15/09/2010 / Em: Clipping

 


Unicamp oferece oficina para professores sobre o vestibular; inscrições começam em 20/9  (UOL – Vestibular – 14/09/10)

A Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp) irá realizar no dia 8 de outubro, a partir das 14h, o Encontro com Professores do Ensino Médio. As inscrições devem ser feitas entre os dias 20 e 24 de setembro, pela internet, no www.comvest.unicamp.br/. Podem participar professores do ensino médio público e particular e de cursinhos. Será cobrada uma taxa de R$ 30. O encontro terá oficinas sobre as diferentes provas do vestibular Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).



Unicamp dará oficina para professor conhecer melhor suas provas (Terra – Educação – 14/09/10)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) vai abrir, no próximo dia 20 de setembro, o período de inscrições para o Encontro com Professores do Ensino Médio. As inscrições serão feitas a partir das 9h do dia 20 até às 17h do dia 24, somente na página da Comvest: www.comvest.unicamp.br. Durante o encontro os professores vão participar de oficinas sobre as diferentes provas do vestibular Unicamp. O evento será realizado dia 8 de outubro, a partir das 14h horas, no campus da Unicamp em Campinas. Serão oferecidas 180 vagas nas seguintes disciplinas: Matemática, Biologia, História, Geografia, Química e Física.



Só metade dos brasileiros entre 15 e 17 anos está no ensino médio  (IG – Educação – 14/09/10)

As políticas para acelerar os estudos de quem ficou para trás na infância não atingem os adolescentes de maneira satisfatória. Metade dos jovens com idade entre 15 e 17 anos não está matriculada na etapa da educação básica em que deveria estudar: o ensino médio. Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2009 mostram que há mais de 5 milhões de estudantes nesta situação. No Norte, apenas 39,1% dos alunos nessa faixa etária cursa o ensino médio. As taxas de escolarização líquida – índices que mostram quantos estudantes frequentam a etapa correta em relação à sua idade – melhoraram nos últimos cinco anos. Em 2004, 44,2% da população de 15 a 17 anos estava matriculada no ensino médio. Em 2008, o percentual superou a marca dos 50%, chegando a 50,4%. No entanto, aumentou pouco no último ano, chegando a 50,9%, o que representa 5.237.610 jovens. A desigualdade da inclusão dos estudantes na etapa educacional correta aumenta conforme a condição socioeconômica e regional.



Alunos de superior em tecnologia encontram mercado aquecido (Folha de S.Paulo – Fovest – 15/09/10)

Quem opta por fazer um curso tecnológico tem pela frente, ao final de três anos, um diploma de curso superior e um mercado ávido para absorver os formandos. A demanda do mercado explica, em parte, a alta de 135% em seis anos no total de cursos de tecnologia oferecidos nos institutos federais. Nas instituições particulares, que concentram mais de 80% das vagas, o crescimento foi ainda mais expressivo: 800% no mesmo período. Segundo Francisco Borges, diretor acadêmico da Veris Faculdades, pela natureza prática do curso, os formandos dos superiores em tecnologia são disputados em momentos de retomadas econômicas, como o atual. “O aluno não é necessariamente mais velho, mas é alguém que foi para a educação profissional, que conhece a área de atuação.” Aos 23 e formado em sistemas para internet, Pedro Teixeira já montou um negócio de vendas pela internet, foi descoberto por uma grande empresa de tecnologia da informação, mudou de emprego e comemora o fim da pós. Sobre a sua opção de não fazer um bacharelado, justifica: “Procurei um curso que me desse uma formação bem focada no que eu queria”. No ensino médio, Pedro estudou informática em um curso técnico -formação comum entre os alunos dos cursos superiores tecnológicos.

Unicamp cria curso sequencial para estudante de escola pública (Folha de S.Paulo – Fovest – 15/09/10)

