16/03/2011 / Em: Clipping

 


Veja a lista dos aprovados na sétima chamada do vestibular da Unicamp  (Globo.Com – G1 Vestibular – 15/03/11)

A Universidade de Campinas (Unicamp) divulgou nesta terça-feira (15) a lista dos alunos aprovados na quinta chamada do vestibular 2011. No total, foram convocados 39 estudantes.Os candidatos convocados devem se matricular na sexta-feira (18), das 9h às 12h, nos respectivos campi, como consta no Manual do Candidato. O vestibular da Unicamp recebeu número recorde de inscrições com 57.201 candidatos na primeira fase.



Estudo do Ipea mostra que país terá estoque de 1,8 milhão de engenheiros em nove anos  (UOL – Vestibular – 15/03/11)

O Brasil poderá contar em 2020 com um estoque de 1,5 milhão a 1,8 milhão de pessoas formadas em engenharia. Os dados fazem parte do estudo do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) intitulado Radar nº 12 – Mão de Obra e Crescimento, divulgado hoje (15). O estudo ressalva que algumas pessoas que se formarão em engenharia podem não ser empregadas em ocupações típicas da área. Isso porque não há uma correspondência certa entre formação e ocupação no mercado de trabalho. O Ipea exemplifica que, em 2001, 69% das pessoas diplomadas em engenharia não estavam trabalhando nas ocupações típicas da engenharia. Segundo o estudo, a demanda por engenheiros deve crescer, até 2020, entre 5,1% e 13% dependendo do crescimento da economia. Isso significa que, até lá, serão necessários entre 600 mil e 1,15 milhão de engenheiros. Os setores que mais demandam engenheiros são os de petróleo e gás, sendo que este é o setor com o mais intenso uso de profissionais de áreas de engenharia, além da área de infraestrutura, que engloba as áreas de transportes e armazenagem, além de produção e distribuição de energia e água.

Unicamp publica sétima chamada do vestibular 2011  (UOL – Vestibular – 15/03/11)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) divulgou nesta terça-feira (15) a sétima chamada do processo seletivo 2011. Os interessados deveriam ter declarado interesse nas vagas. Foram convocados 39 candidatos; confiraA matrícula será realizada no dia 18 de março, das 9h às 12h. Todos os convocados para cursos da Unicamp, inclusive os ingressantes em cursos da Faculdade de Odontologia (FOP), Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) e da Faculdade de Tecnologia (FT), deverão efetuar a matrícula no campus de Campinas, na Diretoria acadêmica (DAC).



Unicamp divulga a sétima chamada do Vestibular 2011  (SejaBixo – Mural – 15/03/11)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) está divulgando a lista de convocados em sétima chamada no Vestibular Unicamp 2011, com 39 nomes. A lista está disponível para consulta no saguão do Ciclo Básico II da Unicamp e no site www.comvest.unicamp.br. Os convocados na sétima chamada devem fazer a matrícula na próxima sexta-feira, dia 18 de março, das 9h às 12h. Todos os convocados para cursos da Unicamp, inclusive os ingressantes em cursos da Faculdade de Odontologia (FOP), Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) e da Faculdade de Tecnologia (FT), deverão efetuar a matrícula no campus de Campinas, na Diretoria acadêmica (DAC).



Unicamp divulga os aprovados em 7ª chamada no Vestibular 2011  (EPTV – Virando Bixo – 15/03/11)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) liberou nesta terça (15) a lista dos 39 aprovados em 7ª chamada no Vestibular 2011. Os convocados devem efetuar a matrícula na sexta-feira (18), das 9h às 12h. Todos os ingressantes na Unicamp deverão se matricular na Diretoria Acadêmica do campus de Campinas, inclusive os aprovados para o curso de Odontologia, que funciona no campus de Piracicaba, e os calouros da Faculdade de Tecnologia (FT) e da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA), instaladas nos campi de Limeira



Alerta na USP  (Folha de S.Paulo – Editorial – 16/03/11)

Recebe-se com estranheza a notícia: cresce o número dos alunos que, aprovados no vestibular, não se animam a matricular-se na USP (Universidade de São Paulo). Estima-se, num cálculo ainda sujeito a correções, que 25% dos estudantes admitidos em primeira chamada não se apresentam para o curso. Eram 13% em 2005. Vários fatores, segundo os especialistas, influem no fenômeno. Haveria alunos, por exemplo, optando por cursos pagos em faculdades de elite, mais prestigiosos que os da USP em algumas áreas. Na outra ponta do espectro social, estudantes de poucos recursos podem preferir uma universidade menos reconhecida sob o ângulo acadêmico, mas situada em área mais próxima dos locais de trabalho e moradia. Ou então: a perspectiva de inserção rápida no mercado de trabalho seria mais interessante, para determinados jovens, do que a obtenção de um diploma de excelência. Observe-se que, nas faculdades particulares, um fenômeno paralelo tem ocorrido: aumentou o número de alunos que desistem de cursá-las, a meio do caminho. A decepção com a qualidade do ensino e a dificuldade em arcar com os custos do curso, nesses casos, são as explicações mais comuns. Diversos fatores econômicos se acrescentam ao quadro. A vantagem da gratuidade do ensino, na USP, perde importância diante do aumento de vagas nas escolas federais e da disseminação de mecanismos como ProUni (bolsas na rede privada) e Fies (financiamento estudantil do governo federal). Torna-se difícil, sem pesquisa detalhada, distinguir o que há de positivo e de negativo no fenômeno. Não deixa de ser boa notícia, de ponto de vista mais geral, que alunos se deem ao luxo de dispensar a vaga na USP, preferindo algo ainda melhor. A interpretação inversa não é menos plausível: por necessidade, e não luxo, contentarem-se com ensino inferior. Em qualquer das alternativas, todavia, um problema de base persiste. É o de uma certa falta de adequação entre demanda e oferta, que a estrutura esclerosada da USP contribui para agravar. Sem agilidade para criar vagas em cursos mais procurados, reduzindo-as proporcionalmente em outras disciplinas, cria-se em toda a universidade processo de acomodação e falta de criatividade, que a experiência da USP Leste não foi capaz de reverter. Apesar do prestígio ainda intacto, e de sua colocação no “ranking” nacional (os internacionais, mesmo entre países emergentes, não registram nada de tão alvissareiro), a USP corre, há tempos, o risco da estagnação. Os números agora divulgados podem servir como um novo alerta.



Aprovados em 7ª chamada na Unicamp devem realizar matrículas neste dia 17, quinta-feira  (Folha Dirigida – Vestibular – 15/03/11)

A relação de aprovados em sétima chamada no vestibular 2011 da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) já pode ser conferida. Os interessados podem consultá-la abaixo, no site da FOLHA DIRIGIDA ONLINE. Listas anteriores também podem ser conferidas. As matrículas para estes estudantes será realizada no dia 17, próxima quinta-feira, na unidade onde funciona o curso desejado. O atendimento será feito das 9 às 12 horas. Na ocasião, será necessário apresentar cópia autenticada ou simples (acompanhada do original para consulta) dos seguintes documentos: diploma ou certificado de conclusão do ensino médio e histórico escolar, certidão de nascimento, cédula de identidade, CPF, título de eleitor (caso o aprovado tenha mais de 18 anos) e certificado de reservista ou atestado de alistamento militar. Além disso, é preciso entregar uma foto 3×4, para cursos da Unicamp, e duas, para a Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp). De acordo com a disponibilidade de vagas a instituição divulgará até mais duas convocações. A oitava lista será liberada no dia 18, sexta-feira, com matrículas a serem efetuadas no dia 22. O processo seletivo contou com 57.201 inscritos, que concorreram às 3.444 vagas entre os 66 cursos da Unicamp e mais dois cursos da Famerp. Para a segunda fase da seleção foram chamados 16.644 candidatos.



Fuvest convoca 114 aprovados na quarta chamada  (Jornal Agora – Dicas – 16/03/11)

A USP (Universidade de São Paulo) divulgará hoje no site da instituição os aprovados em sua quarta chamada. A matrícula deve ser feita amanhã. Já os 39 candidatos da sétima chamada da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) –lista no site da Comvest — deverão fazer a matrícula na sexta-feira.