Padronização das notas

 

 

  

 

 

 

 

 

Quando as provas são corrigidas, elas recebem uma nota bruta. Essas notas variam entre 0 e 90 pontos na 1ª fase e entre 0 e 24 pontos em cada uma das provas da 2ª fase. Cada texto da prova de Redação vale até 12 pontos. Porém, para a classificação da 1ª fase para a 2ª fase e a classificação final dos candidatos não são utilizadas as notas brutas, mas sim as notas padronizadas. A padronização consiste em uma mudança de escala baseada na média e no desvio padrão de cada prova. O processo de padronização ocorre tanto na 1ª fase quanto na 2ª fase e atribui 500 pontos à média de cada prova e 100 pontos para cada desvio padrão.

 

Nota padronizada da 1ª fase

A Nota Padronizada da 1ª fase (NPF1) é calculada a partir da fórmula:

NPF1 = 500 + (N – M) x 100/DP, em que

N é a nota do(a) candidato(a) na prova de Conhecimentos Gerais; M é a média de N dos candidatos presentes na 1ª fase, e M será arredondada para uma casa decimal com precisão de 0,5. DP é o desvio padrão de N dos candidatos presentes na 1ª fase, e DP será arredondado para uma casa decimal com precisão de 0,5. A nota padronizada da 1ª fase será arredondada para uma casa decimal com precisão de 0,1.

Ao(À) candidato(a) presente na Etapa II da prova de Habilidades Específicas de Música será atribuída uma nota padronizada da Música, NPM. A padronização atribui 500 pontos à média e 100 pontos ao desvio padrão. A NPM do(a) candidato(a) é dada por:

NPM = 500 + (NM – MM) x 100 / DPM, em que:

NM é a nota da prova de Habilidades Específicas de Música; MM é a média de NM entre todos os candidatos presentes à prova de Habilidades Específicas de Música e MM será arredondada para uma casa decimal com precisão de 0,5. DPM é o desvio padrão de NM entre todos os candidatos presentes na prova de Habilidades Específicas de Música e DPM será arredondado para uma casa decimal com precisão de 0,5. A nota padronizada da prova de Habilidades Específicas de Música, NPM, será arredondada para uma casa decimal com precisão de 0,1.

Aos participantes do PAAIS, será acrescida a pontuação conforme item 9 do Edital.

 

Nota padronizada da 2ª fase

Na 2ª fase os candidatos recebem uma nota padronizada (NP) em cada prova, incluindo a prova de Redação, calculada a partir da fórmula:

NP = 500 + (N – M) x 100/DP, em que

N é a nota bruta obtida pelo(a) candidato(a) na prova M é a média da prova entre todos os candidatos que a fizeram e obtiveram nota maior do que zero. M será arredondada para uma casa decimal com precisão de 0,5. DP é o desvio padrão da distribuição de notas da prova entre todos os candidatos que a fizeram e obtiveram nota maior do que zero. DP será arredondado para uma casa decimal com precisão de 0,5. A nota padronizada NP será arredondada uma casa decimal com precisão de 0,1.

 

Nota Padronizada de Opção (NPO)

As notas padronizadas são utilizadas para compor a Nota Padronizada de Opção (NPO), para cada opção escolhida, que definirá a classificação do candidato em cada opção. A NPO será dada por:

NPO = 0,30 NF1 + 0,20 NR + 0,50 NF2, em que:

NF1 é a nota final da 1ª fase; NR é a nota padronizada da prova de Redação e NF2 é a nota das questões da 2ª fase dada pela média ponderada das provas de Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Física, Química, Ciências Biológicas e Habilidades Específicas. A nota padronizada NPO será arredondada para uma casa decimal com precisão de 0,1.

Assim, a NF2 é dada por:

 

 

em que: NLPL, NMAT, NHIS, NGEO, NFIS, NQUI, NBIO e NHE são as notas padronizadas nas provas de Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Física, Química, Ciências Biológicas e Habilidades Específicas, respectivamente, enquanto PLPL, PMAT, PHIS, PGEO, PFIS, PQUI e PBIO são os respectivos pesos, conforme tabela, e para os cursos que exigem a prova de Habilidades Específicas, PHE = 3 e para os demais PHE = 0. A nota padronizada NF2 será arredondada para uma casa decimal com precisão de 0,1.

 

A cada curso são associadas até duas provas que são consideradas as provas prioritárias do curso. A cada prova prioritária é atribuída a Nota Mínima de Opção (NMO), que é utilizada, conforme tabela, para classificação e convocação dos candidatos em cada opção. Os candidatos serão classificados de acordo com os pesos das provas, as provas prioritárias e as NMOs consideradas de acordo com o Anexo III do Edital.

