02/08/2012 / Em: Clipping

 


USP desbanca universidades britânicas e é 15ª em conteúdo web  (O Estado de S.Paulo – Educação – 01/08/12)

A USP subiu cinco posições e agora ocupa o 15.º lugar em um ranking mundial de universidades que avalia a produção e a publicação de conteúdo acadêmico na internet. O levantamento, feito pelo Laboratório de Cibermetria, do Centro de Ciências Humanas e Sociais do governo espanhol, analisou mais de 20 mil instituições de ensino. As 14 primeiras colocações ficaram com universidades americanas. Harvard, MIT e Stanford lideram o ranking. Outra tradicional instituição americana, Yale, ficou atrás da USP, assim como as britânicas Oxford e Cambridge. Ao todo,a pesquisa Ranking Web de Universidades mediu o desempenho de mais de 20 mil universidades. O levantamento é realizado duas vezes por ano. Os dados são colhidos em janeiro e em julho. Na pesquisa feita no início deste ano, a USP aparecia na 20.ª colocação. Na de julho do ano passado, a universidade ocupava o 42.º lugar, abaixo de Yale, Cambridge e Oxford.



Unicamp sobe 72 posições no ranking mundial  (RAC – Educação – 02/08/12)

Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) subiu 72 posições no Webometrics Ranking of World Universities, que avalia o conteúdo disponibilizado na internet pelas instituições de Ensino Superior. A instituição passou da 193ª para a 121ª posição. O salto se deu por conta do aumento de periódicos que passaram a ser aceitos como critérios de avaliação do ranqueamento.  No final de junho, a Unicamp foi considerada a terceira melhor universidade da América Latina, segundo o novo ranking da Quacquarelli Symonds (QS), grupo britânico responsável por uma das principais classificações universitárias do mundo, a Top Universities. Além da Unicamp, outras duas brasileiras figuram no topo da lista. Nesse ranking, a Universidade de São Paulo (USP) aparece em 1º lugar e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 9º.  Outra publicação da QS de maio havia apontado que a Unicamp era a única universidade brasileira da lista de 50 instituições criada há no máximo 50 anos.