As provas de Habilidades Específicas para Arquitetura e Urbanismo serão realizadas em 25/01/2017, na Faculdade de Engenharia Civil Arquitetura e Urbanismo, localizada no campus universitário Zeferino Vaz, em Campinas – SP.

O curso de Arquitetura e Urbanismo da Unicamp prepara o profissional arquiteto para compreender e projetar soluções viáveis e criativas para as necessidades dos indivíduos, grupos sociais e comunidades no que se refere à concepção e organização do espaço, à construção de edifícios, à cidade, ao conforto ambiental e utilização racional dos recursos disponíveis e à conservação e valorização do ambiente construído, sintetizando um perfil intelectual necessariamente pluralista.

Considerando que o trabalho do arquiteto é, na verdade, a articulação de inúmeras variáveis que se materializam e se configuram a partir do domínio espacial, é imprescindível para quem pretende cursar Arquitetura e Urbanismo demonstrar habilidade mínima na manipulação de elementos planos e volumétricos, com sensibilidade e inventividade, mostrando seu interesse pelos estudos teóricos e práticos a serem desenvolvidos no curso. Além de possuir essa habilidade, é indispensável que o candidato ao curso de Arquitetura e Urbanismo demonstre, desde cedo, interesse pela paisagem, em especial pela paisagem urbana. Esse interesse pode ser medido pela sua capacidade de apreender e representar a paisagem ou os elementos da paisagem – construções e lugares, objetos, pessoas e seres vivos –, além de conseguir retêlos na memória. Em suma, a prova de Habilidades Específicas para Arquitetura e Urbanismo avalia habilidades e detecta as capacidades potenciais dos candidatos relativas a três categorias: 1. Domínio espacial e abstrato; 2. Observação da paisagem e seus elementos, por meio da análise, da crítica e da síntese; 3. Linguagem não verbal: Desenho e Expressão Gráfica.

Objetivo e Concepção da Prova

O exame de Habilidades Específicas tem como objetivo avaliar as habilidades do candidato nas três categorias citadas e detectar suas capacidades potenciais, considerando:

− Conjugação e organização de formas planas e volumétricas na criação de composições;
− Criatividade no domínio formal e espacial;
− Compreensão espacial e manipulação de estruturas tridimensionais;
− Percepção visual e capacidade de observação de formas, volumes, dimensões, sombras, proporções;
− Capacidade de executar desenhos e representações de memória;
− Domínio e expressão gráfica e ortográfica, valendo-se de técnicas e materiais como grafites, lápis de cor e canetas hidrográficas;
− Inserção do desenho no contexto urbano.

A prova é dividida em três partes. As partes correspondem às três categorias de habilidades a serem avaliadas. Na primeira parte (período da manhã), o candidato deverá resolver graficamente, e/ou através da manipulação de objetos sólidos, questões relacionadas com elementos espaciais e geométricos básicos, suas características, relações e operações. Na segunda e na terceira parte (período da tarde), o candidato desenvolverá, através do desenho ou de outras formas de expressão gráfica ou tridimensional, questões nas quais serão abordados aspectos relacionados à percepção, observação, memória e criatividade.

A segunda parte se centrará nos temas relacionados com a paisagem urbana ou com seus elementos, sejam construções, lugares, objetos, pessoas ou seres vivos. Já a terceira parte é centrada em avaliar a habilidade do candidato em comunicar-se através da linguagem não verbal, do desenho e da construção de objetos tridimensionais, sendo importante que demonstre suas noções de cores e texturas dos materiais, luz e sombra, forma e linguagem visual, além das noções de relação entre elementos no espaço (ver detalhes abaixo).

Prova

A prova de Habilidades Específicas para Arquitetura e Urbanismo vale 48 pontos. A nota é composta pela soma das notas das três partes. Cada uma das partes vale 16 pontos. Os candidatos que obtiverem nota final menor ou igual a quatro na prova de Habilidades Específicas para Arquitetura e Urbanismo estarão desclassificados da 1ª opção, mas podem continuar concorrendo por uma vaga na 2ª opção, caso exista. Aqueles que não comparecerem à prova de Habilidades Específicas para Arquitetura e Urbanismo ficam eliminados da 1ª opção, mas podem continuar concorrendo por uma vaga na 2ª opção, caso exista.

1º Período (manhã)
Parte 1 (16 pontos)
Domínio Espacial e Abstrato.

Habilidades avaliadas
− Noções de espaço, de elementos (planos e tridimensionais) e de relações espaciais;
− Noções de operações bidimensionais e tridimensionais: adição, subtração, espelhamento, clonagem, redução e ampliação, dobra, intersecção, torção, recursão;
− Noções de representação dos objetos no espaço;
− Noções de incidência de luz sobre objetos, sombra, reflexão;
− Noções de projeções e vistas.

Questões possíveis
− Construção de objetos tridimensionais;
− Representações /desenho;
− Questões objetivas (com gabarito de correção).

2º Período (tarde)
Parte 2 (16 pontos)
Observação da Paisagem e elementos da paisagem.

Habilidades avaliadas
− Capacidade de observação, compreensão e retenção na memória da paisagem e de seus elementos;
− Noções de escala, perspectiva, enquadramento e ângulo de visão;
− Capacidade de representação da paisagem e de seus elementos;
− Capacidade de análise, crítica e síntese da paisagem e de seus elementos.

Questões possíveis
− Desenho de composição;
− Desenho de memória;
− Construção de objetos tridimensionais.

Parte 3 (16 pontos)
Linguagem não-verbal: Desenho e expressão gráfica.

Habilidades avaliadas
− Noções de cores, materiais, texturas, sombra e reflexão;
− Noções de forma, figura e linguagem visual;
− Noções de relações espaciais: simetria, equilíbrio, ritmo, hierarquia, contraste, tensão, poluição, distribuição, limite.

Questões possíveis
− Desenho de composição;
− Construção de objetos tridimensionais.

Critérios de Avaliação

Os critérios gerais de avaliação consideram o pleno entendimento das propostas; organização visual no plano e no espaço; atendimento às proporções e demonstração de noções de volume, de perspectiva e escala, luz e sombra; domínio do campo de trabalho (papel); limpeza no trabalho apresentado, uso correto do material solicitado; capacidade de expressar graficamente sua visão espacial dos aspectos solicitados e respeito às exigências estabelecidas. Um desenho que não corresponda à proposta do enunciado ou que empregue técnica em desacordo com o solicitado implicará prejuízo na avaliação ou mesmo a reprovação do candidato.

Serão avaliadas as características do desenho no que se refere ao emprego de recursos gráficos para obtenção de resultados expressivos; à intuição de equilíbrio visual e à capacidade de estabelecer relações harmônicas entre volume e superfícies; à compreensão espacial e uso de estruturas tridimensionais.

Material que o candidato deve levar para a prova de Habilidades Específicas (manhã e tarde)

Os candidatos convocados para a prova de Habilidades Específicas deverão comparecer ao local mencionado munidos dos seguintes materiais:

• lápis ou lapiseira com grafites macias: B, 2B, 6B;
• canetas hidrográficas coloridas;
• par de esquadros e transferidor;
• caixa de lápis de cor;
• compasso;
• fita adesiva;
• borracha.

Outros materiais necessários à realização da prova serão fornecidos pela Comvest.

A bibliografia necessária para a realização da prova (questões objetivas) estará disponível na página eletrônica da Comvest (www.comvest. unicamp.br), a partir do dia 30/11/2016.