Primeira fase

Serão eliminados do Vestibular Unicamp os candidatos              ausentes ou aqueles que obtiverem zero na prova                                da primeira fase

 

              

O Vestibular Unicamp tem duas fases. Além dessas duas fases, há provas de Habilidades Específicas para os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Artes Visuais, Dança (entre 20 e 24/01) e Música. As provas de Habilidades Específicas para os cursos de Música serão realizadas antes da 1ª fase do Vestibular Unicamp, de 9 a 16 de setembro (Etapa I), com envio do arquivo digital para a página da Comvest. A lista de convocados para a Etapa II será divulgada no dia 3 de outubro. A Etapa II será realizada nos dias 13 e 14 de outubro (Etapa II), com as avaliações presenciais. Leia mais sobre as provas de Música no capítulo Provas de Habilidades Específicas.

 

A 1ª fase, obrigatória para todos os candidatos, é constituída de uma única prova de Conhecimentos Gerais composta por 90 questões objetivas sobre as áreas do conhecimento desenvolvidas no ensino médio, incluindo questões interdisciplinares.

 

Cada questão da prova de Conhecimentos Gerais vale um ponto. Assim, a prova da 1ª fase vale até 90 pontos.

 

O(a) candidato(a) tem no máximo cinco horas e no mínimo três horas e trinta minutos para a realização da prova da 1ª fase.

 


 

Segunda fase

A classificação para a 2ª fase considera apenas a                          primeira opção de curso feita pelos candidatos.

 

Importante:

No primeiro dia de provas da 2ª fase,  é obrigatório                          que os candidatos entreguem uma foto 3×4 tirada                              em 2019. Atenção: não é mais necessário levar a foto na 2ª fase (atualizado em 20/12/2019).

                     

A convocação para a 2ª fase é realizada por curso, em ordem decrescente da nota final da 1ª fase, de acordo com os critérios a seguir e garantindo-se um mínimo de 15% de convocados autodeclarados pretos e pardos. Em cada curso, serão convocados os candidatos que obtiverem 550 pontos ou mais na nota final da 1ª fase.

O número máximo de convocados para a 2ª fase nos cursos cuja relação candidatos/vaga seja menor do que 100 será limitado a seis vezes o número de vagas do curso, entre candidatos de 1ª opção. Para os cursos cuja relação candidatos/vaga seja maior ou igual a 100 e menor que 200, o limite máximo será de oito vezes o número de vagas do curso. Para os cursos cuja relação candidatos/vaga seja maior ou igual a 200, o limite máximo será de dez vezes o número de vagas do curso. O número mínimo de convocados para a 2ª fase, em cada curso, é de quatro vezes o número de vagas de cada curso.

Os critérios de convocação para a 2ª fase descritos acima serão aplicados igualmente entre os optantes e não optantes por reserva de vagas (cotas) para autodeclarados pretos e pardos.

A 2ª fase é constituída de provas com questões dissertativas, distribuídas em dois dias e segue os programas constantes do Anexo II da Resolução do Vestibular. As provas têm uma parte comum para todos os candidatos e uma parte diversificada, de acordo com a área de conhecimento do curso escolhido em 1ª opção (Ciências Biológicas/Saúde; Ciências Exatas/Tecnológicas, Ciências Humanas/Artes). Cada questão dissertativa vale quatro pontos, cada uma contendo dois itens, valendo dois pontos cada. As provas obedecem à seguinte distribuição:

Primeiro dia – provas comuns a todos os candidatos.
– prova de Redação (composta por duas propostas de textos para que o candidato eleja e execute apenas uma proposta);
– prova de Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, com oito questões;
– duas questões interdisciplinares em Língua Inglesa.

Segundo dia – provas comuns a todos os candidatos:
– prova de Matemática com seis questões;
– prova interdisciplinar de Ciências Humanas com duas questões;
– prova interdisciplinar de Ciências da Natureza com duas questões;

Segundo dia – provas de conhecimentos específicos (PCE), conforme a opção de curso:

– candidatos da área de Ciências Biológicas/Saúde: seis questões de Biologia e seis questões de Química;
– candidatos da área de Ciências Exatas/Tecnológicas: seis questões de Física e seis questões de Química;
– candidatos da área de Ciências Humanas/Artes: seis questões de Geografia e seis questões de História, englobando conteúdos de Filosofia e Sociologia.

O(a) candidato(a) tem no máximo cinco horas e no mínimo três horas para a realização das provas em cada dia da 2ª fase. Poderá ser concedido tempo adicional aos candidatos nos casos previstos no Artigo 14 da Resolução. A ausência ou a obtenção de nota zero em qualquer uma das provas, eliminará o(a) candidato(a) do Vestibular.

 

Não será concedida vistas ou revisão de provas. Leia mais no Artigo 28 da Resolução.

Para a composição das notas, considera-se a realização das seguintes provas:
a) quatro provas comuns a todos os candidatos: prova de Redação; prova de Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa; prova de Matemática e prova Interdisciplinar (Inglês, Ciências Humanas e Ciências da Natureza);
b) duas provas de conhecimentos específicos, conforme a área do curso de 1ª opção: prova de Biologia e prova de Química (para Ciências Biológicas/Saúde); prova de Física e prova de Química (para Exatas/Tecnológicas); prova de Geografia e prova de História (para Humanas/Artes);
c) prova de Habilidades Específicas, para os cursos que a exigem.

 


 

Provas de Habilidades Específicas

 

 

 

 

 

 

Os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Artes Visuais, Dança e Música exigem provas de Habilidades Específicas, que serão realizadas entre os dias 20 e 24 de janeiro de 2019, exceto para os candidatos aos cursos de Música, cuja etapa tem outra data. As provas de Habilidades Específicas valem até 48 pontos. Os candidatos que não comparecerem ou obtiverem nota zero em qualquer uma das etapas das provas de Habilidades Específicas ficam eliminados da 1ª opção, mas continuam concorrendo por uma vaga na 2ª opção, caso exista.

 

Leia mais sobre essas provas.