30/01/2013 / Em: Clipping

 


Hora de reavaliar estratégias   (O Estado de S.Paulo – Educação – 29/01/13)

Jovens de escolas de redes privada e pública comentam o Programa de Inclusão com Mérito no Ensino Superior Público Paulista e dizem como devem se preparar para o vestibular deste ano André Batlouni, de 17 anos, é aluno do Móbile e quer passar em Economia na FEA “Reservar vagas para alunos de escolas públicas é uma forma de dar chance a quem está a fim de estudar. Mas sou contra a cota racial. Favorece o preconceito porque pretos, pardos e indígenas terão privilégios. Gostei da ideia do college como uma maneira de deixar o aluno da rede pública no mesmo nível do da particular. Assim ele acompanhará melhor a faculdade. Sei que vou precisar me esforçar ainda mais este ano. Talvez fique nervoso no vestibular, mas faz parte. Já estou de olho no cursinho do colégio e sei que vou passar mais tempo com os livros. Quero entrar na USP. Se não der, talvez faça Insper ou FGV.”