28/10/2014 / Em: Clipping

 

cid:image001.gif@01CFF293.7D24ED00
Redação do Enem é ‘fiel da balança’, diz professor  (O Estado de S.Paulo – Educação – 27/10/14)

As próximas duas semanas serão a reta final para 8,7 milhões de candidatos que se inscreveram no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os participantes terão de responder a 180 questões, mas, segundo especialistas, é a redação que tem papel preponderante na definição de quem vai bem e pode ficar com uma vaga na universidade. Professores indicam que ainda dá tempo para treinar a composição dos textos. As provas ocorrem no fim de semana dos dias 8 e 9 deste mês. Aplicada no segundo dia, a redação é como “o fiel da balança”, na avaliação do professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) Miguel Franklin. “É a parte mais importante da prova, ela realmente demonstra se a pessoa sabe escrever, ler, articular as ideias.” A diferença de pontuação na parte objetiva entre os aprovados em cursos mais concorridos costuma ser pequena. Portanto, garantir pontuação alta na redação pode ser decisivo. Todas as universidades federais usam, total ou parcialmente, o Enem como processo seletivo. Este ano, o Sisu ofereceu 51 mil vagas para quem tivesse feito Enem.Franklin realizou um estudo sobre o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) nas universidades federais, que têm o Enem como critério. “Mas a cada ano aumenta a correlação entre quem vai bem na prova objetiva e na redação”, afirma.