11/10/2011 / Em: Clipping

 


Haddad volta a defender Enem como substituto do vestibular (Estadão – Educação – 10/10/11)

Para o ministro, o vestibular ‘fez um grande mal’ à educação brasileira

Agência Brasil
A menos de duas semanas da aplicação do Enem, o ministro da Educação, Fernando Haddad, voltou a defender o teste como a forma mais moderna de avaliação do desempenho dos alunos. Segundo ele, registros de problemas são comuns em diversos lugares do mundo, já que se trata de uma prova com “escala monumental”.

Haddad destacou que a substituição do vestibular pelo Enem é fundamental para garantir a implementação prática da reforma do ensino médio no País. “É preciso acabar com o vestibular, que é um grande mal que se fez à educação brasileira, porque você não organiza o ensino médio com cada instituição fazendo um programa de vestibular diferente. O Exame Nacional (do Ensino Médio) é o que há de mais moderno no mundo e tem problemas em diversos países, mas temos que aprender a enfrentar esse negócio”, disse.



Vestibular é um ‘grande mal’ para a educação do País, diz Haddad (Portal Terra – Educação – 10/10/11)

Gabriel Macieira

O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou nesta segunda-feira que o primeiro passo para promover a reforma do ensino médio no País é acabar com o vestibular, que classsificou como um “grande mal”. “O vestibular é um grande mal que se fez com a educação brasileira. Se fosse bom, outros países também teriam. Nós estamos em um processo de substituição do vestibular pelo que tem de mais moderno no mundo, o exame nacional”, afirmou ao fazer referência ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).