21/11/2016 / Em: Clipping

 


Unicamp 2017: Veja as questões mais comentadas no Twitter (Guia do Estudante – 20/11/2016)

Cursinhos destacaram as questões interdisciplinares bem-elaboradas e maior nível de dificuldade

O vestibular da Unicamp veio com um novo formato este ano: em vez de quatro, como no ano passado, a primeira fase foi composta de 12 questões. A prova teve um total de 90 questões de múltipla escolha, o que também é uma característica recente: até o vestibular 2014, a prova tinha apenas 48 questões e duas redações.

Baixe as provas e veja a correção.
Para Célio Tasinafo, diretor pedagógico do cursinho Oficina do Estudante, de Campinas (SP), a prova deste ano surpreendeu positivamente. “Foi uma prova bem-feita, com conteúdo relevante. Todas as disciplinas apresentaram um avanço de alguma forma, mas as questões interdisciplinares se destacaram: verdadeiramente interdisciplinares, elas exigiam que se mobilizasse conhecimento de muitas disciplinas”, disse. “É uma prova que seleciona melhor os candidatos”.



Professores: Unicamp tem prova exigente e acerta no formato (Cruzeiro do Sul – 21/11/2016)

A prova da primeira fase do vestibular 2017 da Unicamp, realizada neste domingo (20), exigiu bom domínio do conteúdo, sobretudo nas questões interdisciplinares, e acertou no formato. Essa é a opinião de professores de cursinho ouvidos pela Folha de S.Paulo. 

O exame foi difícil e precisava não só de atenção, mas também do exercício de diferentes habilidades, segundo eles. “A Unicamp, entre os vestibulares até agora, foi a que teve maior exigência de conteúdo”, afirmou Marcelo Carvalho, coordenador geral do curso Etapa. 

As 13 perguntas interdisciplinares foram o diferencial da prova. “O aluno realmente precisava de informações de duas disciplinas para responder”, disse o diretor pedagógico da Oficina do Estudante, de Campinas (interior de São Paulo), Célio Tasinafo.



Cursinhos elogiam interdisciplinares e atualidades na 1ª fase da Unicamp (G1 – 21/11/2016)

Estadual de Campinas aplicou a primeira fase em 30 cidades.
Prova teve 12 questões que relacionavam várias disciplinas.

De forma geral, coordenadores de cursos pré-vestibulares ouvidos pelo G1 elogiaram a primeira fase do vestibular da Unicamp neste domingo (20). As 12 questões interdisciplinares foram bem avaliadas pelos especialistas, com destaque para os gráficos, desenhos e tirinhas nos enunciados. CONFIRA A CORREÇÃO COMENTADA

Questões interdisciplinares
Oficina (Célio Tasinafo)
“A interdisciplinaridade foi o grande diferencial da prova este ano. Mas não são questões interdisciplinares que tem contextualização por meio de uma disciplina, mas o aluno responde com conteúdo da outra. O aluno precisa efetivamente mobilizar conteúdos de duas matérias para chegar à resposta. Aqui mesmo, na nossa correção, os professores estão fazendo juntos. A gente tem uma das questões mais atuais e de assunto polêmico, que é sobre Mariana e o grande desastre ambiental, que é uma questão interdisciplinar, que envolvia geografia e química. É uma prova que destoa muito das duas provas anteriores. Ficou muito melhor elaborada, uma prova mais exigente.”

Comvest divulga nesta terça-feira o gabarito da 1ª fase do vestibular 2017 (G1 – 21/11/2016)

Mais de 67 mil estudantes fizeram a prova no domingo (20).
Confira a correção da prova comentada por um cursinho.

A Comissão Permanente para o Vestibular da Unicamp (Comvest) divulga nesta terça-feira (22) o gabarito oficial da 1ª fase. De acordo com a instituição, 67.143 fizeram o exame no domingo (20), do total de 73.489 inscritos. A abstenção foi de 8,64% e manteve a margem de anos anteriores.

A lista de aprovados para a segunda fase será divulgada no dia 13 de dezembro, mesmo dia da relação de locais de prova da segunda etapa. O coordenador de pesquisa da Comvest, Jayme Vaz Jr, lembra que na divulgação da nota da 1ª fase já constará as notas de quem solicitou uso do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e os inscritos no Programa de Ação Afirmativa de Inclusão Social (PAAIS).



Confira o gabarito extra-oficial da Unicamp (A Tribuna – 21/11/2016)

A prova na região ocorreu no campus da Universidade Paulista (Unip), em Santos

A primeira fase do vestibular 2017 da Unicamp, realizada neste domingo (20), registrou abstenção de 8,6%, um pouco superior à do ano passado, quando a abstenção geral foi de 8,2% . De acordo com a Comissão Permanente para os Vestibulares  (Comvest), fundação responsável pelo processo seletivo,  dos 73.489 candidatos inscritos, 6.346 candidatos não compareceram para fazer o exame.

