Distribuição de Notas – 2ª fase – Inglês

Questões
Geral
Grupo com desempenho Inferior
Grupo com desempenho Intermediário
Grupo com desempenho Superior
Índice de Facilidade
Índice de Discriminação
Extremos da prova
Média
DP
13
3,2
0,8
2,7
3,2
3,6
0,8
0,2
Mais fácil, menor discriminação
14
2,4
1,4
0,7
2,9
3,5
0,6
0,7
Maior discriminação
15
2,9
1,1
1,6
3,1
3,8
0,7
0,5
16
2,5
1,4
0,8
2,9
3,5
0,6
0,7
Mais dispersa
17
2,1
1,2
0,9
2,2
3
0,5
0,5
18
2,1
1,1
1
2,2
3,1
0,5
0,5
19
2,1
1,4
0,7
2,4
3,1
0,5
0,6
20
2,2
0,9
1,6
2,2
2,7
0,5
0,3
21
1,7
1,3
0,3
1,8
3
0,4
0,7
Mais difícil
22
2,3
1,3
0,8
2,5
3,4
0,6
0,7
23
1,8
1,3
0,4
2
3
0,5
0,7
24
1,7
1,2
0,5
1,8
3
0,4
0,6

A questão 13 abriu a prova de Inglês da segunda fase do Vestibular Unicamp 2010 esperando que os candidatos fossem capazes de interpretar o texto presente no documento de licença para condutores nos Estados Unidos. Essa foi a questão mais fácil da prova, com nota média de 3,2 (IF igual a 0,8) e também aquela que menos ajudou na seleção dos candidatos, com um índice de discriminação de 0,2. Já a questão seguinte da prova de Inglês, a de número 14, foi aquela que apresentou maior índice de discriminação (ID igual a 0,7) e que, portanto, mais ajudou na seleção dos candidatos. A questão mais difícil foi a questão 21, com nota média de 1,7 ponto (IF igual a 0,4), que solicitava dos candidatos interpretar um texto que abordava o fenômeno conhecido como cocooning – fenômeno que se refere ao fato de que as pessoas irão preferir ficar na segurança e no conforto de suas casas, em comunidades fechadas.

Versão para impressão