementar os estudos de várias disciplinas. Há séries de televisão que trabalham conceitos abordados dentro de sala de aula, ajudando quem está no ensino médio ou na preparação para o vestibular. “Alguns seriados podem servir como ferramenta para o aprendizado. Sai da forma tradicional”, afirma Felipe Pimentel, professor de história e coordenador de ensino do Unificado, escola do Rio Grande do Sul que conta com o projeto Comentários em Série. Verifique a idade indicativa. Nos episódios, conceitos científicos e experiências às vezes subjetivas para os alunos podem ser exemplificadas. Mas para quem pensou em passar o dia na frente da televisão e deixar os livros de lado, um alerta: os seriados devem ser encarados como ponto de partida para buscar mais informações. Não como substitutos dos livros e das aulas.


Saiba evitar sete erros que podem anular a redação do Enem   (Globo.Com – G1 Vestibular – 14/07/15)

Andrea Ramal

  • este ano, fique especialmente atento à redação: a importância dessa prova ficou ainda maior. Por exemplo, no Fies, a prioridade será dada aos candidatos com melhor desempenho no Enem e a redação será o critério decisivo em caso de empate.

No ano passado, só 250 pessoasl tiraram nota 1.000 na redação do Enem, mas mais de meio milhão de pessoas tiraram nota zero. Por isso, é bom ter em conta tudo o que pode prejudicar na hora da avaliação.