Na região 

A estudante Karen Santos, moradora de Guarujá, tenta pelo terceiro ano a realização de um sonho: cursar Medicina em uma universidade pública. A jovem, de 21 anos, estava neste domingo (20) entre os 1.261 candidatos da região que participaram da primeira fase do vestibular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A prova ocorreu no campus da Universidade Paulista (Unip), em Santos.


Resultado de imagem para portal rmc logo
Vestibular da Unicamp tem abstenção superior a de 2015; Comvest prepara gabarito oficial segunda-feira (RMC – 21/11/2016)

A primeira fase do vestibular da Unicamp teve abstenção geral de 8,6%, segundo a Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp). Dos 73.489 inscritos, 6.346 candidatos não compareceram em 29 municípios paulistas e em Brasília. Em 2015 a abstenção geral foi de 8,2%; quando 6.374 dos 77.768 candidatos deixaram de fazer a prova.



Unicamp cita lama de Mariana e violência contra a mulher (Correio Popular – 20/11/2016)

A 1ª fase do Vestibular 2017 da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) foi marcada pela presença de temas da atualidade como o desastre ambiental em Mariana e a ressaca em Santos, que paralisou o principal porto do País por 30 horas. O vestibular também trouxe problemas recorrentes como a violência contra a mulher e a intolerância contra as minorias. O índice de abstenção foi de 8,64%, um pouco mais alto que o registrado na edição anterior (8,20%). A Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest) divulga o gabarito amanhã e o resultado da primeira fase será divulgado no dia 13 de dezembro, juntamente com os locais de prova da segunda fase.

A prova com 90 questões teve como diferencial o aumento de questões interdisciplinares, que passaram de quatro para 12 nesta edição. A proposta foi bem aceita pelos candidatos e elogiada pelos professores de cursinhos. Uma das questões interdisciplinares era justamente sobre o desastre ambiental em Mariana e o vazamento da lama tóxica, usada para cobrar conteúdos de geografia, relacionados à natureza dos sedimentos, e de química, sobre como os sedimentos se misturam. Outra questão atual, cobrada em geografia, foi sobre a ressaca que inundou vias e causou uma série de transtornos em Santos.



Unicamp tem prova ‘exigente’ e ‘acerta no formato’, dizem professores (Folha de S. Paulão – 20/11/2016)

A prova da primeira fase do vestibular 2017 da Unicamp, realizada neste domingo (20), exigiu bom domínio do conteúdo, sobretudo nas questões interdisciplinares, e acertou no formato. Essa é a opinião de professores de cursinho ouvidos pelaFolha.

O exame foi difícil e precisava não só de atenção, mas também do exercício de diferentes habilidades, segundo eles. “A Unicamp, entre os vestibulares até agora, foi a que teve maior exigência de conteúdo”, afirmou Marcelo Carvalho, coordenador geral do curso Etapa.

As 13 perguntas interdisciplinares foram o diferencial da prova. “O aluno realmente precisava de informações de duas disciplinas para responder”, disse o diretor pedagógico da Oficina do Estudante, de Campinas (interior de São Paulo), Célio Tasinafo.

Primeira fase da Unicamp tem 8,6% de abstenção; confira as próximas datas (Folha de S. Paulo – 20/11/2016)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) registrou 8,6% de abstenção, segundo a Comvest, comissão que realiza a prova de ingresso na escola, na primeira fase do vestibular 2017, realizada neste domingo (20).

Foram 6.346 candidatos que não compareceram entre os 73.487 que iriam disputar uma das 3.320 vagas distribuídas em 70 cursos de graduação, de acordo com a Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest).

O gabarito com as respostas da prova estará disponível para consulta a partir da próxima terça-feira (22). No mesmo dia, a Comvest também divulgará a nota de corte específica de cada de um dos cursos em que os candidatos concorrem.



67 mil candidatos fizeram a prova da primeira fase do Vestibular Unicamp 2017 (Jornal de Campinas – 21/11/2016)

De acordo com a Comvest, a prova transcorreu de maneira tranquila em todos os locais

Na disputa por uma das 3.330 vagas em 70 cursos de graduação da Unicamp, 67.143 candidatos fizeram neste domingo, 20 de novembro, a primeira fase do Vestibular Unicamp 2017. Este ano, a Unicamp aplicou a prova da primeira fase em 29 municípios no Estado de São Paulo e em Brasília, e registrou uma abstenção de 8,6%,um pouco superior à do ano passado, quando a abstenção geral foi de 8,2%. Dos 73.489 inscritos no Vestibular 2017, 6.346 candidatos não compareceram para fazer o exame. Em Campinas, a abstenção foi de 9,6% e em São Paulo de 8,5%.

A Comvest vai divulgar o gabarito das questões na próxima terça-feira (22/11), em sua página eletrônicawww.comvest.unicamp.br. A prova da primeira fase já está disponível para consulta na mesma página, bem como os índices de abstenção por cidade. A lista de aprovados na primeira fase será divulgada no dia 13 de dezembro, juntamente com os locais de prova da segunda fase.