29/03/2016 / Em: Clipping

 

cid:image001.gif@01D189A3.0A7CA330
41% dos jovens acham que crise impede curso superior, diz pesquisa   (Globo.Com – G1 Vestibular – 28/03/16)

Um total de 41% dos jovens brasileiros que já concluiu o ensino médio acha que a crise econômica que assola o país atrapalha o objetivo de ingressar no ensino superior. O resultado faz parte da pesquisa encomendada pelo Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp) divulgada nesta segunda-feira (28). A pesquisa ouviu 800 jovens de todo o Brasil, que fizeram o ensino médio em escolas públicas (62%) e têm pais que não fizeram faculdade (86%). Eles pertencem à classe C ou nova classe média, formada por pessoas com renda familiar entre R$ 1.800 e R$ 3.400. O levantamento aponta, ainda, que 21% dos jovens pretendiam buscar financiamento para pagar a faculdade. Para esses 47% que querem estudar, a mensalidade ideal média seria de R$ 595. Como auxílio para conseguir pagar a universidade, 54% tentariam o Financiamento Estudantil (Fies). A maioria (95%) conhece o programa e sabe que as regras mudaram, desde o ano passado. Destes, 55% acham que essas mudanças atrapalham, mas não as enxergam como desmotivador.  

MEC terá 105 mil vagas em cursos para professor com falha na formação   (Globo.Com – G1 Vestibular – 28/03/16)

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta segunda-feira (28) que vai destinar, no segundo semestre de 2016, 105 mil vagas em cursos de graduação presenciais e à distância para professores que já atuam na rede pública e precisam complementar sua formação. A reserva de vagas é uma estratégia para tentar contornar problemas identificados no Censo Escolar da Educação Básica 2015. De acordo com o levantamento, cerca de 200 mil professores precisam de formação complementar, pois atuam em sala de aula sem terem concluído os estudos necessários. O número representa 38,7% do total de 518.313 professores que ensinam na educação básica na rede pública.

Temas de redação no Enem e em mais 25 vestibulares: veja o que caiu   (Globo.Com – G1 Vestibular – 28/03/16)

O G1 reuniu quase 40 temas de redações cobrados no ano passado em vestibulares de 25 universidades brasileiras e ouviu especialistas que explicam as tendências e as abordagens dos processos seletivos. Além de comparar e entender a opinião dos especialistas, a lista é uma boa possibilidade de “banco de temas” para os alunos que precisam treinar redações.


cid:image002.gif@01D189A4.84419F30
Quase 40% dos docentes não têm formação adequada, aponta censo   (UOL – Educação – 29/03/16)

Do total de professores ativos nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio da rede pública, quase 40% não têm qualificação ideal, apontou censo divulgado nesta segunda-feira, 28, pelo Ministério da Educação (MEC). Considerando o fato de que um professor pode lecionar mais de uma disciplina, o índice de docentes em sala de aula com formação inadequada sobe para 53%, assinala o levantamento. Com o objetivo de diminuir essas taxas, a pasta vai lançar a Rede Universidade do Professor, para estimular os docentes a complementar a formação. Serão disponibilizadas 105 mil vagas já para este segundo semestre, informou o MEC. As inscrições vão de 5 de abril a 5 de maio, por meio da Plataforma Freire. Baseada em dados de 2015, a pesquisa conclui que a situação mais crítica é a da disciplina de Física, em que 64,7% dos professores se enquadram em um dos seguintes quadros: têm bacharelado, mas não licenciatura; têm licenciatura, mas em área diferente da que ensina; têm curso superior (engenheiro lecionando matemática, por exemplo); ou só têm diploma de ensino médio.

55% dos jovens acham que crise do Fies dificulta fazer faculdade   (UOL – Educação – 28/03/16)

55% dos jovens brasileiros que concluíram o ensino médio e têm interesse em cursar o ensino superior acha que a crise do Financiamento Estudantil (Fies) atrapalha seus planos de fazer uma faculdade. A pesquisa, encomendada pelo Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp), ouviu 800 jovens de regiões metropolitanas do Brasil. Para esses jovens que querem fazer faculdade, 41% disseram que a crise econômica no país pode atrapalhar o ingresso na universidade. A pesquisa mostrou ainda, que apesar de terem grande interesse em fazer o ensino superior, 66% não tem nenhum planejamento para financiar o curso.

Cursos de formação docente à distância concentram 50% dos calouros   (UOL – Educação – 28/03/16)

Metade dos calouros (49,8%) dos cursos de formação de professores – como licenciaturas de letras, história ou matemática – entrou em uma graduação a distância (EaD). Isso é o que revela o censo do ensino superior no País de 2014, último com dados disponíveis. A tendência de aumento se confirma desde o começo da década, mas é a primeira vez em que há equilíbrio de ingressantes entre as modalidades presencial e a distância. Foram mais de 512 mil novos alunos nos dois formatos. O aumento da fatia de EaD foi significativo em relação ao ano anterior, quando a proporção era de 35,4%. Segundo especialistas, o avanço rápido está relacionado, principalmente, à chegada de um público de alunos mais velhos, que já trabalham no ensino básico, mas não têm diploma.


cid:image001.gif@01D189A3.0A7CA330
Nem metade das pessoas que saíram do ensino médio quer fazer faculdade   (Folha Online – Educação – 29/03/16)

Nem metade dos 40,8 milhões de pessoas que já completaram o ensino médio no país pretende ingressar no ensino superior. Entre os que têm esse objetivo, só 37% planeja iniciar no ano que vem. É o que aponta pesquisa do Instituto Data Popular sobre as aspirações da Classe C em relação ao ensino superior. O estudo foi realizado a pedido do Semesp (Sindicato das Mantenedoras do Ensino Superior).

Quase 40% dos professores não têm formação para a matéria que ensinam   (Folha Online – Educação – 28/03/16)

Cerca de 39% dos professores da rede pública que atuam nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio não têm formação considerada adequada para uma ou mais disciplinas em que lecionam. Os dados são do novo Censo da Educação Básica, com dados de 2015, e foram divulgados pelo Ministério da Educação nesta segunda-feira (28). O levantamento aponta que, de 518.313 professores, 200.816 dão aulas em disciplinas diferentes de sua área de formação.