 


 

Classificação e convocação

Os candidatos serão convocados para matrícula, por meio de chamadas, de acordo com o calendário, obedecendo-se o número de vagas oferecidas no Vestibular Unicamp 2019, por curso e por modalidade de inscrição (ampla concorrência, incluindo-se os beneficiados pelo PAAIS, e as reservas de vagas para pretos e pardos). Ocorrerão várias chamadas de convocados para matrícula e declaração de interesse por vagas. Em todas as chamadas, os candidatos serão convocados, de acordo com os seguintes critérios:

Grupo 1: Em cada curso, serão convocados por ordem decrescente de NPO os candidatos que optaram pelo curso em 1ª opção e que obtiveram notas padronizadas nas disciplinas prioritárias superiores ou iguais às NMOs estabelecidas;

Grupo 2: Havendo vagas não preenchidas, serão convocados por ordem decrescente de NPO todos os candidatos que optaram pelo curso, independentemente da ordem da opção e das notas nas disciplinas prioritárias do curso;

Grupo 3: Havendo vagas não preenchidas pelos critérios acima para um curso, serão convocados candidatos que optaram por cursos afins que não foram convocados para os cursos de suas opções, em ordem decrescente de NPO para o curso onde a vaga estiver disponível, independentemente das opções originais dos candidatos. Os cursos afins são definidos por Portaria Interna da Pró-Reitoria de Graduação da Unicamp.

Os candidatos que não estiverem aptos a se matricular, por não terem concluído o ensino médio até o final de 2018, não serão incluídos nas listas de convocados.

 


 

Opções associadas

 

 

 

 

Os seguintes grupos de cursos são considerados como opções associadas para efeito de classificação e convocação. Os candidatos em 1ª opção aos cursos dos seguintes grupos, que solicitarem outro curso do grupo como 2ª opção, serão classificados de acordo com os critérios do grupo 1 para o conjunto das suas opções, tendo o desempenho do candidato precedência sobre a ordem das opções.

a) Engenharia Elétrica (Integral) e Engenharia Elétrica (Noturno);

b) Engenharia Química (Integral) e Engenharia Química (Noturno);

c) Engenharia de Manufatura (Integral) e Engenharia de Produção (Integral);

d) Geografia (Integral) e Geografia (Noturno);

e) Educação Física (Integral); Educação Física (Noturno) e Ciências do Esporte (Integral);

f) Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (Noturno) e Sistemas de Informação (Integral).

O(a) candidato(a) interessado(a) em fazer mais de uma opção deve procurar ordenar as suas opções em ordem de preferência. Vale lembrar que quanto mais alta for a Nota Mínima de Opção de um curso, maior a possibilidade de serem convocados candidatos de 2ª opção (ver tabela). O(a) candidato(a) convocado(a) em 1ª opção não pode pedir remanejamento para matricular-se na 2ª opção.

Candidatos matriculados em 2ª opção e que solicitaram remanejamento devem considerar atentamente as situações descritas abaixo.

  • O(a) candidato(a) que não confirmar a matrícula na 2ª opção perde essa vaga, porém, se ainda quiser continuar concorrendo à vaga de 1ª opção, precisa obrigatoriamente declarar interesse por vagas, entre os dias 7 e 8/03/2019. Nesse caso, precisará, se convocado(a) futuramente, efetuar nova matrícula;
  • O(a) candidato(a) que confirmar a matrícula não precisa fazer a declaração eletrônica de interesse por vagas, pois continuará automaticamente concorrendo à vaga na 1ª opção;
  • O(a) candidato(a) que não confirmar a matrícula e não declarar interesse por vagas fica excluído(a) do Vestibular Unicamp 2019.

 


 

Prioridade nos sistemas de ingresso

O candidato que participar de mais de um dos sistemas de seleção (Vestibular Unicamp, Edital ENEM-Unicamp, Vestibular Indígena, Edital Vagas Olímpicas) será excluído, automaticamente, das vagas em outros sistemas quando efetivar a sua matrícula no sistema no qual foi convocado.

Caso um candidato tenha sido convocado no mesmo curso, na mesma chamada, no Vestibular Unicamp 2019 e em outros sistemas de ingresso, a vaga a ser preenchida será a do Vestibular, permitindo que sejam convocados outros candidatos pelos demais sistemas.

Caso um candidato tenha sido convocado em cursos diferentes, na mesma chamada, no Vestibular Unicamp e em outro(s) sistema(s) de ingresso, será considerada como opção a matrícula que ele tenha efetivado primeiro, como gesto de sua deliberada escolha.