17/08/2012 / Em: Releases

 

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) vai beneficiar 4.613candidatos com a isenção do pagamento da taxa de inscrição para o Vestibular 2013. Todos os estudantes que solicitaram isenção e preencheram os requisitos básicos, foram beneficiados. Este ano, a Comvest recebeu 6.306 pedidos. Os contemplados já podem consultar na página eletrônica da Comvest (www.comvest.unicamp.br) o código de isento necessário para se inscrever no vestibular sem precisar pagar a taxa, que será de 135,00 reais. Os candidatos beneficiados também vão receber, a partir do dia 17 de agosto, uma mensagem via correio eletrônico, contendo o código de isento. As inscrições para o Vestibular Unicamp 2013 serão realizadas entre os dias 20 de agosto e 14 de setembro exclusivamente pela internet, em www.comvest.unicamp.br.

Importante: Os candidatos beneficiados com a isenção do pagamento da taxa não são automaticamente inscritos no vestibular. É preciso realizar a inscrição, no mesmo período dos demais candidatos, utilizando o código específico de candidato isento. Os pedidos de isenção da taxa de inscrição do Vestibular Unicamp 2013 foram encerrados no dia 31 de maio.

As isenções da Taxa de Inscrição do Vestibular da Unicamp foram oferecidas em três modalidades. A maior parte das isenções concedidas foi para a modalidade 1, dirigida a estudantes provenientes de famílias de baixa renda, que tenham cursado ensino fundamental e médio em escolas públicas, em que 3.809estudantes receberam o benefício. Já na modalidade 2, para funcionários da Unicamp/Funcamp, 28 candidatos tiveram isenção da taxa de inscrição. Na modalidade 3, dirigida a todos os candidatos aos cursos de Licenciatura em período noturno (Ciências Biológicas, Física, Letras, Licenciatura Integrada Química/Física, Pedagogia e Matemática), que tenham feito ensino fundamental e médio em escolas públicas, 776 candidatos foram beneficiados.

O programa de isenção do Vestibular Nacional da Unicamp é parte do Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social (PAAIS), que prevê que estudantes que tenham cursado todo o ensino médio na rede pública brasileira recebam 30 pontos a mais na nota final da segunda fase. Candidatos autodeclarados pretos, pardos e indígenas que tenham cursado o ensino médio em escolas públicas também têm, além dos 30 pontos adicionais, mais dez pontos acrescidos à nota final. A participação no PAAIS é opcional e deve ser indicada no formulário de inscrição.