Versão para impressão 

As provas do Vestibular Unicamp apresentam questões que solicitam do candidato a integração dos conceitos, da terminologia, da metodologia, dos procedimentos e das informações correspondentes às diversas áreas do conhecimento, dentro dos parâmetros e do contexto da educação básica. Além disso, o Vestibular Unicamp também avalia a capacidade analítica e de abstração dos candidatos, propondo, como foco, a capacidade de utilizar o conhecimento de forma integrada para a solução de problemas em diversos níveis, desde aplicações a questões do cotidiano até problemas relacionados com a estrutura do conhecimento nas diversas disciplinas.

 

Provas de Redação e de Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa

Prova de Matemática

Provas de Geografia, História, Filosofia e Sociologia

Prova de Língua Inglesa

Prova de Ciências Biológicas

Prova de Física

Prova de Química

 

Os candidatos, portanto, serão avaliados quanto a domínio de conteúdos e conceitos tratados no ensino médio, com questões que partem de fontes variadas (textos verbais de diferentes gêneros, imagens, gráficos, tabelas, infográficos, esquemas, etc.), produzidas em âmbitos sociais diversificados (científico, jornalístico, do entretenimento, escolar, da participação cidadã, etc.). O objetivo é que os candidatos mobilizem habilidades gerais, das mais simples às mais complexas, distribuídas de forma equilibrada entre as questões da prova. Tais habilidades se aplicam ao reconhecimento e à análise de informações, conceitos, fenômenos, contextos, problemas e pontos de vista:

  • Identificar e reconhecer;
  • Inferir;
  • Analisar criticamente;
  • Comparar;
  • Formular hipóteses a partir de evidências;

Nas questões da prova, tais habilidades gerais são exploradas considerando as diferentes maneiras como se produz conhecimento nas áreas envolvidas. Dessa forma, os caminhos para se inferir informações ou para se aplicar conceitos, por exemplo, podem ser distintos de uma disciplina para outra, mas ainda assim, as habilidades gerais são avaliadas em todas as disciplinas. Nas informações específicas sobre cada prova, são detalhados conteúdos e as habilidades exigidas.

Na segunda fase, com provas discursivas (abertas), as mesmas habilidades gerais são avaliadas. Dada a natureza das respostas (abertas), espera-se que os candidatos sejam também capazes de elaborá-las num texto coeso e claro, observando a precisão de conceitos e conhecimentos mobilizados ou aplicados a partir das instruções oferecidas no enunciado. Nessas respostas, os candidatos podem ser avaliados quanto à capacidade de relatar, expor e argumentar, em contextos específicos, tal como segue:

  • Resolver problemas propostos;
  • Relatar procedimentos utilizados;
  • Estabelecer e explicitar relações entre informações, conceitos, fenômenos, contextos, problemas e pontos de vista a partir de evidências logicamente construídas;
  • Explicar conceitos, fenômenos, contextos e problemas;
  • Indicar as evidências nas quais se baseou para produzir as respostas solicitadas.
  • Produzir textos curtos a partir de recursos como paráfrases e sínteses para responder o que indica o enunciado;
  • Argumentar em defesa de uma tese ou de um ponto de vista, de forma consistente com os insumos apresentados na prova e com os conhecimentos de cada área.

Excepcionalmente, nesta edição do vestibular, tendo em vista a pandemia do Covid-19, as provas sofreram alterações para atender melhor aos candidatos, conforme explicitado a seguir.

A prova de primeira fase é composta por 72 questões objetivas (e não 90, como nos anos anteriores) que avaliam, de maneira preliminar, as disciplinas de Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Sociologia, Filosofia, Física, Química, Biologia e Inglês. Não há questões interdisciplinares neste ano e as provas serão aplicadas em dois dias. No dia 1, a prova será aplicada para os candidatos das áreas de Ciências Humanas/Artes e Exatas/Tecnológicas  e, no segundo dia, aos candidatos das áreas de Ciências Biológicas/Saúde.

Na segunda fase, composta por questões dissertativas, os candidatos são avaliados em Redação (prova na qual eles devem elaborar um texto, a partir de duas propostas de escrita) e nas disciplinas antes mencionadas, de forma mais aprofundada. As provas de segunda fase são realizadas em dois dias consecutivos e se distribuem entre aquelas realizadas por todos os candidatos (Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, Matemática e questões interdisciplinares com Inglês) e aquelas destinadas aos candidatos de cursos de áreas de Ciências Humanas e Artes, Ciências da Saúde e Biológicas e Ciências Exatas e Tecnológicas.

A distribuição das provas nos dois dias da segunda fase é feita da seguinte maneira:

I – Primeiro dia: parte comum para todos os candidatos.

  1. prova de Redação (composta por duas propostas de textos para que o candidato eleja e execute apenas uma proposta);
  2. prova de Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, com 8 (oito) questões;
  3. 2 (duas) questões interdisciplinares delíngua inglesa, com as áreas de Ciências Humanas e Ciências Naturais.

II – Segundo dia: provas comuns para todos os candidatos.

  1. prova de Matemática com 6 (seis) questões;
  2. prova interdisciplinar de Ciências Humanas com 2 (duas) questões;
  3. prova interdisciplinar de Ciências da Natureza, com 2 (duas) questões para todos os candidatos.

III – Segundo dia: provas de conhecimentos específicos, conforme a opção de curso.

  1. candidatos da área de Ciências Biológicas/Saúde: 6 questões de Biologia e 6 questões de Química;
  2. candidatos da área de Ciências Exatas/Tecnológicas: 6 questões de Física e 6 questões de Química;

candidatos da área de Ciências Humanas/Artes: 6 questões de Geografia e 6 questões de História, englobando conteúdos de Filosofia e Sociologia.