03/06/2015 / Em: Clipping

 


Unicamp divulga nova lista com 12 livros para o vestibular 2017   (Globo.Com – G1 Vestibular – 03/06/15)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) divulgou nesta terça-feira (2) a nova lista de livros para o vestibular 2017 da Universidade Estadual de Campinas (SP). No total, 12 obras foram selecionadas, incluindo romances, poesia, peças teatrais e contos de autores da literatura brasileira, africana e portuguesa. No entanto, as novas obras não serão válidas para o vestibular 2016, que será realizado este ano. As duas listas podem ser acessadas na íntegra no site da Comvest.



Unicamp divulga lista de livros para o vestibular 2017   (UOL – Vestibular – 02/06/15)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) divulgou nesta terça-feira (02) a lista de livros para os vestibulares a partir de 2017. A instituição apresenta um programa próprio de leituras desde o ano passado, deixando de ser unificada com a Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular).   A renovação das obras que compõem a lista ocorrerá anualmente, sempre de maneira parcial. Os livros válidos para o vestibular 2016, que acontece este ano, já foram divulgados anteriormente. A lista da Unicamp reúne 12 livros de diferentes gêneros e extensões, incluindo romances, poesia, peça teatral e contos. Os autores contemplados são das literaturas brasileira, africana e portuguesa. Três títulos novos foram acrescentados em relação à listagem anterior – “Poemas negros”, de Jorge de Lima; “Coração, cabeça e estômago”, de Camilo Castelo Branco e “Caminhos cruzados”, de Érico Veríssimo. Confira a seguir a lista de obras dos vestibulares da Unicamp, a partir de 2017:



Unicamp divulga lista de obras de leitura obrigatória para o Vestibular 2017   (Sejabixo – Notícias – 02/06/15)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) está divulgando a lista de livros de literatura de língua portuguesa, cuja leitura é obrigatória para candidatos ao Vestibular Unicamp 2017.  Desde o último processo vestibular, a Unicamp deixou de ter uma lista unificada com a Fuvest e passou a adotar uma listagem própria de livros. São 12 obras de diferentes gêneros e extensões, de autores das literaturas brasileira, africana e portuguesa. A cada ano, a Unicamp renovará parcialmente as obras que compõem a lista, para permitir o planejamento do professor e, ao mesmo tempo, acompanhar a dinâmica própria do sistema de ensino, cujo público se renova todos os anos.  A lista para o Vestibular 2017 apresenta três obras novas em relação à anterior.



Unicamp divulga lista de livros válida a partir do Vestibular 2017   (EPTV – Virando Bixo – 02/06/15)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) divulgou nesta terça (2) a lista de livros de literatura de língua portuguesa cuja leitura é obrigatória para candidatos ao Vestibular 2017.  Desde o último concurso, a Unicamp deixou de ter uma lista unificada com a Fuvest , e passou a adotar uma relação própria de livros. São 12 obras de diferentes gêneros e extensões, de autores das literaturas brasileira, africana e portuguesa. De acordo com a Comvest, a cada ano, a Unicamp renovará parcialmente as obras que compõem a lista, para permitir o planejamento do professor e, ao mesmo tempo, acompanhar a dinâmica própria do sistema de ensino, cujo público se renova todos os anos.



Unicamp divulga lista de leitura obrigatória para o vestibular 2017   (Correio Braziliense – Eu, Estudante – 02/06/15)

Doze obras de diferentes gêneros e extensões, de autores das literaturas brasileira, africana e portuguesa, compõe a lista de leitura obrigatória para candidatos ao vestibular 2017 da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), divulgada no portal da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp. A lista de obras inclui romances, poesia, peça teatral e contos. O objetivo é levar o candidato a ampliar o seu campo de estudos. A cada ano, a Unicamp renova parcialmente as obras que compõem a lista, para permitir o planejamento do professor e, ao mesmo tempo, acompanhar a dinâmica própria do sistema de ensino, cujo público se renova todos os anos. Desde a última seleção, a Unicamp deixou de ter uma lista unificada com a Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) e passou a adotar uma listagem própria de livros.



UNICAMP divulga lista de livros para Vestibular 2017   (Jornal Cruzeiro do Sul/Sorocaba – Educação – 02/06/15)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) está divulgando a lista de livros de literatura de língua portuguesa, cuja leitura é obrigatória para candidatos ao Vestibular Unicamp 2017. Desde o último processo vestibular, a Unicamp deixou de ter uma lista unificada com a Fuvest e passou a adotar uma listagem própria de livros. São 12 obras de diferentes gêneros e extensões, de autores das literaturas brasileira, africana e portuguesa. A cada ano, a Unicamp renovará parcialmente as obras que compõem a lista, para permitir o planejamento do professor e, ao mesmo tempo, acompanhar a dinâmica própria do sistema de ensino, cujo público se renova todos os anos. A lista para o Vestibular 2017 apresenta três obras novas em relação à anterior.



Conselho de reitores coloca a universidade em discussão   (Ministério da Educação – Educação Superior – 02/06/15)

“O Ministério da Educação está fazendo o possível para não prejudicar nenhum programa estrutural”, disse o ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, em apresentação ao Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (Crub). Entre os temas trazidos para discussão pelo conselho estão uma maior colaboração das universidades na educação básica, as diretrizes para regulação dos cursos de pós-graduação latu sensu e a metodologia da avaliação institucional. Um dos pontos que precisa ser revisto, segundo o Crub, é a importância do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) nas notas dos cursos. Para o ministro, a avaliação tem um papel importante na melhoria da qualidade da educação superior brasileira. “O Brasil só avançou graças a avaliação”, disse.



Agência da Unicamp bate recorde de pedido de patentes   (Correio Popular – Cidades – 03/06/15)

O esforço da Agência de Inovação Inova da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) em fomentar o empreendedorismo e desenvolvimento tecnológico gerou bons frutos no ano passado. A universidade bateu seu recorde histórico em depósito de patentes no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (Inpi) com 77 pedidos. No ano passado, as instituições de ensino e pesquisa de todo o País fizeram 493 depósitos. A Unicamp foi responsável por quase 16%. A expectativa da direção da agência é fechar 2015 ultrapassando mil registros entre solicitados e concedidos. Hoje, a Unicamp tem 935 patentes vigentes.   Outra boa notícia é que os royalties pagos pelo setor privado pela transferência da tecnologia gerada pelas inovações dobraram no ano passado e atingiram R$ 1,11 milhão. A agência tem hoje 60 contratos de licenciamento que estão vigentes.  A Inova prospectou 110 empresas para buscar parcerias. O trabalho resultou na assinatura de oito convênios de pesquisa e desenvolvimento (P&D) e 11 licenciamentos de tecnologia. A Inova apresentou ontem um balanço mostrando a evolução dos pedidos de depósitos feitos pela universidade.



Quase 18 mi de alunos da rede pública farão a Olimpíada de matemática  (Folha Online – Educação – 02/06/15)

A 11ª OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas) começa nesta terça-feira (2) com a aplicação da prova da primeira fase para quase 18 milhões de estudantes do ensino fundamental e médio da rede pública de ensino em todo o país. A prova será realizada nas mais de 47,5 mil escolas inscritas em 5.538 cidades–recorde de inscritos de escolas e municípios participantes. A OBMEP é uma realização do Impa (Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada) com apoio da SBM (Sociedade Brasileira de Matemática). “Muitos alunos descobrem o quão a matemática pode ser fascinante fazendo essa prova.