05/01/2016 / Em: Clipping

 


São Paulo tem educação abaixo da média do País segundo dados do Pisa  (O Estado de S.Paulo – Educação – 30/12/15)

Apenas quatro redes de ensino estaduais brasileiras têm resultados superiores à média geral do Brasil, de acordo com dados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa, na sigla em inglês) de 2012. A rede de São Paulo, o Estado mais rico do País, fica abaixo do Brasil na média das áreas avaliadas.Os dados desagregados pelas redes de cada Estado são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), que trabalha com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) na realização do Pisa. A OCDE realiza a avaliação nos 34 países considerados de primeiro mundo e em outros convidados, como o Brasil. Nesta última edição, o País ocupou 57.º lugar entre os 65 países participantes. O Brasil está entre os que mais cresceram em pontuação desde 2000, quando a prova foi criada, mas ainda não conseguiu sair das últimas posições. O índice geral leva em consideração as redes particular e pública. Quando separadas apenas as redes estaduais (que concentram 85% das matrículas do ensino médio, fase em que está a maioria dos alunos avaliados no Pisa), o cenário é mais preocupante. Até a rede estadual mais bem colocada no Pisa, a de Santa Catarina, com 422 pontos, ainda fica a 75 pontos de distância da média dos países ricos.



Estudantes estrangeiros em Portugal aumentaram 74% nos últimos cinco anos   (UOL – Educação – 04/01/16)

As mãos de Mfoutou Geloy não param. Há um momento em que se apertam, muito juntas, com força. É quando este congolês de 27 anos conta que soube da notícia da morte da mãe poucas semanas depois de ter chegado ao Porto, em Setembro, para estudar.