22/06/2016 / Em: Clipping

 


Unicamp: piquetes atingem professores na sala de aula (Correio Popular – 21/06/2016)
   
Desde o início da mobilização de um grupo de estudantes, que ocupa a reitoria da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) há 43 dias, professores de diversas faculdades são impedidos de dar aulas. Vídeos que circulam no Facebook mostram integrantes do movimento promovendo piquetes dentro das salas, mesmo com a proibição judicial da prática. Professores entrevistados pelo Correio disseram que se sentem acuados e acusam a reitoria de ser omissa em relação aos casos.



Vídeo mostra alunos em greve interrompendo aula na Unicamp (Uol – 21/06/2016)

A paralisação de estudantes no campus começou no dia 10 de maio, quando um grupo de alunos ocupou o prédio da reitoria em protesto contra o anúncio de corte de verbas e por um programa de cotas étnico-raciais.

Nas imagens, gravadas na última quinta-feira (16), ao menos três estudantes supostamente de outros institutos são vistos invadindo a sala e atrapalhando a aula. Um deles, inclusive, apaga a equação que o docente acabara de expor no quadro.



Grevistas da Unicamp fazem ato unificado no campus (CBN – 21/06/2016)

Vestidos de preto, estudantes, funcionários e professores da Unicamp fizeram uma passeata pelo campus da universidade nesta quarta-feira. Com bexigas e faixas da mesma cor, o grupo com cerca de 150 pessoas pediu melhorias e maior repasse à Universidade Estadual de Campinas.

Todo o trajeto foi feito em forma de cortejo fúnebre para relacionar o momento vivido pela instituição à representação bíblica da Via Crucis. Quem explica é o coordenador do Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp, que integra a organização do movimento, Antônio Alves Neto: