15/06/2011 / Em: Clipping

 


USP, Unesp e Unicamp estudam integrar matrículas  (Revista Época – Notícias/Vida Útil – 14/06/11)

A Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Estadual Paulista (Unesp) estudam integrar seus processos de inscrições e matrículas a partir do de 2011. O objetivo, segundo representantes das instituições, é evitar matrículas múltiplas em mais de uma instituição, o que gero atrasos na divulgação das listas de aprovados. “A ideia é aproximar mais ainda as ações das três universidades e tornar o processo de matrícula mais eficiente e rápido, evitando que candidatos aprovados em mais de uma das instituições não ocupem a vaga daqueles que estão esperando”, disse a pró-reitora de graduação da USP, Telma Zorn. Segundo Telma, com a integração, será possível conhecer melhor os candidatos e saber em quais cursos eles foram aprovados.



Unesp, USP e Unicamp estudam unificar matrículas  (Universia Brasil – Vestibular – 14/06/11)

A Unesp (Universidade Estadual Paulista), a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e a USP (Universidade de São Paulo) estudam integrar seus processos de inscrições e matrículas a partir de 2012. A medida visa acelerar o processo de divulgação da listas de aprovados, que muitas vezes é lento por conta da indecisão de muitos candidatos. Atualmente, os vestibulandos que são aprovados no exame de mais de uma instituição acabam fazendo a matrícula em todas elas para depois decidirem em qual vão estudar. Apesar de existir uma lei federal que proíbe que uma mesma pessoa ocupe simultaneamente duas vagas no Ensino Superior em instituições públicas, a prática ainda é comum.



Universidades estudam integrar inscrição e matrícula  (Correio Popular – Cidades – 15/06/11)

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a Universidade de São Paulo (USP)e a Universidade Estadual Paulista (Unesp) vão integrar os processos de inscrição no vestibular e matrículas nas faculdades. A proposta continua em estudo e um dos objetivos é evitar a matrícula dos estudantes em mais de uma instituição, o que atrasa a divulgação das listas seguintes. A previsão é de que as mudanças ocorram a partir de 2013. Mesmo com a proibição legal de que um estudante ocupe duas vagas de graduação em instituições públicas de Ensino Superior ao mesmo tempo, a norma não é seguida e os aprovados fazem a matrícula em mais de uma universidade para ter mais tempo de decidir em qual delas vai querer estudar. Depois de feita a opção, o estudante confirma o interesse pela vaga no curso escolhido, deixando as demais vagas livres para novas chamadas. De acordo com a Unesp, que atualmente preside o Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas  (Cruesp), a proposta de mudança já foi encaminhada para as fundações que realizamos vestibulares das instituições, cabendo a elas propor a viabilidade de um sistema unificado de matrículas. Segundo as pró-reitorias de Graduação da Unesp, USP e Unicamp, além de aumentar o controle das universidades estaduais paulistas em seu processo de matrícula, um sistema mais ágil no preenchimento de vagas também deverá evitar que um aluno chamado na última lista comece o ano letivo no meio do semestre. Para o professor Maurício Kleinke, coordenador de pesquisada Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest) da Unicamp, um dos maiores problemas da demora dos aprovados na escolha é o início tardio de quem ingressa nas últimas chamadas. “Muitos alunos que entram depois encontram dificuldades na adaptação, não conseguem acompanhar as matérias que estão adiantadas e têm o desempenho prejudicado”, explica. A proposta sugere que as matrículas das três universidades sejam feitas no mesmo período de dias. As outras convocações também seriam feitas no mesmo prazo. Coma unificação do sistema, um estudante aprovado em um curso de duas universidades só vai poder se matricular em uma delas, liberando automaticamente a vaga para outro candidato. Outra mudança que deve ocorrer nas três universidades, segundo Kleinke, é a integração do banco de dados dos candidatos. “Uma das finalidades dessa integração, principalmente do questionário socio econômico, é permitir fazer políticas públicas mais adequadas para os estudantes”, diz .Kleinke afirma que nenhuma das propostas está completamente decidida e dificilmente as mudanças ocorrerão já no processo seletivo de 2012. “Estamos trabalhando de maneira muito criteriosa para que as mudanças ocorram sem erros. Talvez não haja tempo hábil para o vestibular deste ano. Mas é possível que já aconteça em 2013”, afirma Kleinke ressalta que a proposta não vai impedir que os candidatos prestem vestibular em mais de uma instituição.  Para os candidatos, no fundo, não muda absolutamente nada”, completa.



USP, Unesp e Unicamp estudam fazer matrícula unificada (Globo On Line – Vestibular – 14/06/11)

Já com o calendário unificado, agora as universidades de São Paulo – USP, Unesp e Unicamp – querem integrar seus processos de inscrições e matrículas. De acordo com as informações do jornal O Estado de S. Paulo, o objetivo é evitar matrículas múltiplas em mais de uma instituição, o que atrasa a divulgação das listas de aprovados.



Estaduais vão integrar matrícula  (Jornal Agora – Dicas – 15/06/11)

A USP (Universidade de São Paulo), a Unesp (Universidade Estadual Paulista) e a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) estão elaborando um projeto para integrar os seus sistemas de inscrição e de matrícula. Assim, evitariam cadastros simultâneos –que fazem com que alunos aprovados nas últimas chamadas de seus vestibulares iniciem as aulas no meio do semestre. Segundo a Vunesp (que aplica a prova da Unesp), esse controle já é feito com o cruzamento de bancos de dados entre as faculdades, mas a mudança aperfeiçoaria o processo. De acordo com a advogada Maria Paula Dallari Bucci, a medida põe em prática algo que já é previsto em lei. “O candidato matriculado em uma segunda universidade pública perde o direito à primeira matrícula”, disse. Com a medida, os vestibulares continuariam sendo aplicados separadamente, mas os candidatos teriam menos tempo para decidir entre as universidades. Não há data prevista para aplicação do projeto.



USP, Unesp e Unicamp estudam integrar matrículas  (Jornal Cruzeiro do Sul/Sorocaba – Educação – 14/06/11)

A Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Estadual Paulista (Unesp) querem integrar seus processos de inscrições e matrículas a partir do ano que vem. O objetivo da proposta, ainda em estudo, é evitar matrículas múltiplas em mais de uma instituição – o que atrasa a divulgação das listas seguintes de aprovados. Apesar de uma lei federal proibir que uma mesma pessoa ocupe simultaneamente duas vagas de graduação em instituições públicas de ensino superior, muitos alunos, aprovados em duas ou mais universidades, acabam se matriculando em todas elas para mais tarde decidir onde querem estudar. Após feita a opção, eles confirmam o interesse pela vaga somente no curso escolhido – deixando, então, as demais vagas livres para novas chamadas.