18/04/2017 / Em: Clipping

 

Unicamp divulga lista de livros obrigatórios para o vestibular 2019 (Folha de S. Paulo – Educação -17/04/2017)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) divulgou nesta segunda-feira (17) a nova lista de livros obrigatórios para o vestibular 2019. A seleção apresenta três obras novas em relação à anterior.

Segundo a Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp), responsável pelo vestibular, a cada ano, a universidade renova parcialmente as obras que compõem a lista, para permitir o planejamento do professor e, ao mesmo tempo, acompanhar a dinâmica do sistema de ensino.

A lista reúne 12 obras e é composta por diferentes gêneros e extensões, que inclui romances, coletâneas de poemas e peças teatrais, mas também textos curtos, como contos, crônicas, peças de oratória ou de crítica.

O vestibular 2018, que acontece no final deste ano, ainda exigirá obras da lista anterior.

Veja a lista de livros para o vestibular 2019:

Poesia:
– Luís de Camões, Sonetos[1]
– Jorge de Lima, Poemas Negros (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).
– Ana Cristina Cesar, A teus pés.

Contos:
– Clarice Lispector, Amor, do livro Laços de Família.
– Guimarães Rosa, A hora e a vez de Augusto Matraga, do livro Sagarana.
– Machado de Assis, O espelho[2].

Teatro:
– Dias Gomes, O bem amado[3].

Romance:
– Camilo Castelo Branco, Coração, cabeça e estômago (Livro em domínio público).
– Érico Veríssimo, Caminhos Cruzados (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).
– José Saramago, História do Cerco de Lisboa.

Diário:
– Carolina Maria de Jesus, Quarto de despejo (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

Sermões:
– Antonio Vieira[4]: (1) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1672; (2) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1673, aos 15 de fevereiro, dia da trasladação do mesmo Santo; (3) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Para a Capela Real, que se não pregou por enfermidade do autor.


Unicamp divulga lista de livros para vestibular do ano que vem (Estadão – .Edu – 17/04/2017)

Universidade trocou três títulos em relação à lista anterior; mudança não será aplicada no processo seletivo deste ano

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) divulgou a lista de livros de literatura de leitura obrigatória para o vestibular 2019. A nova relação de títulos apresenta três obras novas em relação à anterior.

Para o vestibular 2018, que ocorre no fim deste ano, não há alteração nas indicações de leituras.

Entre as obras que serão cobradas no vestibular 2019, a Unicamp acrescentou o livro de poesias A teus pés, de Ana Cristina Cesar, o romance História do Cerco de Lisboa, de José Saramago, e o Quarto de despejo, um diário de Carolina Maria de Jesus.

Veja abaixo a lista completa das obras:

Poesia
Luís de Camões, Sonetos.
Jorge de Lima, Poemas Negros (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).
Ana Cristina Cesar, A teus pés.

Contos
Clarice Lispector, Amor, do livro Laços de Família.
Guimarães Rosa, A hora e a vez de Augusto Matraga, do livro Sagarana.
Machado de Assis, O espelho.

Teatro
Dias Gomes, O bem amado.

Romance
Camilo Castelo Branco, Coração, cabeça e estômago (Livro em domínio público).
Érico Veríssimo, Caminhos Cruzados (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).
José Saramago, História do Cerco de Lisboa.

Diário
Carolina Maria de Jesus, Quarto de despejo (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

Sermões
Antonio Vieira
(1) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1672;
(2) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1673, aos 15 de fevereiro, dia da trasladação do mesmo Santo;
(3) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Para a Capela Real, que se não pregou por enfermidade do autor.


Unicamp divulga lista de livros para vestibular 2019 (Correio Popular – Ensino Superior – 17/04/2017)

Para o vestibular 2018, que ocorre no fim deste ano, não há alteração nas indicações de leituras

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) divulgou a lista de livros de literatura de leitura obrigatória para o vestibular 2019. A nova relação de títulos apresenta três obras novas em relação à anterior.

Para o vestibular 2018, que ocorre no fim deste ano, não há alteração nas indicações de leituras. Entre as obras que serão cobradas no vestibular 2019, a Unicamp acrescentou o livro de poesias A teus pés, de Ana Cristina Cesar o romance História do Cerco de Lisboa, de José Saramago, e o Quarto de despejo, um diário de Carolina Maria de Jesus. Abaixo, a lista completa das obras:

Poesia

Luís de Camões, Sonetos

Jorge de Lima, Poemas Negros (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

Ana Cristina Cesar, A teus pés.

Contos

Clarice Lispector, Amor, do livro Laços de Família.

Guimarães Rosa, A hora e a vez de Augusto Matraga, do livro Sagarana.

Machado de Assis, O Espelho

Teatro

Dias Gomes, O Bem Amado

Romance

Camilo Castelo Branco, Coração, cabeça e estômago (Livro em domínio público).

Érico Veríssimo, Caminhos Cruzados (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

José Saramago, História do Cerco de Lisboa.

Diário

Carolina Maria de Jesus, Quarto de despejo (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

Sermões

Antonio Vieira

(1) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1672;

(2) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1673, aos 15 de fevereiro, dia da trasladação do mesmo Santo;

(3) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Para a Capela Real, que se não pregou por enfermidade do autor.


Unicamp amplia faixa de renda para pedidos de isenção na taxa do vestibular 2018; prazo começa nesta quinta-feira (G1 – Campinas e Região – 18/04/2017)

Solicitação pode ser feita por candidato proveniente de família com renda de até R$ 1,3 mil por morador do domicílio, segundo Comvest. Veja outros critérios exigidos pela universidade.

A Unicamp recebe a partir desta quinta-feira (20) os pedidos de isenção na taxa de inscrição do vestibular 2018. A expectativa é de que pelo menos 6,7 mil candidatos sejam contemplados.

Segundo a comissão responsável por organizar o exame (Comvest), o benefício é oferecido em três modalidades. Em uma delas, para estudantes provenientes de famílias com baixa renda, a universidade elevou o teto da renda líquida máxima de R$ 1,1 mil para R$ 1,3 mil – valor por morador do domicílio. Nesta categoria, são oferecidas 6,6 mil isenções, informou a Unicamp.

A universidade oferece outras 100 isenções para os candidatos que são funcionários da Unicamp ou da Fundação de Desenvolvimento (Funcamp) – empresa que atua no gerenciamento de contratos celebrados entre a universidade estadual e instituições públicas ou privadas.

Nestas duas primeiras categorias, a isenção só é concedida aos estudantes que fizeram o ensino médio integralmente em instituições da rede pública de educação; seja residente e domiciliado no estado de São Paulo; e já tenha concluído/finalize neste ano o ensino médio.

Outra modalidade de benefício está previsto para candidatos que disputam vagas de licenciatura em período noturno (cursos de ciências biológicas, física, letras, licenciatura integrada química/física, matemática e pedagogia). Neste caso, segundo a Comvest, não há limite de isenções concedidas e não há exigência sobre ensino médio cursado integralmente na rede pública.

Procedimento

Os pedidos de isenção devem ser feitos até 23 de maio, exclusivamente pela página da Comvest. Para concluir a solicitação, o interessado deve enviar os documentos exigidos (descritos em edital) para a comissão até 24 de maio, por meio dos Correios. “A falta de qualquer documento e/ou o envio após o prazo excluem o candidato do processo”, informa nota da universidade.

A lista dos contemplados será divulgada em 28 de julho. A partir desta data, eles começam a receber, por e-mail, um comunicado de que foram beneficiados no processo. A Unicamp destaca, por outro lado, que a medida não significa inscrição automática no vestibular 2018.

“É preciso, posteriormente, fazer a inscrição no vestibular, utilizando o código de isento fornecido pela Comvest. […] Os candidatos isentos deverão utilizar um formulário específico”, diz texto.

Estatísticas

Durante a edição 2017, a Unicamp recebeu 8,4 mil pedidos para isenção na taxa do vestibular. Ao todo, foram atendidos 7,3 mil candidatos que preencheram requisitos necessários exigidos.

Datas

O calendário com datas de inscrição e provas do vestibular 2018 ainda não foi divulgado.


Unicamp define lista de livros obrigatórios para vestibular 2019 com três novidades (G1 – Campinas e Região – 17/04/2017)

Relação completa tem 12 obras e foi divulgada por comissão organizadora nesta segunda-feira. Entre os novos títulos abordados na edição está o romance ‘História do Cerco de Lisboa’, de José Saramago.

A Unicamp divulgou na tarde desta segunda-feira (17) a lista de livros obrigatórios para o vestibular 2019 da universidade. Segundo a comissão responsável por organizar o exame (Comvest), a lista composta por 12 obras de autores das literaturas brasileira e portuguesa inclui três novidades.

Entre elas estão a poesia “A teus pés”, de Ana Cristina Cesar; o romance “História do Cerco de Lisboa”, de José Saramago; além do diário “Quarto de despejo”, de Carolina Maria de Jesus.

“As obras […] possuem relevância estética, cultural e pedagógica para a formação dos estudantes do ensino médio”, diz nota da Comvest. Segundo a universidade, a relação é renovada parcialmente a cada ano para permitir planejamento de docentes e acompanhar a dinâmica do sistema de ensino.

 Veja abaixo a lista completa de livros

Poesia

  • Luís de Camões,Sonetos*.
  • Jorge de Lima,Poemas Negros (livro distribuído pelo governo federal no Plano Nacional Biblioteca da Escola – PNBE).
  • Ana Cristina Cesar,A teus pés.

* Para ver os selecionados, acesse a página da Comvest.

 Contos

  • Clarice Lispector,Amor, do livro Laços de Família.
  • Guimarães Rosa,A hora e a vez de Augusto Matraga, do livro Sagarana.
  • Machado de Assis,O espelho

Teatro

  • Dias Gomes,O bem amado.

Romance

  • Camilo Castelo Branco,Coração, cabeça e estômago (livro em domínio público).
  • Érico Veríssimo,Caminhos Cruzados (livro distribuído no PNBE).
  • José Saramago,História do Cerco de Lisboa.

 Diário

Carolina Maria de Jesus, Quarto de despejo (livro distribuído no PNBE).

 Sermões

Antonio Vieira

  • (1) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1672;
  • (2) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1673, aos 15 de fevereiro, dia da trasladação do mesmo Santo;
  • (3) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Para a Capela Real, que se não pregou por enfermidade do autor.

 Vestibular 2018

Segundo a Comvest, as três obras que integram a edição 2018 do vestibular da Unicamp – terá a primeira fase realizada neste ano – mas foram eliminadas das seleções posteriores são:

 Contos

  • Monteiro Lobato,Negrinha, do livro Negrinha

 Romance

  • Aluísio Azevedo,O cortiço.
  • Mia Couto,Terra Sonâmbula.

Unicamp é reconhecida como um dos polos de pesquisas mais importantes no país [Clique para assistir o vídeo] (G1 – Bom Dia SP – 18/04/2017)


Unicamp divulga livros obrigatórios para o vestibular 2019 (Guia do Estudante – Universidades – 17/04/2017)

São três obras diferentes em relação à lista atual

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) divulgou a lista de livros obrigatórios para o vestibular 2019, do ano que vem. São três obras diferentes em relação à lista deste ano. Atenção: esta lista é diferente da que comporá o vestibular corrente (2018).

A Unicamp possui lista própria de livros desde o vestibular 2015, que antes era compartilhada com a Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest). A partir de então, a instituição pede 12 obras de diferentes gêneros e extensões, de autores das literaturas brasileira, africana e portuguesa.

Veja a lista abaixo. As obras marcadas em negrito são as que foram inseridas na lista atual. As demais já constavam da lista anterior.

Poesia:

Luís de Camões, Sonetos.

Jorge de Lima, Poemas Negros (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

Ana Cristina Cesar, A teus pés.

Contos:

Clarice Lispector, Amor, do livro Laços de Família.

Guimarães Rosa, A hora e a vez de Augusto Matraga, do livro Sagarana.

Machado de Assis, O espelho.

Teatro:

Dias Gomes, O bem amado.

Romance:

Camilo Castelo Branco, Coração, cabeça e estômago (Livro em domínio público).

Érico Veríssimo, Caminhos Cruzados (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

José Saramago, História do Cerco de Lisboa.

Diário:

Carolina Maria de Jesus, Quarto de despejo (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

Sermões:

Antonio Vieira

(1) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1672;

(2) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1673, aos 15 de fevereiro, dia da trasladação do mesmo Santo;

(3) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Para a Capela Real, que se não pregou por enfermidade do autor.


Unicamp divulga lista de livros para vestibular do ano que vem (Diário do Grande ABC – Nacional – 17/04/2017)

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) divulgou a lista de livros de literatura de leitura obrigatória para o vestibular 2019. A nova relação de títulos apresenta três obras novas em relação à anterior. Para o vestibular 2018, que ocorre no fim deste ano, não há alteração nas indicações de leituras. Entre as obras que serão cobradas no vestibular 2019, a Unicamp acrescentou o livro de poesias A teus pés, de Ana Cristina Cesar, o romance História do Cerco de Lisboa, de José Saramago, e o Quarto de despejo, um diário de Carolina Maria de Jesus. Abaixo, a lista completa das obras:

Poesia

Luís de Camões, Sonetos

Jorge de Lima, Poemas Negros (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

Ana Cristina Cesar, A teus pés.

Contos

Clarice Lispector, Amor, do livro Laços de Família.

Guimarães Rosa, A hora e a vez de Augusto Matraga, do livro Sagarana.

Machado de Assis, O Espelho

Teatro

Dias Gomes, O Bem Amado

Romance

Camilo Castelo Branco, Coração, cabeça e estômago (Livro em domínio público).

Érico Veríssimo, Caminhos Cruzados (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

José Saramago, História do Cerco de Lisboa.

Diário

Carolina Maria de Jesus, Quarto de despejo (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

Sermões

Antonio Vieira

(1) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1672;

(2) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1673, aos 15 de fevereiro, dia da trasladação do mesmo Santo;

(3) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Para a Capela Real, que se não pregou por enfermidade do autor.


Unicamp divulga lista de livros para vestibular do ano que vem (Folha Vitória – Geral – 17/04/2017)

– A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) divulgou a lista de livros de literatura de leitura obrigatória para o vestibular 2019. A nova relação de títulos apresenta três obras novas em relação à anterior.

Para o vestibular 2018, que ocorre no fim deste ano, não há alteração nas indicações de leituras.

Entre as obras que serão cobradas no vestibular 2019, a Unicamp acrescentou o livro de poesias A teus pés, de Ana Cristina Cesar, o romance História do Cerco de Lisboa, de José Saramago, e o Quarto de despejo, um diário de Carolina Maria de Jesus.

Abaixo, a lista completa das obras:

Poesia

Luís de Camões, Sonetos

Jorge de Lima, Poemas Negros (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

Ana Cristina Cesar, A teus pés.

Contos

Clarice Lispector, Amor, do livro Laços de Família.

Guimarães Rosa, A hora e a vez de Augusto Matraga, do livro Sagarana.

Machado de Assis, O Espelho

Teatro

Dias Gomes, O Bem Amado

Romance

Camilo Castelo Branco, Coração, cabeça e estômago (Livro em domínio público).

Érico Veríssimo, Caminhos Cruzados (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

José Saramago, História do Cerco de Lisboa.

Diário

Carolina Maria de Jesus, Quarto de despejo (Livro distribuído pelo governo federal no PNBE).

Sermões

Antonio Vieira

(1) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1672;

(2) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Ano de 1673, aos 15 de fevereiro, dia da trasladação do mesmo Santo;

(3) Sermão de Quarta-feira de Cinza – Para a Capela Real, que se não pregou por enfermidade do autor.


Enem não será mais utilizado para certificar o ensino médio (A Tribuna.com.br – Notícias – 18/04/2017)

Após resultado apresentar um dos piores desempenhos da história, Inep decidiu suspender o exame

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não será mais utilizado para certificação de conclusão do ensino médio. A partir de agora, essa atribuição será do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que hoje é direcionado a estudantes do ensino fundamental em idade regular.

Conforme informações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), no ano passado, 1.033.761 inscritos solicitaram a certificação do ensino médio. Porém, apenas 7,7% destes conseguiram. O resultado aponta para um dos piores desempenhos na história do exame, o que, segundo a presidente do Inep, Maria Inês Fini, teria motivado a mudança.

“Nós teremos uma aplicação no início do segundo semestre que de fato vai promover uma avaliação real mais próxima da educação de jovens e adultos do que teria sido pelo Enem”, afirma.

Enem

A aplicação do Enem de 2017 está confirmada para 5 e 12 de novembro, conforme edital de regulamentação normativa publicado no Diário Oficial da União pelo Inep, na última semana. As inscrições começam às 10h do dia 8 de maio de 2017 e vão até as 23h59 do dia 19 do mesmo mês.

As primeiras provas, em 5 de novembro, terão duração de cinco horas e meia – para linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e ciências humanas e suas tecnologias. No domingo seguinte, 12 de maio, o aluno terá quatro horas e meia para responder às questões de ciências da natureza e suas tecnologias e de matemática e suas tecnologias. Estão sendo esperados 7,5 milhões de candidatos.