O Conselho Universitário da Unicamp aprovou, na semana passada, o Profis (Programa de Formação Interdisciplinar Superior). Pelo programa, os 120 alunos das escolas públicas de Campinas com melhores notas no Enem poderão, a partir de 2011, fazer um curso de dois anos de formação interdisciplinar na universidade. No período, os alunos terão aulas de disciplinas como matemática, português ou ainda ética e primeiros socorros. Ao fim do curso, os alunos que quiserem poderão ingressar, sem vestibular, nos cursos da Unicamp. A prioridade na ocupação das vagas se dará aos com melhor desempenho durante o programa. As vagas que os cursos de graduação oferecerão para o Profis foram criadas especialmente para o programa e não estarão no vestibular tradicional. Medicina, por exemplo, vai oferecer duas vagas extras aos egressos do Profis. Quem optar por não continuar os estudos terá um certificado de curso sequencial de formação superior, algo que, segundo Marcelo Knobel, pró-reitor de graduação, é inédito no Brasil. “Esse modelo é muito comum no exterior, mas não tem aqui”, diz. De acordo com o pró-reitor, o Profis vai melhorar a formação dos bons alunos das escolas públicas. “O programa vai beneficiar alunos da escola pública que têm potencial para se desenvolver, mas se autoexcluíam do vestibular.” Ainda segundo Knobel, o programa passará por avaliações constantes e poderá incluir escolas públicas de fora de Campinas através de parcerias com outras universidades.



Unicamp oferece oficina para professores sobre o vestibular 2011  (Globo On Line – Educação – 15/09/10)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) vai abrir, no próximo dia 20 de setembro, o período de inscrições para o encontro com professores do ensino médio. Durante o encontro, os professores vão participar de oficinas sobre as diferentes provas do vestibular. O evento será realizado dia 8 de outubro, a partir das 14:00 horas, no campus da Unicamp em Campinas. As inscrições serão aceitas até os dias 20 e 24 de setembro somente pelo site ( www.comvest.unicamp.br ). Serão oferecidas 180 vagas nas seguintes disciplinas: matemática, biologia, história, geografia, química e física. A taxa de inscrição é de R$ 30 reais. Podem se inscrever professores do ensino médio público e particular e de cursinhos. (Veja também: Unicamp divulga resolução comentada do último vestibular 2011) . O encontro é uma oportunidade para o professor conhecer e entender as provas da Unicamp, podendo preparar melhor seus alunos para o vestibular. Serão discutidos os objetivos da prova e analisadas as questões, apontando-se o que era esperado dos candidatos e quais foram os erros e acertos mais comuns.

Programa da Capes quer dobrar número de engenheiros no Brasil  (Globo On Line – Educação – 15/09/10)

Um programa para impulsionar a formação de engenheiros no país está sendo preparado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A ideia é em cinco anos dobrar o número de formados. A principal estratégia é diminuir o índice de evasão dos cursos de engenharia que hoje é em torno de 60%. De acordo com o diretor de Relações Internacionais da Capes, Sandoval Carneiro Júnior, o Plano Nacional Pró-Engenharia deve começar em 2011. Hoje faltam engenheiros para às necessidades do país e o déficit deve aumentar diante de novos projetos como a exploração da camada pré-sal, a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. A Índia, por exemplo, forma por ano 220 mil engenheiros – seis vezes mais do que o Brasil.  Uma das estratégias do plano para diminuir a evasão será a oferta de bolsa permanência para estudantes dos cursos de engenharia. Outra proposta é a implantação de projetos de inovação nas escolas para que os alunos tenham contato com a prática logo no começo do curso. – O aluno de medicina logo no primeiro dia de aula veste roupa branca, jaleco e já se sente médico. O estudante de engenharia vai estudar física, matemática, cálculo e só no terceiro ano vai ter contato com um pouco da engenharia – compara Carneiro durante entrevista à Agência Brasil.



Provas comentadas do vestibular 2010 já estão na internet (Jornal Agora – Dicas – 15/09/10)

As provas comentadas do último processo seletivo da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) já estão disponíveis na internet, no site da Comvest. Além dos comentários, as questões trazem exemplos de respostas abaixo e acima da média do nível dos candidatos às vagas da universidade. As inscrições para o vestibular 2011 da Unicamp podem ser feitas até o dia 8 de outubro pelo site da Comvest. O valor da taxa de inscrição é de R$ 120.



Unicamp divulga resolução comentada do último vestibular  (Gazeta do Povo – Vestibular – 14/09/10)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) divulgou nesta terça-feira (14) em seu site as provas comentadas do último vestibular da universidade. Além dos comentários, há exemplos de respostas consideradas abaixo e acima da média pelos avaliadores. É possível acessar também o simulado da primeira fase do vestibular, realizado em maio. Os candidatos podem ver as questões e propostas de textos de redação, as resoluções, a expectativa da banca de redação e os exemplos de redações abaixo e acima da média. As inscrições para o vestibular 2011 estão abertas e podem ser realizadas até 8 de outubro. A taxa de inscrição é de R$ 120. Neste ano, o vestibular oferece 3.444 vagas em 66 cursos da Unicamp e dois cursos da Famerp (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto).