Programa de Ação Afirmativa para Inclusão Social – PAAIS

O que é
Instituído em 2004, após aprovação no Conselho Universitário da Unicamp, o PAAIS visa estimular o ingresso de estudantes da rede pública na Unicamp ao mesmo tempo que estimula a diversidade étnica e cultural. O aspecto mais importante do PAAIS é a adição de pontos à nota dos candidatos no vestibular.

Quem pode participar

As formas de realização do ciclo escolar aceitas pelo PAAIS são:

a. Ensino Fundamental II e/ou Ensino Médio regular (ou seja, do 6º ao 9º ano do EFII e/ou da 1ª à 3ª série do ensino médio) cumpridos integralmente em estabelecimentos da rede pública brasileira (federal, estadual, municipal);
b. Ensino Médio supletivo ou EJA nas modalidades presencial, semipresencial e a distância, todo cumprido na rede pública brasileira (federal, estadual, municipal), desde que o candidato não tenha cursado nenhum período do ensino médio em estabelecimento privado de ensino, ainda que como bolsista;
c. Conclusão do Ensino Médio por meio de Exames Nacionais de Certificação como o ENEM – até o ano de 2016 – e o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA), desde que o candidato não tenha cursado nenhum período do ensino médio em estabelecimento privado de ensino, ainda que como bolsista.

A participação no PAAIS é facultativa e deverá ser indicada no formulário de inscrição do vestibular.

Como funciona
Os estudantes que optarem pelo PAAIS na inscrição para o vestibular receberão automaticamente na primeira e na segunda fase, as seguintes pontuações: serão adicionados 20 pontos para aqueles que cursaram integralmente o ensino fundamental II em escolas públicas e 40 pontos para aqueles que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas. No caso dos candidatos que cursaram ambos os períodos na rede pública, a pontuação adicionada será de 60 pontos.

 

 

 

 

Tire suas dúvidas sobre o PAAIS

Quem fez supletivo pode beneficiar-se do PAAIS?
Sim, desde que o estudante tenha feito o supletivo nas formas descritas acima. 

Em quais casos é aceita a conclusão do ensino médio pelo ENEM para participação no PAAIS?
É aceita conclusão do ensino médio por meio de Exames Nacionais de Certificação como o ENEM – até o ano de 2016 – e Exame Nacional para Cerfiticação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA).

Estudei uma parte do ensino médio em escola particular, mas com bolsa integral. Tenho direito aos pontos do PAAIS?
Não. Na modalidade de ensino médio regular, o estudante precisa ter cursado todos os anos do ensino médio integralmente na rede pública.

Se a opção pelo PAAIS é feita na inscrição para o vestibular, em que momento será a comprovação?
Os candidatos beneficiários do PAAIS deverão comprovar, no momento da matrícula, pertencer a um dos três casos citados acima (a, b ou c), mediante entrega de cópia, autenticada em cartório ou acompanhada do original, de: Histórico Escolar completo do Ensino Fundamental II realizado integralmente em estabelecimentos da rede pública brasileira (federal, estadual, municipal), quando for o caso de bonificação parcial; Histórico Escolar completo do Ensino Médio realizado integralmente em estabelecimentos da rede pública brasileira (federal, estadual, municipal), quando for o caso de bonificação parcial; Certificado ou declaração de conclusão do Ensino Médio por meio do ENEM (até 2016) ou ENCCEJA, ou; Histórico Escolar do Ensino Médio supletivo, EJA, modalidades presencial, semipresencial ou a distância, realizado em estabelecimentos da rede pública brasileira, de forma que o documento possua, no original, visto emitido pelas Secretarias Estaduais ou Municipais de Educação; Declaração de que não cursou, em nenhum momento, parte do Ensino Médio em escola particular, mesmo como bolsista, conforme modelo previsto no Anexo VI da Resolução do Vestibular 2020, quando fizer jus à bonificação parcial; Declaração de que não cursou, em nenhum momento, parte do Ensino Fundamental II em escola particular, mesmo como bolsista, conforme modelo previsto no Anexo VI da Resolução, quando fizer jus à bonificação parcial.

Não poderão se beneficiar do PAAIS candidatos que já tenham concluído curso de graduação e/ou pós-graduação em Instituições de Ensino Superior públicas brasileiras (municipais, estaduais ou federais). Quem não atender à regra, terá a matrícula negada ou, se estiver cursando, terá a matrícula cancelada em qualquer momento.

O candidato convocado que não apresentar os documentos comprobatórios exigidos estará eliminado do Vestibular 2020 e terá a matrícula na Unicamp negada, não sendo possível abdicar dos pontos do PAAIS de maneira que estes sejam retirados do cômputo da nota.

Quem fez cursinho, juntamente ou depois do ensino médio em escola pública, pode participar do PAAIS?
Sim, os candidatos que fizeram algum curso preparatório podem participar do PAAIS desde que se encaixem em uma das modalidades aceitas para a participação no programa.

Haverá pontuação extra para os autodeclarados pretos, pardos ou indígenas?
Não haverá. A Unicamp passa a contemplar os autodeclarados pretos e pardos por meio das cotas étnico-raciais e os indígenas por meio de um vestibular específico. Leia mais sobre os dois processos.

Posso concorrer pelas cotas e também usar os pontos do PAAIS?

Sim. Caso preencha os requisitos necessários, você também pode usar os pontos do PAAIS para estudantes de escolas públicas.

Quem já fez uma graduação em instituição de ensino superior pública pode beneficiar-se do PAAIS?
Não poderão se beneficiar do PAAIS candidatos que, embora atendam aos critérios de inclusão, já tenham concluído curso de graduação e/ou pós-graduação em Instituições de Ensino Superior – IES públicas brasileiras (municipais, estaduais ou federais) tendo, assim, já recebido financiamento estatal para inclusão social.

Gostaria de saber se os pontos do PAAIS já estão computados na nota final que aparece quando consultamos o desempenho individual?
Sim, a NPF1, ou nota padronizada da primeira fase, já considera os pontos oriundos do PAAIS, assim como a NPO ou nota final em cada opção de curso também já considera a pontuação do PAAIS.

Como posso obter uma palestra na minha escola pública?
As palestras precisam ser agendadas previamente. O contato inicial com a direção e/ou coordenação pedagógica é feito pela Comvest ou após demanda espontânea por parte das escolas, que escolhem a melhor data e horário para as apresentações e ficam encarregadas de preparar um local para que elas ocorram. A escola também é quem define se as apresentações ocorrerão para estudantes dos três anos do ensino médio ou serão direcionadas aos segundos e/ou terceiros anos. Os agendamentos ficam sujeitos à disponibilidade da Comvest. Mais informações aqui.