10/11/2015 / Em: Clipping

 


Enem será usado por mais uma universidade de Portugal   (Globo.Com – G1 Vestibular – 10/11/15)

Uma nova instituição portuguesa, o Politécnico de Barcelos (IPCA), vai usar o Enem para selecionar alunos interessados em ingressar em seus cursos de ensino superior. O acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) foi firmado nesta segunda-feira (9). É a sétima instituição de Portugal que aproveita os resultados do exame. Localizado na cidade de Barcelos, norte de Portugal, o IPCA reúne cursos que vão desde gestão de atividades turísticas à licenciatura em engenharia em desenvolvimento de jogos digitais. O investimento anual é de 1.750 euros, que pode ser dividido em até dez vezes.

Estudantes gastam até R$ 7 mil com taxas para vestibular de medicina   (Globo.Com – G1 Vestibular – 10/11/15)

Estudantes que sonham em cursar medicina gastam até R$ 7 mil em taxas de inscrição para os vestibulares. As inscrições custam, em média, 300 reais cada, e são quatro vezes mais altas do que as dos demais cursos, segundo os alunos. Na Universidade Severino Sombra (USS), em Vassouras, no Rio de Janeiro, a taxa custou R$ 600. O Ministério da Educação informou que não tem ingerência sobre os processos seletivos das instituições e elas possuem autonomia para criarem regras próprias. Em nota, o MEC lembrou que o Enem democratizou a participação nos processos seletivos, pois ao pagar a taxa de R$ 65, e fazer a prova, o candidato terá neste ano, a possibilidade de ingressar em 128 instituições, entre federais e estaduais.



Tatto aprova lei para evitar trotes violentos   (Diário de S.Paulo – Dia a Dia – 10/11/15)

O prefeito Fernando Haddad sancionou no último sábado (7), a Lei 16.301/ 2015, que institui o Programa Fim do Trote Violento e proíbe a prática de trotes de caráter violento ou constrangedor na recepção de novos alunos em instituições de ensino superior sediadas no Município de São Paulo. De acordo com a nova legislação, serão classificadas como prática de trote violento ações individuais ou coletivas que coloquem em risco a integridade física, exposição a ofensas morais ou psicológicas e situações vexatórias ou que causem constrangimento. Como medidas concretas de prevenção e fiscalização, o texto prevê a implantação de Comitês de Apuração e a criação de um canal para registro de denúncias e fornecimento de orientação para vítimas através da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania.