30/07/2009 / Em: Clipping

 


Estudante deve encarar novo Enem  como “exame de sangue” , diz presidente do Inep  (UOL – Educação – 30/07/09)

O estudante deverá encarar o Enem 2009 (Exame Nacional do Ensino Médio) como um “exame de sangue”, afirmou Reynaldo Fernandes, presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) na tarde de quarta-feira (29). “A gente não entende ele, mas acredita nos seus resultados”, disse. Ele se refere à dificuldade que os estudantes terão de entender e aferir sua nota com a nova metodologia que será usada na prova, a TRI (Teoria de Resposta ao Item). O Inep divulga 40 questões-modelo do Enem 2009 (Exame Nacional do Ensino Médio) nesta quinta (30). São dez questões para cada uma das quatro áreas. O UOL disponibiliza as perguntas em formato de simulado online. O internauta pode resolver a prova internet.



PGR dá parecer contrário à ação do Democratas que questiona cotas raciais da UnB  (Agência Brasil – Notícias – 29/07/09)

Em parecer encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF), a Procuradoria-Geral da República (PGR) manifestou-se pela rejeição da ação ajuizada pelo partido Democratas (DEM) que questiona o sistema de cotas raciais instituído pela Universidade de Brasília (UnB). Segundo o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, a própria Constituição Federal consagrou expressamente as políticas de ação afirmativa “em favor de segmentos sociais em situação de maior vulnerabilidade”. Gurgel ressaltou ainda que o racismo continua marcante nas relações sociais brasileiras. A exclusão do negro na sociedade justificaria as medidas que o favorecem. “Tratar as pessoas como iguais pressupõe muitas vezes favorecer, através de políticas públicas àquelas em situação de maior vulnerabilidade social”, afirmou Gurgel. “Esse argumento não tem em vista o passado, como o da justiça compensatória, mas sim a construção de um futuro mais equitativo”, acrescentou. No parecer, Gurgel citou que 35 instituições públicas de ensino superior no Brasil adotam políticas de ação afirmativa para negros, sendo que 32 delas prevêem mecanismo de cotas e outras três adotam sistema de pontuação adicional para negros.



Só número de acertos não definirá nota do Enem  (Globo On Line – Plantão – 29/07/09)

Ele disse também que as notas do novo Enem serão divulgadas separadamente por área avaliada, assim haverá cinco notas: quatro referentes a provas objetivas e uma da redação. As notas dos participantes no novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não serão definidas apenas com base no número de acertos, mas também no grau de dificuldade de cada questão e numa fórmula estatística que considera até a possibilidade de que o acerto tenha sido obtido ao acaso, ou por chute. Um software será usado para calcular os resultados, anunciou nesta quarta-feira o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Reinaldo Fernandes.  O Inep vai divulgar à meia noite desta quarta-feira, na internet, um simulado com 40 questões modelo do novo Enem, sendo 10 para cada área avaliada: ciência da natureza, ciências humanas, linguagens e matemática. O simulado estará disponível no site (www.enem.inep.gov.br).  Reinaldo explicou que, pela primeira vez, a prova do Enem será elaborada com base na teoria de resposta ao item, o que permite comparar o desempenho de participantes em anos diferentes do exame.