28/05/2015 / Em: Clipping

 


Haddad defende Enem como critério de seleção de alunos para a USP   (Globo.Com – G1 Vestibular – 28/05/15)

Ex-ministro da Educação e professor da Universidade de São Paulo (USP), o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, defendeu nesta quarta-feira (27) o uso do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como um critério para seleção de alunos para a USP. Atualmente a USP promove debate em suas unidades para determinar uma possível reserva de 15% das vagas abertas a cada ano para estudantes de escolas públicas por meio do Enem. A proposta está sendo trabalhada pela Pró-Reitoria de Graduação e deve ser encaminhada ao Conselho Universitário (CO) para votação em junho. “Se nós temos o Enem, podemos imaginar uma forma de utilizá-lo no sentido de buscar jovens talentos, como as olimpíadas de matemática e português, que mostram que eles estão em todo o território nacional, concentrados em algumas regiões, mas presente em todas.



Desistência nas universidades chega a 40%   (Jornal Cruzeiro do Sul – Educação – 28/05/15)

O sonho de fazer uma faculdade pode encontrar barreiras que vão além do vestibular. Depois que o candidato passa, outras questões podem interferir na continuidade dos estudos, como por exemplo não gostar do curso, ter dificuldade para pagar, tirar notas baixas, ou ainda o custo da moradia. Por conta desses motivos, diversos cursos começam com 60 alunos e terminam com cerca de 20 se formando. De acordo com dados do último Censo da Educação Superior, divulgados no ano passado pelo Ministério da Educação (MEC) e relativos a 2013 [o Censo de 2014 está em apuração e será divulgado no segundo semestre], Sorocaba contava até aquele ano com 224 cursos superiores (graduação presencial e à distância). Ao todo, somavam-se 47.508 matrículas, sendo 7.818 trancadas, 11.116 desvinculadas, 599 alunos transferidos para outros cursos dentro da mesma IES, e seis alunos falecidos. Conforme o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o trancamento ocorre quando o aluno o fez em todas as disciplinas. Já o desvinculamento do curso ocorre quando o aluno deixou de ter vínculo com o curso por motivos de evasão, desligamento ou transferência para outra IES. Somando-se as matrículas desvinculadas e as trancadas, é possível chegar a um número próximo de desistências dos cursos em Sorocaba: 18.934, ou seja 40% do total de matrículas.