23/05/2011 / Em: Clipping

 


Unicamp divulga critérios para utilizar Enem no vestibular  (Terra – Vestibular – 23/05/11)

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) informou nesta segunda-feira que utilizará as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no vestibular deste ano desde que elas sejam disponibilizadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) até o dia 15 de janeiro de 2012. As inscrições para o exame deste ano foram abertas às 10h de hoje e vão até 10 de junho. As provas serão nos dias 22 e 23 de outubro. De acordo com a Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest), as notas do Enem não serão consideradas na composição da nota de primeira fase do vestibular devido às datas de realização das provas do exame no mês de outubro. “Essas datas impossibilitam que as notas do Enem estejam disponíveis, com segurança, até 30 de novembro de 2011 (data limite necessária para que a Comvest utilizasse as notas para a passagem da primeira à segunda fase do Vestibular Unicamp 2012)”, diz a universidade em comunicado.



Unicamp usará notas do Enem no Vestibular 2012  (SejaBixo – Mural – 23/05/11)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp, Comvest, informa que utilizará as notas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) no vestibular deste ano, desde que elas sejam disponibilizadas pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) até o dia 15 de janeiro de 2012.



Unicamp vai usar o Enem no vestibular 2012  (IG – Último Segundo – 23/05/11)

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) decidiu que irá usar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em seu vestibular 2012, desde que o resultado seja divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) até o dia 15 de janeiro do ano que vem. As inscrições para o Enem começaram nesta segunda-feira e vão até o dia 10 de junho, exclusivamente pelo site. As notas do Enem poderão ser usadas somente na etapa final do vestibular da Unicamp. Como as provas do exame nacional serão realizadas em 22 e 23 de outubro de 2011, os resultados não serão divulgados a tempo de serem usados na primeira fase da Unicamp.A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) ressalta que o uso da nota continua sendo opcional para os candidatos e só será considerada quando melhorar a nota do vestibular.



Unicamp vai usar notas do Enem  (O Estado de S.Paulo – Educação – 23/05/11)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) divulgou que vai usar as notas do Enem no vestibular deste ano, desde que elas sejam publicadas até o dia 15 de janeiro de 2012. As notas do Enem não serão consideradas na composição da nota de 1.ª fase do vestibular, que é usada na classificação para a 2ª fase, por conta das datas de realização das provas do Enem 2011 – previstas para 22 e 23 de outubro de 2011. De acordo com a Comvest, essas datas impossibilitam que as notas do Enem estejam disponíveis, com segurança, até 30 de novembro de 2011 (data limite necessária para que a Comvest utilizasse as notas para a passagem da 1.ª à 2.ª fase do Vestibular Unicamp 2012). Assim como em edições anteriores do vestibular, o uso do Enem (a partir das notas obtidas nas provas de Linguagem, Matemática, Ciências Humanas e Ciências Naturais do Enem 2010 ou 2011) continua sendo opcional para os candidatos e só será considerado quando melhorar a nota da prova a que se incorpora.



Unicamp divulga como vai utilizar o Enem no Vestibular 2012  (EPTV – Virando Bixo – 23/05/11)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) decidiu utilizar as notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no Vestibular 2012. Mas, para isso, elas devem ser disponibilizadas pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) até o dia 15 de janeiro. As notas do Enem não serão consideradas na composição da nota da 1ª fase do vestibular, utilizada na classificação para a 2ª etapa. Isso porque as datas de realização da edição 2011 do exame, marcadas para 22 e 23 de outubro, segundo a Unicamp, não estarão disponíveis, “com segurança”, até 30 de novembro. Essa é a data limite para que a universidade utilize as notas para a passagem da 1ª a 2ª fases do Vestibular 2012.



Unicamp decide usar Enem para compor nota final do vestibular (Folha Online – Educação – 23/05/11)

A Unicamp anunciou nesta segunda-feira que vai usar as notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para compor a nota final do vestibular 2011, desde que o resultado do exame seja disponibilizado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) até o dia 15 de janeiro de 2012. O Enem está programado para os dias 22 e 23 de outubro. As inscrições começaram hoje. Por causa da data do Enem, a prova não será considerada na primeira fase do vestibular. Segundo a Unicamp, a data impossibilita que as notas estejam disponíveis com segurança até dia 30 de novembro, prazo máximo para que a universidade utilizasse as notas na primeira fase.



Unicamp usará nota do Enem como bônus no resultado final de seu vestibul  (Globo On Line – Vestibular – 23/05/11)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp, Comvest, informou nesta segunda-feira que utilizará as notas do Enem no vestibular deste ano, desde que elas sejam disponibilizadas pelo Inep até o dia 15 de janeiro de 2012. Assim como em edições anteriores do vestibular, o uso do exame a partir das notas obtidas nas provas de Linguagem, Matemática, Ciências Humanas e Ciências Naturais será opcional para os candidatos, só será considerado quando melhorar a nota da prova a que se incorpora e comporá até 20% na nota obtida na primeira fase.  A diferença neste ano é a de que esse processo só ocorrerá no momento de calcular as notas finais dos candidatos, após a segunda fase.



Unicamp poderá voltar a usar as notas do Enem no vestibular 2012  (Globo.Com – G1 Vestibular – 23/05/11)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) anunciou nesta segunda-feira (23) que voltará a utilizar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no vestibular deste ano, desde que elas sejam disponibilizadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) até o dia 15 de janeiro de 2012. Há dois anos a instituição deixou de aproveitar a pontuação do Enem na primeira fase do vestibular  porque os resultados não chegavam a tempo.



Unicamp utilizará as notas do Enem 2011 no vestibular deste ano  (Guia do Estudante – Notícias – 23/05/11)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) utilizará as notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2011 no processo seletivo deste ano, se as notas forem disponibilizadas até o dia 15 de janeiro de 2012. A utilização do resultado do exame será opcional e irá compor até 20% da nota da primeira fase do vestibular. No entanto, as notas do Enem não serão utilizadas na classificação dos candidatos para a segunda fase, pois a Comvest (Comissão Permanete para os Vestibulares) precisaria dos dados até o dia 30 de novembro. A inclusão das notas do Enem só ocorrerá no momento de calcular as notas finais dos candidatos, após a segunda fase.



Luz amarela na graduação  (Editora Segmento – Revista Ensino Superior – Edição 152)

Dentre as 20 metas do novo Plano Nacional de Educação, em tramitação no Congresso Nacional, o aumento do número de matrículas no ensino superior é uma das mais emblemáticas. O texto do projeto elaborado pelo Executivo estabelece que, em 2020, o país deverá ter 50% dos jovens de 18 a 24 anos matriculados numa faculdade. A história, porém, revela que será necessário um grande esforço e, talvez, um novo desenho das políticas educacionais como um todo para que o país atinja tal objetivo. Isso porque o principal gargalo para o aumento do número de jovens no ensino superior não está nessa fase de estudos, mas sim no nível anterior: no ensino básico. Até agora, as ações implementadas com a finalidade de trazer mais jovens para a graduação universitária não foram suficientes. Seja porque não tiveram fôlego para tanto ou não atacaram os problemas centrais, como vencer a evasão dos alunos no ensino médio e melhorar a qualidade da formação básica. Cálculos recentes do Ministério da Educação (MEC) estimam que 17% dos jovens são estudantes universitários – número distante inclusive da meta do PNE anterior, encerrado em 2010, e que previa a inclusão de 30% dos jovens no ensino superior. “Mantido o quadro atual, é difícil imaginar que se atingirá 50% de taxa bruta das matrículas no ensino superior em relação à população de 18 a 24 anos como pretende o novo PNE”, analisa Roberto Leal Lobo e Silva Filho, diretor da Lobo & Associados Consultoria.