23/11/2011 / Em: Clipping

 


Faculdades de Campinas têm bom desempenho  (Correio Popular – Cidades – 23/11/11)

Os indicadores de qualidade do MEC colocam Campinas em posição de destaque no cenário nacional com três instituições entre as 27 do País que conseguiram pontuação máxima (faixa de nota 5): Unicamp (1ª pública), Facamp (2ª no ranking geral) e São Leopoldo Mandic (1ª em odontologia e 6ª no geral). Para especialistas, os indicadores são positivos, mas ainda é preciso avanços. O coordenador do Grupo de Estudos em Ensino Superior da Unicamp, Renato Pedrosa, ressalta que os indicadores reforçam a característica de Campinas como polo de atração do Ensino Superior. “Campinas e região têm uma vida universitária muito intensa em função das boas universidades. E destaco dois fatores que concedem esses resultados às boas universidades: os índices de doutorado, ou seja,o corpo docente mais qualificado,e o bom desempenho dos estudantes”, diz.A maioria das Instituiçõesde Ensino Superior de Campinas que participaram do exame teve média três (em uma escala de 0 a 5). Apenas duas, a Faculdade Anhanguera e a Faculdades Integradas IPEP, tiveram classificação dois. Segundo Pedrosa, os indicadores servem como instrumento para ajustes. “As instituições recebem um relatório que discrimina os pontos fracos e fortes. É possível detectar fraquezas e melhorar. ”Para a professora e pesquisadora da área de educação, Maria Márcia Sigrist Malavasi, a análise é importante, mas faltam medidas concretas. “Estamos com uma análise limitada, que indica quem é bom e quem não é. Faltam políticas públicas corajosas. É preciso garantir a qualificação e recursos pedagógicos.” A Anhanguera informou que reforça o “compromisso em continuar implementando melhorias para evolução de seu desempenho”. A Faculdades Integradas IPEP foi procurada, mas nenhum representante foi localizado para comentar o assunto.