Aviso aos candidatos aos cursos de Música

As provas de Habilidades Específicas em Música serão realizadas antes da primeira fase do Vestibular e serão divididas em duas etapas: Etapa I – de 02/09/2016 a 09/09/2016 – envio de arquivo digital para o site da COMVEST; Etapa IIdias 09 e 10/10/2016 – avaliações presenciais a serem realizadas em Campinas, no Instituto de Artes, Departamento de Música, Rua Elis Regina, 50. Para estas provas, os candidatos deverão comparecer munidos do original da cédula de identidade, caneta de cor preta ou azul, lápis e borracha.

I. Descrição geral e vagas

As provas de Habilidades Específicas em Música do Vestibular Unicamp 2017 têm por objetivo avaliar a formação musical do candidato, bem como o seu potencial artístico. Em seu aspecto técnico geral, o exame avalia o conhecimento de teoria e história da música, percepção musical e conteúdos da área de educação musical, além de habilitação técnica específica em performance instrumental, composição musical e regência.

Os cursos de Música e as respectivas vagas oferecidas no Vestibular Unicamp 2017 são os seguintes:

Curso de Bacharelado
Música Popular: Piano – 1 vaga
Música Popular: Contrabaixo – 3 vagas
Música Popular: Guitarra – 3 vagas
Música Popular: Bateria – 3 vagas
Música Popular: Saxofone – 3 vagas
Música Popular: Violão – 3 vagas
Música Popular: Voz – 3 vagas

Curso de Bacharelado
Música Erudita: Violino – 3 vagas
Música Erudita: Viola – 2 vagas
Música Erudita: Violoncelo – 2 vagas
Música Erudita: Contrabaixo – 1 vaga
Música Erudita: Violão – 3 vagas
Música Erudita: Flauta – 1 vaga
Música Erudita: Trompete – 2 vagas
Música Erudita: Trombone – 2 vagas
Música Erudita: Piano – 2 vagas
Música Erudita: Voz – 2 vagas
Música Erudita: Percussão – 2 vagas
Música Erudita: Composição – 5 vagas
Música Erudita: Regência – 4 vagas
Música: Licenciatura – 15 vagas

TOTAL DE 65 vagas

O número de vagas em cada opção poderá ser modificado conforme o número de candidatos inscritos e necessidades pedagógicas, como está especificado no Artigo 7 da Resolução GR 016/2016 do Vestibular Unicamp 2017.

II. Detalhamento das Provas de Habilidades Específicas

Etapa I

A etapa I, de caráter eliminatório, que avaliará a aptidão musical de todos os candidatos inscritos, será realizada por meio de análise de material audiovisual.

Todos os candidatos aos cursos de Música do Vestibular Unicamp 2017 deverão enviar para a Comvest, no endereço https://www.comvest.unicamp.br, no período de 02/09/2016 a 09/09/2016, o material audiovisual (video) que servirá para a avaliação da etapa I das Provas de Habilidades Específicas em Música. O material deverá atender aos seguintes requisitos:

1. Ser apresentado em arquivo digital nos formatos avi, mp4 ou mkv e que não deve ultrapassar 250MB ou 3 minutos de duração;
2. O candidato deverá executar a Peça de Confronto e/ou Livre Escolha, conforme indicada no item III, de acordo com sua opção;
3. Durante a execução da peça, o vídeo deverá enquadrar o corpo inteiro do candidato, deixando claramente visíveis o rosto e sua habilidade ao tocar o instrumento escolhido, isto é, mostrando a sua execução durante a gravação da peça musical;
4. Antes de iniciar sua performance musical, o candidato deverá dizer no vídeo seu nome, número de inscrição, curso a que está concorrendo e nome da peça que irá executar;
5. A gravação deverá ser realizada por apenas uma câmera fixa e não deverá haver qualquer tipo de edição ou manipulação do conteúdo do material audiovisual. Aconselha-se aos candidatos reverem as suas gravações antes de fazer o upload para garantir que sejam de boa qualidade.

O candidato deverá fazer o upload do arquivo no endereço https://www.comvest.unicamp.br somente entre os dias 02/09/2016 e 09/09/2016. Não será aceito nenhum tipo de material audiovisual enviado fisicamente para a COMVEST. Somente os arquivos devidamente enviados online nos formatos indicados serão avaliados. Certifiquese de que o envio do vídeo foi efetivado, salvaguardando seu protocolo.

É de inteira e exclusiva responsabilidade do candidato o envio correto do vídeo para a etapa I, bem como seu conteúdo.

A avaliação do material audiovisual será composta por dois parâmetros distintos: desenvolvimento técnico e desenvolvimento interpretativo, aos quais serão atribuídos pontos de 0 (zero) a 5 (cinco), totalizando 10 (dez) pontos. No que diz respeito ao desenvolvimento técnico serão avaliadas habilidades como: dedilhado, postura, controle do arco, além de afinação, ritmo, articulação e fraseado. Em relação ao desenvolvimento interpretativo serão observadas a fluidez, o andamento e a maturidade interpretativa do candidato. No caso de peças de livre escolha, também será avaliada a adequação e a pertinência da peça escolhida. Todos os vídeos serão armazenados no servidor da COMVEST, que garantirá a guarda e o sigilo do material enviado durante o período de avaliação.

Caso o candidato não envie o vídeo no período estipulado, não o faça corretamente ou não tenha obtido pontuação mínima na etapa I (superior ou igual a 5 pontos) estará eliminado do processo de avaliação das Provas de Habilidades Específicas do Curso de Música (etapa II). Os candidatos que não forem aprovados na etapa I das Provas de Habilidades Específicas poderão continuar o Processo Seletivo 2017 para os outros cursos indicados como segunda opção no ato da inscrição.

O candidato aprovado para a etapa II, além de realizar as provas específicas presenciais indicadas no Manual do Candidato, deverá também executar perante a banca avaliadora a peça enviada na etapa I.

O conteúdo das provas da etapa I está especificado, conforme o curso pretendido, no item III.

Somente os candidatos aprovados na etapa I poderão fazer as provas da etapa II. A lista de convocados e os horários das provas para a etapa II serão divulgados no dia 26/09/2016, na página eletrônica da COMVEST (www.comvest.unicamp.br).

Os candidatos que não forem aprovados para a etapa II das Provas de Habilidades Específicas poderão continuar o Processo Seletivo 2017 para os outros cursos indicados como segunda opção no ato da inscrição, caso haja.

A etapa II, de caráter eliminatório e classificatório, será realizada nos dias 09 e 10/10/2016 e consiste de duas provas: uma prova teórica escrita comum a todos os cursos; uma prova de conteúdo específico em função da modalidade pleiteada, discriminado no item III, abaixo.

Para todas as provas práticas, os candidatos deverão trazer os seus próprios instrumentos, com exceção de piano, cravo, contrabaixo acústico, bateria e percussão. Não há disponibilidade de instrumentistas acompanhadores, ficando a cargo dos candidatos trazerem seus acompanhadores, caso entendam ser necessário.

As provas de Música Popular: Voz, e Música Erudita: Voz exigirão acompanhador.

Etapa II: Prova teórica escrita
A prova teórica escrita, comum a todas as opções de cursos, contemplará o conteúdo básico dos seguintes pontos:

Estruturação e Harmonia:
Compasso – Ritmo – Intervalos – Tonalidades– Modos – Melodia – Formação de Acordes – Inversões – Funções Harmônicas – Progressões Harmônicas – Forma.

Percepção:
Identificação de Intervalos – Identificação de Acordes – Reconhecimento de Timbres – Identificação de Agrupamentos Rítmicos – Ditados Rítmicos e Melódicos a uma e duas vozes.

Apreciação Musical e História da Música:
Apreciação de obras e estilos musicais em diferentes períodos históricos.

III. Conteúdo das provas

Curso de Música Popular – PIANO
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – O Cantador (Dori Caymmi e Nelson Motta). Disponível em: Songbook da Bossa Nova. Ed. Lumiar, vol. 4, pág. 111. Executar o tema com um chorus de improviso.
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de livre escolha. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Leitura à primeira vista. Improvisação.

•Curso de Música Popular – CONTRABAIXO
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Proezas de Solon (Pixinguinha e Benedito Lacerda). Tema e contraponto do saxofone. Disponível em: Choro Duetos, vol. 1 Pixinguinha e Benedito Lacerda. coordenação Mário Séve e David Ganc – 1 ed. São Paulo: Irmãos Vitale, 2010. 100p
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de livre escolha. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Leitura à primeira vista. Improvisação.

Curso de Música Popular – GUITARRA
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Proezas de Solon (Pixinguinha e Benedito Lacerda). Disponível em: Tocando com Jacob: Partituras e Playbacks (Jacob do Bandolim). São Paulo: Irmãos Vitale, 2006.
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de livre escolha. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Leitura à primeira vista. Improvisação.

• Curso em Música Popular – BATERIA
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – O ovo (Hermeto Pascoal e Geraldo Vandré). Disponível em: http://www.hermetopascoal. com.br/img/partituras/00000412.jpg . Gravação de referência: Quarteto Novo, 1967.
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Peça de livre escolha. Leitura à primeira vista. Improvisação.

• Curso de Música Popular – SAXOFONE
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Só danço Samba – (Jazz ‘N’ Samba) – (Tom Jobim e Vinícius de Moraes). Disponível em: AEBERSOLD, Jamey. Antonio Carlos Jobim – Bossa Nova – vol. 98. Jamey Aebersold Jazz, Inc.,2000. Executar o tema com um chorus de improviso.
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de livre escolha. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Leitura à primeira vista. Improvisação.

• Curso de Música Popular – VIOLÃO
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Jorge do fusa (Aníbal Augusto Sardinha “Garoto”). Transcrito por Paulo Bellinati. Disponível em: Guitar Works of Garoto. GSP Recordings. San Francisco, 2004.
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de livre escolha. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Leitura à primeira vista. Improvisação.

• Curso de Música Popular – VOZ
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Canção Desnecessária (Guinga e Mauro Aguiar).
Etapa II: Prova teórica escrita. Prova Prática: A terceira margem do rio (Milton Nascimento e Caetano Veloso) e Nego Maluco (Edu Lobo e Chico Buarque); Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). O candidato poderá se acompanhar tocando um instrumento harmônico ou trazer um instrumentista para fazê-lo.

• Curso de Música Erudita – VIOLINO
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Estudo Nº 8 do livro 42 Estudos para violino de Rodolphe Kreutzer. Qualquer edição. Metrônomo: Colcheia = 168 <=> 180 (semínima pontuada = 56 <=> 60).
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de livre escolha. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Leitura à primeira vista.

• Curso de Música Erudita – VIOLA
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Estudo nº 5 de Mazas em Sol Maior. Qualquer edição.
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de livre escolha. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I).Leitura à primeira vista.

• Curso de Música Erudita – VIOLONCELO
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Um Prelúdio das 6 Suites para violoncello solo de J.S.Bach. Qualquer edição.
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de livre escolha. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Leitura à primeira vista.

• Curso de Música Erudita – CONTRABAIXO
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Sonata de Henry Eccles em Sol Menor – I movimento. Qualquer edição.
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de Livre escolha. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Leitura à primeira vista.

• Curso de Música Erudita – VIOLÃO
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Um Estudo de Heitor Villa-Lobos a escolher entre os nos 2, 3, 7, 10 e 12. Qualquer edição.
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de Livre escolha, com exceção de Heitor Villa-Lobos. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Leitura à primeira vista.

• Curso de Música Erudita – FLAUTA
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Concerto em Sol Maior de Mozart KV313. Qualquer edição.
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de livre escolha. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Leitura à primeira vista.

• Curso de Música Erudita – TROMPETE
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Estudo nº 1 do livro Studies for Trumpet. VOISIN, Roger. New York: International Music Company, 1963.
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de livre escolha. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Leitura à primeira vista.

• Curso de Música Erudita – TROMBONE
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Estudo nº 16 do livro Melodious Etudes for Trombone, selected from the Vocalises of Marco Bordogni. RHOCHUT, Johannes. New York: Carl Fisher, 1974.
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de livre escolha. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I).Leitura à primeira vista.

• Curso de Música Erudita – PIANO
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Um movimento vivo de Sonata de livre escolha.
Etapa II: Prova teórica escrita. Um Prelúdio e Fuga de J. S. Bach do Cravo Bem Temperado (Vol. 1 ou 2). Movimento vivo de Sonata de livre escolha (o mesmo da Etapa I) e um Estudo de livre escolha de um dos seguintes compositores: C. Czerny, M. Clementi, G. Cramer, F. Chopin, F. Liszt ou M. Moszkowski.

• Curso de Música Erudita – VOZ
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – “Se tu m’ami” de G. Pergolesi. Qualquer edição disponível. O candidato poderá cantar a peça na tonalidade mais adequada para seu tipo vocal. O candidato deverá gravar com acompanhamento de piano.
Etapa II: Prova teórica escrita. Uma canção de câmara brasileira, alemã ou francesa. Uma ária de ópera do século XIX. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Leitura à primeira vista. O candidato deverá trazer seu próprio pianista ou playback para acompanhá-lo durante a prova.

• Curso de Música Erudita – PERCUSSÃO
Etapa I: (Peça de Confronto – envio digital) – Solo n.8 do livro The All American Drummer – 150 Rudimental Solos de Charley WILCOXON, Charley. Chicago: Ludwig Music, 1979.
Etapa II: Prova teórica escrita. Peça de livre escolha. Peça de Confronto (a mesma da Etapa I). Leitura à primeira vista.

• Curso de Música Erudita – COMPOSIÇÃO
Etapa I (envio digital): Uma peça de livre escolha, com duração de até 3 minutos.
Etapa II: Prova teórica escrita. Apresentação de Portfólio impresso (partituras) ou Arquivos/CD de áudio.

• Curso de Música Erudita – REGÊNCIA
Etapa I (envio digital): Uma peça de livre escolha, com duração de até 3 minutos.
Etapa II: Prova teórica escrita. Serão fornecidas aos candidatos partituras corais para as provas da etapa II. Segundo a orientação deste material, o candidato deverá realizar os seguintes exercícios:
a) Cantar uma voz e tocar outra ao piano, a critério da banca;
b) Memorizar todas as vozes de um trecho coral dado;
c) Reger as partituras fornecidas com o quarteto vocal formado pela banca.

• Curso de LICENCIATURA
Etapa I (envio digital): Uma peça de livre escolha, com duração de até 3 minutos.
Etapa II: Prova teórica escrita. Prova escrita sobre bibliografia específica indicada no item V.

IV. Critérios de Avaliação

As provas de Habilidades Específicas estão divididas em duas etapas, sendo a etapa I eliminatória e a etapa II eliminatória e classificatória.

A etapa I (eliminatória) valerá 10 (dez) pontos, sendo necessário ao candidato uma nota igual ou superior a 5 (cinco) para passar à etapa seguinte. As notas da primeira etapa (eliminatória), com exceção do curso de Licenciatura em Música, não serão utilizadas no cômputo das notas seguintes da Prova de Habilidades Específicas em Música. Os candidatos eliminados na Prova de Habilidades Específicas de Música prosseguem na seleção do Vestibular Unicamp 2017 no curso indicado como segunda opção, caso exista. Para tais candidatos as notas obtidas na Prova de Habilidades Específicas não serão utilizadas no cômputo das notas seguintes.

A etapa II (eliminatória e classificatória) valerá 48 pontos, sendo designados 1/3 desse valor (16 pontos) para a prova teórica e 2/3 (32 pontos) para a prova de conteúdos específicos. Para o curso de Licenciatura em Música a etapa II também valerá 48 (quarenta e oito) pontos, sendo designados 1/3 desse valor (16 pontos) para a prova teórica e 2/3 (32 pontos) para a soma das notas da etapa I (10 pontos) com a prova de conteúdo específico (22 pontos). O candidato que não atingir nota superior ou igual a 24 (vinte e quatro) na etapa II da Prova de Habilidades Específicas de Música será eliminado, mas poderá prosseguir na seleção do Vestibular Unicamp 2017 no curso indicado como segunda opção, caso exista.

Para todas as opções a Prova de Habilidades Específicas terá peso 3 (três), conforme Resolução do Vestibular Unicamp 2017.

A nota da primeira fase será calculada conforme estabelecido nos Incisos III ou IV do Artigo 12 da Resolução do Vestibular Unicamp 2017.

Prova Teórica Escrita – o candidato deverá responder às questões da prova relacionadas com: Estruturação e Harmonia, Percepção, Apreciação Musical e História da Música – de acordo com a bibliografia indicada.

A Prova de conteúdo específico – Habilidades Instrumentais – utilizará dois critérios de avaliação. O primeiro avaliará o desenvolvimento técnico do instrumentista. Quando pertinente, serão avaliados o dedilhado, a postura, o controle de arco, além da afinação, ritmo, articulação e fraseado, bem como fluidez em leitura e improvisação. O segundo critério está relacionado com o desenvolvimento interpretativo. Nesse tópico o candidato será avaliado quanto à maturidade interpretativa, fluidez e andamento da execução. Quanto à peça de livre escolha, a avaliação será dada em relação à adequação e à pertinência da peça à técnica do candidato.

