23/08/2019 / Em: Destaques, Notícias, Releases

 

As inscrições gratuitas começam no dia 2 de setembro e devem ser realizadas exclusivamente pela internet. A prova será aplicada em quatro Estados do Brasil, em dezembro.

Leia o Edital

A Unicamp vai ampliar as vagas oferecidas pelo Vestibular Indígena para ingresso em seus cursos de graduação. Para o Vestibular Indígena Unicamp 2020, as vagas passaram de 72 para 96. Também houve a inserção de sete novos cursos nessa modalidade, relacionados abaixo. Essa é a segunda edição da modalidade promovida pela Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest). As inscrições são gratuitas e começam no próximo dia 2 de setembro, em www.comvest.unicamp.br. O Edital com as regras foi disponibilizado hoje pela Comvest, em sua página eletrônica, bem como o calendário completo do processo. As inscrições poderão ser realizadas exclusivamente pela internet, até o dia 30 de setembro.

Para ter sua matrícula aceita, caso aprovados no vestibular, os candidatos deverão comprovar que pertencem a uma das etnias indígenas do território brasileiro, por meio da documentação especificada no Edital. Outro pré-requisito é que os candidatos tenham cursado o ensino médio integralmente na rede pública (municipal, estadual, federal), ou em escolas indígenas reconhecidas pela rede pública de ensino ou tenham obtido a certificação do ensino médio pelo ENEM ou exames oficiais (por exemplo, o Enceja) e não tenham cursado nenhum período do ensino médio na rede particular.

Novidades

Os novos cursos inseridos no Vestibular Indígena Unicamp 2020 são: Ciências Biológicas (integral e noturno), Educação Física (integral e noturno), Engenharia de Alimentos (integral e noturno), Engenharia de Telecomunicações (integral), Engenharia de Transportes (noturno), Sistemas de Informação (integral) e Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (noturno).

Nesta edição do vestibular, a Comvest está estendendo a aplicação da prova para mais uma cidade. O exame será realizado no dia 1 de dezembro, nas seguintes cidades: Bauru (SP), Campinas (SP), Caruaru (PE), Dourados (MS), São Gabriel da Cachoeira (AM) e Tabatinga (AM). A prova será em língua portuguesa, composta de questões de múltipla escolha e uma Redação, da seguinte maneira: Linguagens e códigos (14 questões); Ciências da Natureza (12 questões); Matemática (12 questões); Ciências Humanas (12 questões); e uma Redação. O programa de estudos para a prova já está disponível na página da Comvest.