Prova de conteúdo específico – Regência – o candidato deverá responder às questões artísticas e musicais propostas pela banca e realizar o que for solicitado. Serão avaliadas as habilidades do candidato em relação à sua musicalidade, solfejo, percepção auditiva, liderança, independência e postura vocal.

Prova de conteúdo específico – Composição – o candidato deverá responder às questões do portfólio solicitadas pela banca, que avaliará conhecimentos elementares de escrita harmônica (tonal ou não tonal), construção formal e instrumentação (instrumentos acústicos ou suportes eletroacústicos).

Prova de conteúdo específico – Licenciatura em Música – o candidato deverá responder às questões sobre a formação do educador musical e o ensino musical escolar, de acordo com a bibliografia indicada.

V. Indicações Bibliográficas

• Opções em Música Popular
ALMADA, Carlos. Harmonia Funcional. Campinas: Ed. Unicamp, 2009
BENWARD, Bruce; KOLOSICK, J. Timothy. Percepção Musical – prática auditiva para músicos. Vol. 1. 7a ed. São Paulo: Editora UNICAMP/EdUSP, 2009.
BERENDT, Joachim E. O Jazz do Rag ao Rock – trad. Julio Medaglia. São Paulo: Perspectiva, 1987.
CHEDIAK, Almir. Harmonia e Improvisação. Vol. 1 e 2. Rio de Janeiro: Lumiar Editora, 1986.
GUEST, Ian. Harmonia Método prático. 2 vols. Rio de Janeiro: Lumiar, 2006.
HINDEMITH, Paul. Treinamento Elementar para Músicos. São Paulo: Ricordi Brasileira, 1983.
LIMA, Marisa Ramires Rosa de; FIGUEIREDO, Sérgio Luiz Ferreira de. Exercício de Teoria
Musical, uma abordagem prática. São Paulo: Embraform, 6a Edição, 2006.
SEVERIANO, Jairo. Uma História da Música Popular Brasileira – das origens à modernidade. 3a ed. São Paulo: Ed. 34, 2013.
SCHAFER, Murray. O ouvido pensante. São Paulo: Edunesp, 1991.
TINÉ, Paulo José de Siqueira. Harmonia: Fundamentos de Arranjo e Improvisação. São Paulo: Rondó/Fapesp, 2011.

• Opções em Música Erudita: Instrumentos, Regência e Composição
ALMADA, Carlos. Harmonia Funcional. Campinas: Ed. Unicamp, 2009
BENWARD, Bruce; KOLOSICK, J. Timothy. Percepção Musical – prática auditiva para músicos. Vol. 1. 7ª ed. São Paulo: Editora UNICAMP/EdUSP, 2009.
GROUT, Donald, PALISCA, Claude. História da Música Ocidental. Lisboa: Gradiva, 2007.
KIEFER, Bruno. História da música brasileira dos primórdios ao início do Século XX. Porto Alegre: Movimento, 1976.
LIMA, Marisa Ramires Rosa de; FIGUEIREDO, Sérgio Luiz Ferreira de. Exercício de Teoria Musical, uma abordagem prática. São Paulo: Embraform, 6ª Edição, 2006.
SCHAFER, Murray. O ouvido pensante. São Paulo: Edunesp, 1991.

• Opção Licenciatura
ALMADA, Carlos. Harmonia Funcional. Campinas: Ed. Unicamp, 2009.
BRIZOLA, Cyro Monteiro. Princípios de harmonia funcional. São Paulo: Annablume, 2006.
GROUT, Donald; PALISCA, Claude. História da Música Ocidental. Lisboa: Gradiva, 2007.
HINDEMITH, Paul. Treinamento Elementar para Músicos. São Paulo: Ricordi Brasileira, 1983.
KIEFER, Bruno. História da música brasileira dos primórdios ao início do Século XX. Porto Alegre: Movimento, 1976.
LIMA, Marisa Ramires Rosa de; FIGUEIREDO, Sérgio Luiz Ferreira de. Exercício de Teoria Musical, uma abordagem prática. São Paulo: Embraform, 6ª Edição, 2006.
SCHAFER, Murray. O ouvido pensante. São Paulo: Edunesp, 1991.

• Prova Teórica Específica (Licenciatura):
PENNA, Maura. Música(s) e seu ensino. 2.ed. rev.e ampl.. Porto Alegre: Sulina, 2010. Parte III (Música no currículo escolar páginas 119 a 167). Observação: é necessário que o candidato estude a 2ª. edição, revisada e ampliada, pois algumas informações atualizadas não constam da 1ª. edição.